A MORTE DE IVAN ILITCH E SENHORES E SERVOS
ED: ** - Nova Fronteira
Compre - AMAZON
Sinopse:
Em A morte de Ivan Ilitch e Senhores e servos o grande protagonista é a morte, que, se na primeira narrativa provoca um questionamento individual, uma busca pelo sentido da vida, na segunda aponta para a relação desigual entre senhor e servo, ressignificada pela situação extrema por que passam os personagens.



Há algumas semanas atrás conclui a leitura desse volume duplo que tenho da obra de Leon Tolstoi.

Nunca tinha lido nada do autor, então escolhi começar pelo volume mais fininho do box da Nova Fronteira que adquiri no final do ano passado. Por trazer nas duas histórias a D. Morte, que é uma senhora que gosto muito de ler sobre ela a escolha não poderia ter sido mais conveniente.

Vou falar um cadinho de cada volume, antes de dar um parecer geral da obra.

A MORTE DE IVAN ILITCH é primeira história deste volume e apesar de ser a mais famosa e a mais comentada, não foi a história que mais me prendeu a leitura.

Por ser mais voltada para os últimos dias de Ivan, entrevado sobre uma cama, sofrendo com dores escruciantes, por vezes foi um pouco monótona. 

No entanto,  acompanhar os questionamentos filosóficos do moribundo foi uma experiência única, que acredito ser importante para todos nós, principalmente nos pontos que nos faz pensar e repensar  as nossas prioridades de vida. Se elas estão sendo benéficas ou maléficas para nós. Principalmente, nos leva pensar se o que estamos fazendo para ter um estilo de vida, vale a pena.

Com certeza o livro vale a reflexão!

SENHORES E SERVOS, segunda história deste volume, seremos apresentados a Nikita e ao seu senhor que sairão em uma noite de nevasca para fechar um contrato importantíssimo, do qual seu senhor está há tempos tentando fechar e não consegue.

Servo de um homem ambicioso e sem escrúpulos, Nikita é um tipo simplório, cheio de defeitos, mas tão preocupado com os outros a sua volta que logo nos apegamos a ele nessa viajem estapafúrdia.

Uma noite perigosa e implacável os encontrará e saber o que vai acontecer com ele e com seu detestável senhor te deixará colado a história torcendo para que tudo dê certo com nosso personagem preferido, mas também nos levará a questionar o valor de uma vida humana ante a ambição por ter algo inanimado e de grande valor. 

Essa história com toda certeza foi a minha favorita, apesar de trazer também nas entrelinhas muitas reflexões, a história é mais ágil e mais intensa. O que te faz ficar preso a ela até a última página.

NO GERAL, eu esperava ser surpreendida com a leitura desse livro, mas o que encontrei, nas duas, mas principalmente na segunda, me fez crer que estou no caminho certo sobre me atualizar dcom a leitura de grandes clássicos mundiais, principalmente dos clássicos russos. 

Se puder ler qualquer uma dessas histórias, leia! São realmente um presente para nós leitores...


Um Comentário