A METAMORFOSE
Ed: - Companhia das Letras
Compre: AMAZON

Sinopse:
A metamorfose é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante - o famoso Gregor Samsa - transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana - tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.


Sem quote!


BIZARRO!


Tem um momento na vida de todo leitor sente que aquele estilo/gênero que ele tanto adora já não supre mais a sua necessidade literária. Suas leituras diminuem e ele não entende porque nenhum dos livros que tanto ama já não prendem mais a sua atenção. Acredito que a maioria das pessoas que leem há muito tempo já tenham passado por essa situação.

Eu acabei de entrar nessa fase e descobri que meu desinteresse se devia ao fato de estar saturada de um determinado gênero. Não deixei de ler romances, nem deixei de amá-los, mas meu gosto está mais apurado para o gênero e não é qualquer coisa que me atrai. Então, decidi investir em outras leituras e me aventurar mais nos clássicos.

Uma das minhas escolhas para correr desse ostracismo, foi A Metamorfose de Kafka, autor de grande renome na literatura clássica alemã. Pela elogiosa sinopse acreditei ter feito uma excelente escolha e de fato o foi, só não me sinto apta para definir ao certo se gostei da leitura, ou se concordo com a tão aclamada perfeição do estilo do autor, mas essa última parte só poderá ser avaliada após a leitura de outros trabalhos dele - não posso afirmar nada com apenas uma experiência.

Acho importante ressaltar aqui a qualidade da tradução de Modesto Carone, sua tradução que trouxe para nosso idioma uma obra clássica de leitura fácil, rápida e prazerosa. Normalmente as pessoas torcem o nariz para os livros clássicos, pois os mesmos costumam ter um linguajar mais rebuscado  e um excesso de descrições que acabam tornando a leitura cansativa e enfadonha. Mas não é o que ocorre aqui e obviamente isso se deve a qualidade do trabalho do tradutor.

A Metamorfose traz em sua trama o drama do jovem Gregor Samsa, que em uma bela manhã desperta em seu quarto metamorfoseado em um grande e repulsivo inseto. Apesar da situação estranha, para não dizer totalmente bizarra, vamos acompanhando, no passar dos meses, a forma como ele e sua família vai lidar com essa monstruosidade.

Tudo é descrito de forma muito simples, fora o espanto inicial, típico de uma situação como essa, todos ao seu redor começam a tratá-lo com indiferença, como se sua presença ou ausência não fizesse nenhuma diferença. Ainda que a irmã ainda se importe com o irmão e se apiede da situação, com o passar dos dias a rotina e os problemas do dia a dia vão tornando Gregor um estorvo para todos.

Não acredito que a ideia inicial de Kafka fosse de fato levantar tantas questões na obra. Até porque como escritora sei bem que as coisas não funcionam de forma tão filosófica quanto os críticos amam cricrilar por aí, mas com toda certeza acabamos nos questionando, até mesmo julgando, todas as situações e a família do rapaz.

A leitura em si é muito estranha, tudo é muito bizarro e incomodo, mas você não consegue largar o livro. Você fica preso ali querendo saber como vai terminar. Obviamente, não termina lá essas coisas e isso me impede de achar a leitura tão grandiosa quanto críticos adoram afirmar, mas concordo que todo o processo descrito até o fim faz a leitura valer.

Ainda não acho possível determinar o que achei da leitura desse livro ou como me sinto ante a tudo que encontro, mas acredito que a grande magia da obra está aí nessa incerteza, nesse incomodo e nas questões morais que acabam vindo a tona enquanto vamos lendo. Então... Se tem curiosidade para conhecer a obra, super indico a leitura!

book cover of The Metamorphosis

Deixe um comentário