💜 Entre as Estrelas 💜
Ed: 01 - Bertrand Brasil
Compre: Amazon
Sinopse:
Nada na Terra poderá separá-los. Um romance futurista surpreendente sobre o impacto do primeiro amor e como nossas escolhas podem mudar o destino de todos ao nosso redor Num futuro não muito distante, após a aniquilação dos Estados Unidos e do Oriente Médio, a Europa nada mais é que uma utopia na qual, a cada três anos, a população se muda para uma nova comunidade multicultural. Em um desses paraísos, Max conhece Carys, e é amor à primeira vista. Ele logo percebe que Carys é a pessoa com quem deseja passar o resto da vida — uma decisão impossível nesse novo mundo. Conforme o relacionamento dos dois se desenvolve, a conexão entre o tempo deles na Terra e o dilema atual no espaço vai sendo revelado. À deriva entre as estrelas, com apenas noventa minutos de oxigênio, eles concluem que só um deles tem a chance de sobreviver. Mas quem?


“Atos heróicos acontecem quando enfrentamos a morte.”
 pág. 72

REFLEXIVO!!

Recebi esse exemplar em parceria pontual com o Grupo Editorial Record e assim que li a sinopse fiquei intrigada para fazer a leitura. Vocês sabem que to numa fase mais scifi então quando surgiu um romance num futuro não tão distante do nosso, corri para colocá-lo na pilha de leituras e cá estou eu para contar um pouquinho dele para vocês.

Antes de mais nada, vou deixar claro que esse não é um romance focado no envolvimento do casal. Se você espera uma leitura romântica, cheia de grandes declarações, uma química imensa entre os protagonista, pode tirando seu cavalinho da chuva. Entre as Estrelas trata do dilema de um casal que descobriu o que era amor, indo contra todas as regras e políticas de uma nova sociedade, sendo assim todo o romance vai se desenvolver por conta dos dilemas, não do envolvimento em si.

A autora não dá datas e o livro já começa com Max e Carys em queda livre no espaço. Tudo o que eles tem é noventa minutos de oxigênio e nenhuma chance de sobreviver. O que eles estão fazendo lá, vai ser contado no decorrer do livro, intercalando as tentativas de sobrevivencia de ambos, com o passado que os uniu.

A Terra, ao contrário do que nós conhecemos foi dizimada pela guerra. A União Européia, fechou suas fronteiras e criou uma nova política, novas normas e regras. Tudo o que sobrou da guerra nuclear entre Estados Unidos e os Países Arabes é deserto e miséria. Quem vive na Europia, está protegido dessas mazelas, mas não 100% livres de certas regras.

A nova ordem mundial prega o individualismo de cada indivíduo. Não há laços familiares, nem raizes, todos respondem por si mesmos e cada um vive da forma como bem entende seguindo o seu bel prazer, dentro das leis estipuladas. Relações sexuais são aceitáveis, mas uniões estáveis só são aceitas com certa maturidade e é aí que começa o dilema de Carys e Max.

Como não existem mais rótulos, os países de Europia, ou que fazem parte da chamada utopia, são chamados de Voivoda e classificadas por números, em cada Voivoda uma pessoa pode residir lá por apenas 3 anos. Carys acaba de chegar quando conhece Max, ele é um chef de cozinha, que no atual momento trabalha como gerente na rede de supermercados da família. Ao contrário de Max, Carys sente falta de ter laços e por isso ela o convida para o jantar que estará preparando para alguns amigos de trabalho e vizinhos.

Max faz parte de uma faz famílias fundadoras da Utopia e vive em rotação desde os sete anos de idade. Apesar de contestar muitas das normas, ele vive seu individualismo sem pestanejar, até conhecer Carys.

Mesmo que ambos resistam ao que sentem e tentem negar, eles sabem que não conseguirão viver um sem o outro. Indo contra tudo e contra todos, eles solicitam a revogação da lei dos Casais, sem saber que seriam mandados para uma missão no espaço e que isso os colocaria em perigo.

Quando enfim tudo parece perdido, que restam apenas seis minutos de oxigênio para ele e quatro para Carys cada um dos dois tem uma visão do que poderá acontecer caso um deles seja resgatado e o que eles presenciam não será nada feliz ou confortável e uma decisão drástica e dramática será tomada por eles.

O final, apesar de não ser feliz é de certa forma bem bonito. Mesmo tendo ficado um pouco confusa com a inserção duas opções de final para o drama do casal, quando enfim compreendi o que estava acontecendo vi que foi necessário esse momento “visão do futuro” para que certas coisinhas que aconteceram durante a trama fossem fechadas.

No geral o livro foi intrigante. Como uma claustrofóbica de carteirinha, os momentos em que eles estavam no espaço lutando para conseguir voltar para a nave foram angustiantes. Apesar do livro tratar mais dos conflitos ideológicos de uma nova sociedade e os dilemas das protagonistas, Carys e Max são um casal divertido, acabamos torcendo para que tudo dê certo com eles assim como nos emocionamos com seus dramas e escolhas finais.

Não sei bem ao certo o que deveria ter esperado do livro, mas confesso que fiquei bem feliz por ter feito uma leitura tão diferente do que faço normalmente. Então, se procura uma leitura original, com certas criticas sociais e algumas reflexões sobre o que seria ou não melhor para uma sociedade, esse é o seu livro.


Um Comentário

  1. Olá!!! Gostei da sua resenha e da sua opinião, não conhecia o livro mas, gostei da capa e vou deixar anotado aqui para que em breve eu consiga ler.
    Beijocas.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir