Minha mãe apareceu aqui em casa com a primeira temporada tem umas semanas e assisti dois episódios antes de dormir nesse período corrido que antecedem as minhas provas.

Provavelmente muitos de vocês já devem ter ouvido ou lido em livros de histórias sobre a família Borgia, principalmente coisas sobre Lucrécia Borgia, mas seus crimes provavelmente os delatam. Eles são lembrados atualmente pelo seu governo corrupto, quando um deles foi Papa, mais precisamente Rodrigo Borgia, Papa Alexandre VI. Os Bórgias foram acusados de vários crimes, em geral, sobre evidências consideráveis, incluindo adultério, simonia, roubo, estupro, corrupção, incesto e assassinato (homicídio, especialmente por veneno).

E o seriado The Borgias retrata muito bem os crimes dessa família. O elenco é maravilhoso e já conta de cara com Jeremy Irons como o patriarca dos Borgias. Apesar de conhecer os crimes dos Borgias é impossível não se encantar e torcer por eles, não há vilões ou heróis na série, todos tem a sua parcela de culpa. 

Eu por exemplo me encantei com Cesare Borgia (François Arnaud), torci para que o Juan morresse e, ainda torço, para que a Lucrécia cometa logo incesto com o Cesare, mas terei de esperar a terceira temporada para falar do incesto, que pelo trailer (no final da postagem) vai enfim acontecer.

Mas voltando para o foco que é a primeira temporada, temos a eleição de um novo Papa em Roma, Rodrigo Borgia era o chanceler do antigo Papa e faz de tudo, sim absolutamente tudo, para conseguir o trono de São Pedro. Com a ajuda de Cesare, seu filho na batina, ele consegue corromper os votos dos cardeais do conclave ao seu favor e assumi o papado tornando seu filho um cardeal.

Cesare não quer ser seguir a igreja, ao contrário, seus dons são a guerra e a batalha, mas seu pai insiste que ele permaneça ao seu lado. Mas nada disso o impede de visitar bordéis e até mesmo de se apaixonar por uma mulher casada. Cesare, apesar de todas as coisas que comete, é um rapaz honrado e corajoso que se derrete quando está com a irmã Lucrécia. Por ela, ele seria capaz de matar a qualquer um, até mesmo o seu irmão.

Com o papado em mãos e muitos inimigos a sua volta o Papa Alexandre VI, toma como amante a 'Bella de Farnese' o que desagrada a sua ex-amante e mãe de seus filhos. Muitos querem tirá-lo do papado e muitos morreram para que ele consiga. Um cardeal o traiu e foi em busca dos exércitos franceses e de seus canhões.

Enquanto eles tentam impedir esse cardeal de conseguir suas alianças. Lucrécia é casada as pressas com um homem mais velho e sofre em suas mãos. Estão aí, iniciados os jogos pelo poder da Santa Igreja.

Segunda temporada, novos inimigos e outros tantos velhos cercam Roma novamente. Cesare já provou do sangue ao matar pela primeira vez e seu irmão, Juan, que fora enviado a Espanha está de volta, tão cruel e covarde como antes.

Lucrécia viúva com seu filho bastardo, se une à mãe e à amante do pai para descobrir o desvio de verba feito pelos cardeais. Os pobres tem fome, os órfãos necessitam de um lar enquanto os cardeais vivem em palácios e saboreiam grandes banquetes. 

Entre bordéis e ladrões as damas do Papa conseguem ajudar aos necessitados. Assim como o Papa decide mudar algumas coisas em seu papado. Mais batalhas serão travadas, mais casamentos, mais tramas sórdidas. Tramam contra a vida do Papa... e talvez consigam o que querem!

Se você quer conhecer mais sobre o manto corrupto que ronda Roma até os dias de hoje o seriado dá uma boa resenha do que, obviamente acontece até os dias atuais. Infelizmente, a realidade da série, perpetua até os nossos dias. 

Eu recomendo de olhos fechados que vejam essa série, pois a intriga é excelente, mesmo sendo um tanto deturpada... rsrs. Eu estou amando e aguardando a terceira temporada que promete ser ainda melhor que as duas anteriores. 

Trailer da 3ª Temporada

Deixe um comentário