É com muito prazer que posto a primeira resenha da Tag [O Leitor Indica]. Quem enviou a resenha foi a leitora Brenda Lopes Chaves que leu e resenhou para vocês. Claro que fiz umas pesquisas a mais sobre a série e inclui na resenha, fora os principais dados de publicação toda a resenha é da Brenda.

Eu achei a resenha interessante primeiramente porque gosto muito de livros policiais e adorei a indicação (que já está na minha lista de desejados). Segundo porque é algo que foge do modismo do momento e o livro é uma novidade editorial, mas isso vocês vão ver na resenha. 
Nada de esconder um tesouro literário não é mesmo?
Se você quiser fazer a sua indicação é só clicar AQUI para ver como indicar um livro aqui no blog.

♥ RESENHA: Branca de Neve tem que Morrer ♥ 

Esse livro faz parte de uma série policial de uma autora alemã, Nele Neuhaus, lançado pela editora Jangada, do grupo editorial Pensamento em agosto de 2012 (Leia um capítulo AQUI).

Branca de Neve tem que Morrer é o quarto livro da série de seis livros intitulada como Bodenstein & Kirchhoff. (apenas Branca de Neve tem que Morrer tem tradução e publicação no Brasil)

O livro inicia-se com a volta de Tobias Sartorius a sua comunidade Altehain, depois de ser preso por assassinar duas garotas da sua escola há 10 anos atrás. Sua volta causa na pequena cidade uma revolta e um sentimento de ódio contra ele e seu pai, Hartmut Sartorius, que sofreu muito, perdeu o restaurante, separou-se da esposa e as pessoas da comunidade não o aceitam.

A história é muito interessante, por que a autora transmite os sentimentos das pessoas próximas a Tobias e os outros envolvidos; por exemplo focando algumas partes do enredo na vida dos investigadores Pia e Bodenstein; é muito interessante ver esse lado pessoal da vida deles conjuntamente com sua vida profissional; criando uma tensão a narrativa.

Tobias tenta levar uma vida normal,contudo ainda é perseguido por fantasmas do passados, dúvidas sobre o que aconteceu naquela noite e a perseguição imposta pelos moradores da comunidade. Porém, Amelie uma jovem que fica interessada nessa história dos assassinatos e em Tobias acaba investigando sobre isso, descobre algumas coisas muito graves sobre o caso e desaparece por saber demais.

Eu acredito que a intenção da autora é mostrar como mentiras, traições, busca pelo poder e dominação, rancor, magoas, e tantos outros sentimentos vistos no decorrer da narrativa, serão desmascarados e as verdades virão a tona a qualquer hora, não importando suas conseqüências, sejam boas ou ruins.

Nem todos aparentam ser quem são. Um problema da leitura do livro é ter vários personagens e ter cenários dinâmicos, contudo ao decorrer da leitura você se acostuma e pega o ritmo da autora.

Um livro com uma boa lição de moral. Recomendo 


Branca de Neve Tem Que Morrer
♥ Branca de Neve Tem Que Morrer ♥

Thriller revelação do ano na Alemanha com mais de 1 milhão de exemplares vendidos. 

Numa noite chuvosa de novembro, Rita Cramer é empurrada de uma passarela e cai em cima de um carro em movimento. Pia e Bodenstein, da delegacia de homicídios, têm um suspeito: Manfred Wagner. Onze anos antes, a filha de Manfred desaparecera, sem deixar pistas, e um processo baseado em provas circunstanciais condenou Tobias, filho de Rita Cramer, a dez anos de prisão. Logo após cumprir a pena, Tobias retorna à sua cidade natal e, repentinamente, outra garota desaparece. Os acontecimentos do passado parecem repetir-se de maneira funesta. Pia e Bodenstein se deparam com um muro de silêncio. As investigações transformam-se numa corrida contra o tempo, iniciando uma verdadeira caça às bruxas.

2 Comentários

  1. Raíssa estou muito feliz pela minha resenha postada. Obrigada pelas informações adicionais.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço querida :) Não conhecia o livro então foi uma indicação para mim também. Adorei a resenha e espero que envie mais posteriormente com novidades como essa :)

      Excluir