(Os Melhores de 2009 - Revisado)
[n115978.jpg]Sem sombra de duvida o melhor livro que li. Nossa! Muito bom! E só tenho a agradecer a minha amiga Sirlene que me deu ele de presente....

O mocinho é todo complicado e é a mocinha que mostra o caminho certo a ele. Ela é bem madura e mesmo quando ele é acusado da morte de seu primeiro marido ela procura saber se é verdade antes de tomar qualquer decisão... Bem diferente das mocinhas que estamos acostumadas....

Ele também é o estilo de mocinho que não estamos acostumados, ele evita tocar nela e quem toma a iniciativa é a mocinha...É um romance bem fora do normal e maravilhosamente envolvente. Simplesmente PERFEITO! Nem preciso dizer que desde que li esse livro eu quero todos os outros dessa autora.

O Dragão Negro é o primeiro livro da série Irmãos Périgeaux. O segundo livro é O Lobo Solitário, edição 323, também lançado como Clássicos Históricos Especial, outro trabalho primoroso de Patricia Ryan.

Antes de entrar para o mosteiro Luke ingeria uma erva que o deixava feroz em batalha e a única coisa além da luta que o aliviava dessa erva alucinógena eram as mulheres da vida. Uma noite, após a maior e ultima batalha, ele e o irmão seguem para a casa de uma prostituta para se “aliviar”, mas um inglês invade a cabana e toma a mulher, fazendo com que Luke e seu irmão fiquem a espera.

Envolto no efeito alucinógeno da erva ele começa a ter visões e estas se confundem com a realidade quando ele escuta o inglês agradindo a prostituta no andar de cima... Como que possuído ele bate no homem e com apenas um soco o mata e desesperada a prostituta foge sendo morta em seguida por um raio logo após a fuga. Ele havia matado um inglês e só cabia a ele e ao irmão fugir, mas  Alex perde o broxe da família...

Faithe não queria se casar de novo, não amara o primeiro marido, mas ele fora um bom marido e principalmente um bom lorde. Não queria era se casar com o famoso Dragão Negro, um assassino saguinário... Mas para sua surpresa Faithe se vê casada com um homem belo, justo e cheio de segredos.

Temendo que ele não consumasse o casamento para pedir a anulação do casamento e ficar com tudo que lhe era importante, Faithe decide preparar uma noite especial para os dois e Luke lhe revela que jamais havia se deitado com uma dama. Ele não consumara o casamento com medo de machucá-la, pois acredirtava que era um bárbaro, um assassino, um louco...

Faithe deseja aquele homem e saber que também era desejada, faz com que ela se empenhe ainda mais para ter um casamento de verdade com aquele homem honrado. O homem que amava suas terras como se estas não fossem de território inimigo, que cuidava de seu povo com justiça, o homem para quem seu coração batia mais forte a cada dia, mas que ainda era assombrado pelos fantasmas do passado. Um passado que se ligava ao seu de forma drástica... E mesmo sabendo que ele é o assassino de seu marido o salva das garras da morte para lutarem juntos pela liberdade de seu forte e verdadeiro amor...

Em suma, tem mistério, intriga, romance e um pouco de comedia também... Confesso que chorei bicas com esse livro, mas eu sou manteiga derretida mesmo... sem falar que eu amo mocinhos complicados como ele. Ah! Vocês vão amar o irmão dele também. Eu amei, ele é super engraçado você morre de rir dele com as gêmeas do castelo...


O Dragão Negro - Ed: 312 
Clássicos Hitóricos Especial
Nova Cultural

Inglaterra, 1776 

A Bela... Assim como seus ancestrais saxões, Faithe de Hauekleah faria qualquer coisa para preservar seu lar e seu modo de vida, até mesmo aceitar casar-se com um guerreiro de reputação feroz, embora jurasse para si mesma que jamais entregaria o coração! Contudo, ela não imaginava o que viria a sentir nos braços de Luke. Nunca pensou que um homem pudesse ser tão forte a ao mesmo tempo tão gentil, tampouco que pudesse guardar um segredo capaz de separá-los...
A Fera... Conhecido como o Dragão Negro, tanto pelos amigos quanto pelos inimigos, o notório Luke de Périgeaux encontra a redenção nos braços de Faithe, porém guarda um segredo monstruoso, que jamais poderá revelar a ela...

2 Comentários