Coração Sonhador - Ed:
Sabrina - Florzinha
Nova Cultural

Karen estremeceu ao se ver frente a frente com Patrick. Ambos sabiam que aquele momento poderia definir o futuro de suas vidas. Patrick tinha os olhos brilhantes de desejo, mesmo temendo que sua amada estivesse presa às lembranças de um passado do qual ele não fazia parte.
Karen sentiu um aperto no coração; um passo em falso e perderia para sempre o único homem capaz de despertar seus sentimentos, há muito adormecidos. Queria se entregar, mas tinha medo de se tornar escrava de um amor.

PALAVRA DE VICIADA:

Olha eu gostei bastante. Na verdade nem estava dando muita coisa por ele, pois não sou muito fã de romances contemporâneos, mas quando o peguei para ler foi de uma vez só. Peguei para ler hoje e já terminei. A resenha é uma vergonha e não faz jus ao livro. Pena que ele não é meu, pois é muito bonitinho! Adorei a forma como a autora trabalhou o tema bem aguinha com açucar... RECOMENDO como leitura de final de semana!

O QUE ROLA:

Karen é uma jovem mãe e viuva que faz de tudo um pouco para criar sua filha com cuidado e dedicação. Só que descobrir que a hipoteca de sua tão amada casa não poderá ser renovada a deixa em desespero. Toda sua vida está ali. Toda a sua renda está ali, na pequena pensão que criara para trabalhar e criar a filha sem se afastar dela. Mas Patrick a queria e a sua casa... E ela o queria ao seu lado para sempre...
Decidido a ajudar Karen com a hipoteca de sua pensão. Tudo o que Patrick não esperava era se vê ligado aquela mulher cabeça dura que vive assombrada pelo fantasma do falecido marido. Ele a ama e ama ainda mais sua pequena filha, mas entrar na vida daquela mulher seria muito dificil e ainda mais dificil seria lidar com o ciumes que sentia do falecido marido de Karen que o fazia se afastar da unica mulher que realmente amava.


Família McKenna

1. No Place Like Home (1988)
2. A Matter of Principal (1989)
3. Garrett's Back in Town (1991)
4. The Unexpected Landlord (1992)
5. Dating Games (1993)

Um Comentário

  1. Olha, não sei se é pq eu sou mãe solteira (o que é BEEEEM provável), mas eu tenho muita simpatia por estórias de mãe solteira. rsrsr

    Mesmo que sejam extremamente previsíveis...

    Abços!

    ResponderExcluir