ED. 124
Bestse//er
Nova Cultural

França, Inglaterra, 1815

Intrigas, segredos e desejos...

Ignorando os perigos remanescentes da Batalha de Waterloo, Anabel Jocelyn chega a Paris com uma missão: comprar os direitos de publicação de um escandaloso diário, escrito por uma notória cortesã. Existe, porém, um obstáculo em seu caminho: um grupo de homens perigosos, determinados a manter em segredo suas indiscrições, e um corajoso herói de guerra que, além de conquistador nato, está disposto a tudo para garantir a segurança de Anabel... preferivelmente, na cama... O desejo do conde de Dalmar por Anabel é intenso e arrebatador, mas seu senso de dever de proteger aquela mulher encantadora das mãos de pessoas inescrupulosas se torna cada vez mais forte. Entretanto, seus propósitos se mostram, no mínimo, traiçoeiros, pois a destemida Anabel é um páreo duro para as habilidades de Dalmar, tanto de soldado, como de amante...

PALAVRA DE VICIADA:

É um livro muito bom e não poderia ser o contrario sendo a autora ninguém mais ninguém menos que Elizabeth Thornton, não? Mas sinceramente achei que valia um livrinho mais fino, as vezes tem parte que a história se perde e depois volta normalmente. Em relação ao romance também achei fraquinho, mas a trama é bem legal, muito bem trabalhada. O conde Dalmar é deliciosamente obsessivo e sedutor. Um sonho, em parte, de toda mulher...

Vela a pena conferir e rir um pouco com esse livro!

O QUE ROLA:

A sra. Anabel Jocelyn vai a Paris comprar os manuscritos de uma famosa cortesã Monique Dupress. Uma famosa prostituta que dividiu seu leito com os mais ilustres homens da nobreza de muitos países e agora pretende publicar suas memórias e ninguém melhor que a arrojada viúva Jocelyn para por seus mais ilustres clientes na boca do povo. Bem, pelo menos Anabel achou que seria fácil, mas a viúva se vê engajada no mais obscuro caminho que poderia existir sem falar que se vê nos braços do homem mais belo e sensual que conhecera e ao mesmo tempo tão irritante com sua insistência de que a queria como amante. Pelo menos estaria de partida na manhã seguinte, bem também era o que ela imaginava ao se ver em um confronto entre ingleses e franceses na rua mais movimentada de Paris. Muito menos esperava que Dalmar fosse ser seu anjo salvador e seu amante em tão curto espaço de tempo...
Sem alternativa Dalmar é obrigado a voltar a Londres a serviço e o que o motivou ainda mais foi o fato de que seria ele o homem que tiraria das mãos de Anabel e consequentemente descobriria o assassino de Monique. Mas nada o preparou para a mulher fogosa que era a sra. Jocelyn, muito menos para o fato de que aquela mulher cabeça dura roubaria para sempre seu coração perturbado pelos fantasmas do passado...
E enquanto ele tenta por as mãos no diário e conquistar o amor de Anabel o inimigo está a espreita e cada vez mais próximo de sua presa e provar seu amor a Anabel será ainda mais difícil que conviver com seus medos e seus fantasmas do passado...



Deixe um comentário