ED.154
Clássicos Históricos Especial
Nova Cultural/Halequin


Somente a força poderia vicejar no Grande Céu...

Montana, maio de 1897.

Jane Harris, ao fugir de uma vida lastimável no leste, esperava ao menos sobreviver. Porem, tudo naquele vasto território era selvagem... inclusive John Pena-Branca, um líder Cheyenne de olhos azuis, que lhe estimula a feminilidade, despertando desejos inimagináveis!

Pena-Branca sabia o que significava ser forasteiro. Seria esse o motivo que o atraia a Jane Harris?
Por mais que negasse a si mesmo, Pena-Branca sabia que a “tímida violeta” desabrochara e criara raízes no solo de Montana... e nas redondezas de seu coração solitário! Mas seriam essas raízes tão fortes e poderosas a ponto de sobreviver ao inóspito ambiente e a aridez de seus sentimentos?

PALAVRA DE VICIADA.

Bem, o que dizer. Uma escritora sensacional é a Deborah Hale de todos os livros que li dela nunca me arrependi. Esse então não é uma exceção. É bom de mais...

O QUE ROLA:

Jane trabalhava para uma velha milionária no leste e sem saber era a herdeira da mulher e com sua inocência acreditou no amor do sobrinho da senhora. Mas as agressões e humilhações eram freqüentes e sem mais agüentar aquilo ela rouba um broche valiosíssimo da patroa e entra em contato com uma família de Montana se prontificando em se mudar para lá para cuidar do bebê de um rico fazendeiro.
Sem esperar resposta ela embarca no primeiro trem para Montana já com uma historia preparada para contar para os novos patrões sobre os hematomas que tem no corpo. Só não esperava chegar lá e descobrir que a família não precisava mais dela muito menos que esposa do proprietário fosse uma bela índia mestiça que fará de tudo para ajudá-la. Sem falar no belo irmão que treinava os cavalos da fazenda... John Pena-Branca tão másculo e belo, quanto frio e distante.
Por ser mestiço John nunca se encaixou em nenhum dos dois mundos do qual fazia parte por isso ele trabalhava como treinador para o cunhado para pagar as terras que ele cedera para seu povo Cheyenne. Como era aceito apenas pelo seu povo indígena ele vive apenas pelo bem estar deles... Até conhecer a doce Jane tão deslocada quanto bela que lhe toca o coração com o amor e com o carinho que ela dedica a seu sobrinho mestiço e o respeito que tem por seu povo.
Uma noite de amor e as verdades vem a tona... os segredos de Jane são revelados e John seria capaz de qualquer coisa para tê-la ao seu lado para sempre. Até mesmo se casar com ela indo contra tudo o que lutara para evitar até então...



Montana Mavericks

Whitefeather's Woman (2001)

Deixe um comentário