O Segredo do Duque - ED. 29
Romances Historicos
Harlequin Books

Tudo que Miranda Warfield sempre havia desejado era ser esposa de um homem, não de um titulo de nobreza! Mas, há anos seu casamento com Adrian, duque de Windmere, não passava de uma cordial aliança entre famílias. Agora, miraculosamente, o carinhoso e apaixonado Adrian que Miranda conhecera na juventude tinha ressuscitado, fazendo-a voltar a sentir-se uma noiva. Mas Miranda devia confiar nesse novo Adrian? Por que seu marido, de repente, estava marcando encontros secretos com o advogado para aconselhar-se sobre cavalheiros solteiros da sociedade? Será que os olhos de seu marido traiam um segredo que os lábios ardentes negavam?



PALAVRA DE VICIADA...

Ouvi falar tão mal desse livro que em certos momentos me senti receosa em lê-lo, mas por incrível que pareça o livro é bom. Sabe aquela sogra maledeta? Um super mal entendido e um amor capaz de fazer tudo pela felicidade do outro? Bem, tem nesse livro...Claro que tem uma parte que eu achei horrorosa, mas é apenas ela...confira abaixo o que rola no livro...

O QUE ROLA:

Adrian sempre teve asma e após uma consulta rotineira com seus médicos ele descobre que seu estado está pior, mas um grande mal entendido acontece e ele acha que esta as beiras da morte...
Ele já havia se livrado da amante quando vai para sua propriedade de campo para ficar sozinho e poder pensar no que estava acontecendo com ele, mas tudo muda quando a recata e fria Miranda aparece, sem sua aprovação na casa juntamente com seu melhor amigo Parker.
Miranda está certa de que algo esta acontecendo com Adrian, mas as regras impostas pela matriarca (a sogra dela) não lhe dão coragem de ser direta com o marido sobre assuntos tão pessoais e após conversar com Sophie sua melhor amiga ela decide ir ao encontro do marido...
Só que Adrian esta ali para rever o testamento e ver o que poderia ser feito pela esposa, mas o tempo em que ficarem juntos no local, vai fazer ele sentir algo jamais sentido em relação a esposa que naquele lugar se tornara outra mulher... Desejo, amor, responsabilidade e um incrível sentimento de possessividade e guarda...

Esse é o Adrian no inicio do livro... Vocês vão odiar ele. Ele é grosso e estúpido e ela sempre tem uma resposta a altura e cheia de classe...

_ Por que veio para cá, Miranda? Eu disse que essa viagem era para tratar de negócios da família. Não uma viagem de lazer. Sem convites para festas ou jantares. Nenhum bale onde se possa dançar. Pensei que as diversões na cidade prenderiam sua atenção por mais tempo.

O silencio tomou conta do local e calmamente Miranda respondeu:

_ Eu senti um tanto sobrecarregada pelas exigências impostas nesta época do ano, Windemere. Achei que uma breve estada no campo me faria bem.

Bem, isso é só o inicio... ele vai falar cada coisa com ela e ela vai jogar tanta coisa na cara ele que você vai adorar as atitudes dela e odiar ele cada vez mais, mas isso vai ser por pouco tempo...

A Miranda do inicio do livro era pedante, mas veja o que um gole de conhaque a fez dizer mais pelo meio do livro quando Adrian lhe propôs viver o que haviam vivido na casa de campo:

_ Adrian posso suportar tudo isso, quase tudo. Estou disposta a ser sua menos do que aceitável esposa, alguém de uma classe inferior com quem você se casou antes de herdar o titulo. Estou disposta a viver esse casamento aceitando apenas um olhar educado e o estilo de vida que você me proporciona. Estou mesmo disposta a deixar de lado meus sonhos de ter um marido que me ame e me deseje como meu pai amava minha mãe. Mas não vou ficar imóvel na cama enquanto você... você tenta assegurar um herdeiro e pensar no meu dever, como sua mãe diz que eu deveria. Não vou ficar deitada debaixo de você e fingir estar feliz. Não vou ficar deitada parada como o cadáver que é sua mãe e agir como se eu não quisesse mais.

Depois disso, ela aliviou o estomago nele...rsrsr...

Viu só não é tão ruim assim... isso o que eu pus é só o começo... o segredo do duque, como eu imaginei no inicio não tem nada a ver com divorcio, mas com sua morte eminente. O cara muda literalmente da água para o vinho, sim ele era um cafajeste, mas abandona tudo pela esposa e faz de tudo para que ela saiba o quanto a ama sem dizer uma única palavra, ele pensa nos sentimentos dela por isso não fala abertamente sobre o amor. Adrian acredita que se eles deixarem o amor surgir no relacionamento deles será mais difícil para ela quando ele morrer.

A parte mesmo que eu achei meio desnecessária foi o beijo que ele deu na amante dele quando eles se encontraram para ela dizer que ia se casar, se a autora queria deixar a Miranda frustrada com a visão do encontro dos dois só o local já dava a entender as coisas, não precisava do beijo.

Já li um critica que dizia que ele pede a ajuda da amante para comprar a casa que ele vai dar a Miranda... é mentira ele compra a casa e leva a amante, agora amiga dele, para lhe perguntar o que achara do local e quando deveria contar a Miranda sobre o local... Eu não achei nada de mais nessa parte...

A megera da mãe dele tirou ele da cidade e conseguiu fazer com que Miranda assinasse a anulação do casamento (Vocês vão ficar com um ODIO dessa velha..ai como eu queria arrancar os olhos dela) e quando ele descobre ele fala cada coisa para a mãe que você se rejubila... a Miranda foi embora e ele não consegue acha-la, mas ele a procura sem grande êxito, mas é o marido a melhor amiga dela que diz onde ela esta escondida e como um louco ele corre para encontra-la, mas o mais lindo e que ele não chegou dizendo que a amava... ele pediu perdão por tudo antes de se declarar... e após sete anos de casados eles descobrem que serão papais...Ai, achei tão bonitinho...

3 Comentários

  1. Amiga também li esse livro e o Adrian é simplesmente uma daqueles mocinhos que nós amamos odiar...rsrsrs.

    ResponderExcluir
  2. MORGA

    è verdade ele é desse tipo...é uma relação de amor e odio, mas que no fim sempre acabamos amando.

    Adorei sua visita

    Super beijos
    volte Sempre

    ResponderExcluir
  3. Esse é lindo de mais tbm está na minha estante de imortais.. Uma obra prima de Terri Brisbin

    ResponderExcluir