Pamela
Ed: 01 -  Pedrazul Editora

Compre: AQUI

Sinopse:
Em plena Inglaterra do século XVIII, um patrão aristocrata se apaixona por uma serva e cria várias situações para forçá-la a se entregar a ele. Ela, contudo, não abre mão de seus valores morais e luta para preservar a sua virtude, o que o deixa mais decidido a conseguir o objeto de seu desejo. Uma atração que pode levar Pamela à ruína.




" Por muitas das vezes tenho dito, e há muito tempo, que não poderia viver sem você, 
e o orgulho da minha condição fez com que tentasse intimidar  você, 
mas sua virtude foi seu escudo em todas as tentações, 
e não se deu por vencida por terrores."
pág. 227



INTRIGANTE!



Eu demorei, mas cá estou eu para falar da obra clássica de Samuel Richardson. Esse foi um dos atrasos que tive na leitura por conta virose fortíssima que tive algumas semanas atrás que me derrubou bonito e não consegui ler nada.

Quando vi que poderia ler essa obra, não perdi meu tempo, estava muito curiosa para conhecer a história e ver no iria dar. Pela breve sinopse, coloquei na minha cabeça que: se o livro foi um dos proibidos pela Igreja e que se um patrão tenta seduzir uma criada, esse seria um livro interessante para saber como funcionava a mente dos escritores no século XVIII em relação ao apetite sexual dos seus personagens. Confesso que o marketing da editora ajudou bastante e mesmo muito curiosa não fui pesquisar nada a fundo, então entrei na leitura imaginando um livro picante escrito no século XVIII.

O livro é composto pelas cartas escritas por Pamela aos pais, depois que ela é sequestrada as cartas passam a ser como um diário, onde ela relata todos os acontecimentos miseráveis da sua situação. Há também algumas respostas de seus pais aconselhando-a, dentre outros contatos que ela mantém com outras figuras que aparecem em seu cotidiano. Richardson, não nos descreve nada muito detalhadamente e enquanto vamos destrinchando cada correspondência vamos nos perguntando o que realmente está acontecendo e nos angustiando cada vez mais com a situação da mocinha.

Pamela é uma jovem de origem humilde, filha de um homem honesto que vive do trabalho pesado de uma lavoura, cuja única riqueza que tem é a jovem filha e a honra de ser trabalhador, não importando o tamanho de sua pobreza. Muito jovem, Pamela é levada por uma senhora muito abastada para ser sua criada de quarto. Com o passar do tempo a boa senhora decide ensiná-la a ser uma fina dama de companhia e lhe proporciona estudo, educação, roupas finas e etc. indo contra toda a pobreza que a jovem conhecia.

Aos quinze anos a vida de Pamela tem uma enorme reviravolta e com a morte de sua senhora, ela acaba se tornando responsabilidade de seu filho e herdeiro, o lorde Brandon a quem a jovem garota admira muitíssimo por seu caráter e bondade. Porém, a beleza da jovem criada, que é querida por todos, começa a chamar atenção do novo senhor da casa e Pamela começa a ter sua honra e pureza ameaçadas pelas investidas incessantes de seu senhor. Decidida a partir e viver na pobreza ao lado dos pais, Pamela começa a preparar sua partida, sem saber que durante todo aquele tempo, Brandon estava tramando sua ruína de forma precisa. Sequestrada pelo lorde, Pamela não sabe como escapar das garras do homem que a mantém cativa.

Enquanto ele se mantém distante, ela tentara fugir de seus algozes, sem muito sucesso o que levara seu perverso senhor para a casa onde ela é cativa. Ela não esta disposta a saciar os apetites do patrão, assim como não esta preparada para lidar com instabilidade de temperamento de senhor, pois Brandon oscila entre admira-la e ama-la, mostrando-se um homem possessivo e extremamente ciumento.

Com o passar dos dias, após roubar e ler todas as cartas escritas por Pamela, Brandon começa a ver que agir com violência não o levara a ter o que quer e decidido a mudar sua tática, ele começa a corteja-la, como deveria ter feito desde o inicio. Mas Pamela ainda não consegue perdoa-lo e deixa-la partir é sua única opção.

Esquecendo-se do orgulho de sua abastada posição, Brandon esta decidido a impedir que Pamela se vá para sempre, mandando uma carta para chama-la de volta. Agora cabe a jovem menina escolher sua situação. Brandon esta disposto a ir contra tudo e contra todos para se casar com sua doce menina e os problemas a partir de agora serão outros, além dos medos e das desconfianças... e muita coisa ira acontecer até a consumação desse amor.

Minha atenção foi presa na trama pela curiosidade de saber o desfecho, na verdade fiquei agoniada demais com toda a situação da menina. A cada carta lida fiquei a questionar vários pontos, como a sanidade de lorde Brandon, que em um momento está a implorar o amor da moça, depois está querendo casá-la com outra pessoa ou ainda tentando desonra-la a força. E foi difícil aceitar sua mudança... ao contrario de Pamela, não aceitei sua mudança muito facilmente.

Todo o enredo é bem caricato e cheio de exageros e isso me cansou um pouco. Todos aqueles desmaios, ficando de joelhos para implorar ou dizer algo... era bem chato e um tanto repetitivo, mas ignorei e segui. Apesar das minhas cismas com o Lorde, fiquei encantada com as coisas que ele disse e todas as reviravoltas da trama me mantiveram atada ao livro até a ultima pagina, que me permitiu respirar aliviada diante da resolução de toda a situação apresentada.

Como o livro não tem muitos diálogos o que torna a leitura um pouco morosa, pois há muito texto e pouca conversa, isso não trás muito dinamismo a historia, mas vale a pena ler. Até porque é uma obra clássica e não é possível avalia-la com a estrutura e estilos da atualidade. Sendo, assim se você curte livros clássicos e deseja ler um livro intrigante, cheio de reviravoltas e situações angustiantes... com certeza precisa ler esse livro.


(Esta é a primeira obra de Richardson traduzida para o Português)

22 Comentários

  1. Oiii,

    Não conhecia esse livro mas fiquei curiosa assim como você por ele, amei a resenha e me deixou bastante curiosa, irei colocar na lista e espero em breve poder ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Nossa eu não conhecia esse livro, parece bem forte, e eu fiquei meio agoniada só de ler sua resenha, então acho que não seria uma boa leitura para mim T_T
    Beijos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem?
    Realmente não conhecia essa obra e me apaixonei de uma maneira surpreendente, percebi que parece ser aquelas obras clássicas cm essa capa, com toda certeza quero ler. Sua resenha está maravilhosa.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    Achei interessante a capa desse livro.
    Eu não conhecia e embora eu aprecie os clássicos, não sei se leria. Os pontos que você citou, dos exageros e ser repetitivo, acho que me irritaria também. Mas vou pegar a dica para quem sabe uma futura leitura.
    Sua resenha ficou ótima!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros históricos, amei o estilo da capa e a premissa me prendeu logo de cara. Acho que esse livro vai para na minha lista de niver.

    ResponderExcluir
  6. Olá,

    Eu tenho muito curiosidade a respeito dessa obra e agora com a sua resenha fiquei mais interessada ainda, gostei da premissa e os personagens parecem ser impactantes, só me desanimei com o fato do livro não possuir muitos diálogos o que com certeza tornaria minha leitura mais lenta, no entanto, ainda continuo interessada nesse clássico.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá...
    Sua resenha está impecável, parabéns.
    Quanto ao livro, eu não o conhecia. Tenho até vergonha de dizer que eu não tenho o costume de ler clássicos. A história realmente parece interessante, mas esse livro não funcionaria, pois eu tenho um certo problema com leituras meio monótonas e o fato de não ter diálogos é realmente complicado.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Bom, esse livro aborda um tema bastante, vamos dizer assim polêmico, e realmente não me interessei pela leitura, principalmente por falar de um assunto delicado, que se passa em uma outra época, com certeza não conseguiria me envolver com essa leitura, além de parecer ter uma escrita muito densa.

    ResponderExcluir
  10. nossa... não conhecia...adorei a premissa...

    sua resenha me deixou bem curiosa!!! adorei...

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Confesso que conheço poucos livros clássicos, quanto que esse título era desconhecido para mim. Fiquei interessada nessa história, e deve ser bem diferente a leitura desse livro. Gostei muito da resenha, onde pude visualizar como será toda a trama, o que me chamou a atenção para o livro \o/
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Confesso que não tenho costume de ler clássicos. Mas, fiquei curiosa pq adoro romances de época! O que me desaminou foi saber que o livro é moroso!!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Não costumo ler romances de época, mas esse eu achei interessante, parece ter uma polêmica... Acho que eu leria sim, juro que não sei o que me chamou a atenção nele, mas quero ler sim!

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Olá. Obrigada por sua resenha, perfeita. Não conhecia esse livro, mas por suas palavras, parece bem interessante. Os livros da Editora Pedrazul são sempre fantásticos. Vou adicionar a minha lista de desejados,com certeza deve ser uma ótima leitura para as pessoas que gostam do gênero. Linda capa. Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem? Eu adorei mesmo sua resenha, de cara pensei em um romance lindo pela capa, mas aí cheguei na sinopse e não era nada daquilo rs.
    Eu fiquei intrigada mesmo, com todo esse mundo e esse interesse do Brandon nela, fiquei curiosa quanto a leitura. E achei interessante você ler um livro proibido pela igreja, dá mais curiosidade ainda. rs
    Ainda vou ter a oportunidade de conhecer a obra.
    Pamella nome da minha filha. hahaha
    Beijos
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oiiie
    Muito legal sua resenha, não é meu gênero favorito de leitura mas quem sabe eu não dê uma chance mais para frente pois tem um enredo mega interessante

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi!!
    Eu não lembro de já ter lido alguma resenha desse livro, mas vou confessar que me chamou a atenção.
    Gosto de livros que fazem a gente ficar grudada a cada virada de páginas e pelo visto a leitura é muito instigante, embora em alguns momentos a leitura tenha sido um pouco cansativa, eu daria uma chance a esse livro.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  19. Olá flor, a premissa da obra parece ser bem interessante, mas confesso que fiquei desanimada quando você mencionou que a obra é pouco dinâmica devido a falta de diálogos entre personagens. Eu adoro livros com muitos diálogos, acho que assim podemos ver qual a essência do personagem relatado na obra.
    Parabéns pela resenha!

    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Olá,
    Não conhecia esse livro, mas admito que ele não faz muito o estilo dos livros que eu leio, mas quem sabe um dia eu não dê uma chance, não é mesmo? Amei a sua resenha. =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi, Raíssa, que bom que você melhorou da virose, espero que você já esteja completamente recuperada...
    Quanto ao livro, fiquei curiosa em relação ao desfecho da situação de Pamela mas sinceramente eu não leiria esse livro pois as atitudes bipolar do Brandon me revoltaram e fiquei revoltada por Pamela o ter perdoado, sem falar que não gosto de livros com pouco diálogo...
    Bjos!

    ResponderExcluir
  22. Ola Lindona eu confesso que a premissa em si é bem interessante mas irá me cansar tantos desmaios, tudo bem que estamos falando de outra época mas tudo em demasia cansa. Dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir