♥ Diario de um Exorcista ♥
Ed: 01 - Generale

Sinopse:
Desde muito jovem, Lucas é atormentado por inimigos sobrenaturais cruéis e impiedosos. Quando uma tragédia familiar inexplicável abala sua família, o menino desperta para a mais importante e desafiadora missão que um ser humano pode enfrentar: uma luta sem fim contra o inimigo maior do homem e de Deus: o próprio Diabo. Passada nas décadas de 1950 e 1960, a história (baseada em fatos reais) do padre Lucas Vidal - um dos maiores exorcistas da América Latina - é contada em seus mais aterrorizantes e inacreditáveis detalhes. Do rigoroso e pouco ortodoxo treinamento às mais difíceis batalhas contra demônios, possessos e outras entidades sobrenaturais, a trajetória de Lucas e dos irmãos Biaggio contra seres profanos aterroriza o mais cético dos leitores que vai perceber, aos poucos, que além de as criaturas das trevas ganharem mais força a cada ataque, as mais perigosas têm um objetivo único: destruir os padres exorcistas.



"Você  disse que recordar é viver. Vamos torcer para que não seja verdade. 
Afinal, ninguém debaixo desse céu merece reviver os pesadelos reais que relatarei agora. 
pág. 44


SENSACIONAL!


Mal sei como começar a falar sobre um livro que me impactou tanto durante a leitura. Apesar da capa e toda a proposta criada para nos deixar receosos com o que estaria escrito no interior do livro ele não é nem um pouco assustador e isso não tira em nada o envolvimento de todo o enredo com o leitor.

Como já diz na capa, o livro é um diário, mas não um diário qualquer... é o diário de um exorcista, mas também, não é um exorcista qualquer... um exorcista brasileiro! Sim, o livro é nacional, escrito por autores nacionais, mas a ideia inicial de tudo era um filme.

Pessoas mais impressionáveis com toda certeza passariam por alguns medinhos durante a leitura, até porque a proposta de uma historia verídica atinge em cheio todo e qualquer medo que tenhamos.  A Bruxa de Blair esta ai para provar o quanto podemos ser sugestionáveis por essa bela frase: baseado em fatos reais.

Logo de cara somos recebidos por muitas informações dadas pelos autores, como se prepararam para escrever o livro e o fato de terem de preservar os nomes tanto do padre, quanto dos rapazes que iniciaram a ideia de um curta sobre exorcismos. Se tudo isso é verdade ou puro marketing, não faço ideia e sabendo sobre tudo o que rola entre as capas desse livro, prefiro ficar sem saber a veracidade do enredo, não por medo, mas porque certas coisas devem ser tratadas com determinado respeito.

A narração começa  com Bruno e Renan se preparando para ir encontrar com Padre Lucas Vidal, o homem que os receberia para saber o que eles desejavam saber dele. No caminho eles passam por situações curiosas e cada um, em determinado momento relata um sonho perturbador que haviam tido na noite anterior. Assustadoramente, seus sonhos tinham uma estranha ligação, mas como não falaram entre si sobre isso, apenas nos leitores veremos essa ligação.

 Enquanto os rapazes se dirigem para a reunião, Pe. Lucas se prepara para começar a escrever um livro sobre sua vida, sobre como tudo começou e o levou a ser o que era atualmente aos setenta anos... um exorcista. E quando os rapazes lhe propõem um filme sobre relatos de suas experiências, ele começa a lhes contar tudo... desde o começo. Desde o seu primeiro contato com o mal... desde a sua infância.

Aos doze anos, segundo filho de um casal religioso, amoroso e estável,  Lucas começa a testemunhar as primeiras interferências demoníacas ao seu redor. Após testemunhar seu pai de forma estranha uma noite, ele não poderia fazer ideia do ainda estava por vir. Para ele, um menino, tudo o que vivera na noite anterior não passava de um sonho ruim, um pesadelo... Desconfiado das atitudes estranhas do pai ele decide segui-lo, sem fazer ideia da enormidade e dos perigos que poderia testemunhar... e nada, nada mesmo o prepararia para o que o resto da noite lhe traria.

Um momento de iluminação o leva a seguir os caminhos da igreja. Após todos os anos de estudo, Lucas vai para São Paulo, exercer seu oficio em uma paroquia, sem nunca esquecer o ocorrido há tantos anos com a morte de seu pai. Enquanto segue sua vida, ele não faz ideia que o mal que há tantos anos atormentara sua família esta de volta e que o inicio de seus estudos como exorcista o levaria para a mais aterrorizante experiência que alguém poderia experimentar, a batalha será dura, muitos serão as dificuldades que ele encontrara e chegara o momento em que ele terá de lidar com o mal dentro de si.

A leitura foi eletrizante, eu simplesmente, não consegui largar o livro até terminar a leitura. Não esperava encontrar um livro tão repleto de reviravoltas e mistérios. Cada vez que vamos conhecendo mais da historia, mas queremos saber seu desfecho e o final do relato do padre, com toda a certeza, foi impactante. Vale muito a pena conferir e ser surpreendido com essa leitura!


O mal existe, está encarnado e quer destruir a raça humana. - pág. 18

Trailer do filme baseado no livro ou filme que baseou o livro.. rs.. fica ao seu critério.

13 Comentários

  1. Gostei da resenha! Curiosíssima pra ler! Valeu!

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Nossa, a capa e o título já são impactantes, tenho até medo de desenvolver esse enredo. Mas é um medo superado pela curiosidade, claro! Adorei sua resenha e fiquei com muita vontade de conhecer esse livro, pois suas palavras foram bem entusiasmadas com o desenrolar da leitura. Já adicionei a minha lista! Obrigada. Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Olá, essa é a segunda resenha que eu leio do livro e confesso estat curiosa sobre o enredo, ainda mais por ser de um gênero que eu curto tanto. Legal saber sobre o filme porque gosto mesmo da premissa. Imagino mesmo que a leitura tem tudo para ser impactante.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  4. Oi, Raíssa!
    Não leio livros escritos por mais de uma pessoa, sem falar que mesmo não sendo nem um pouco assustador Diário de um Exorcista não faz meu gênero, é que eu prefiro romances, mas esse livro parece ser uma ótima dica pra quem gosta do gênero.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Apesar do livro ter me chamado bastante atenção por ter uma estória eletrizante, surpreendente e cheia de revira voltas, devo não adquirir esse livro, por aborda um gênero que não costumo ler, e tenho medo de acabar não me envolvendo com a leitura, no entanto e notória que a trama e completamente envolvente, com uma estória muito bem construída, para quem gostar e uma indicação de leitura.

    ResponderExcluir
  6. Minha nossa senhora, consigo não, sou medrosa, falo mesmo, não me vejo lendo um livro desse nunca na minha vida. #medrosacagona
    Mas que bom que você tem coragem para ler, parabéns pelo trabalho e pela resenha, está ótima.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Quando um autor brasileiro consegue escrever um bom livro a gente sente um orgulho enorme. Gosto muito de ler livros que são tipo diário, acho que deixa a história super real. Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  8. Oiii, tudo bem?
    Sou completamente fascinada por esse tipo de obra e fico realmente feliz que tenha sido um autor brasileiro, o gênero terror raramente se encontra entre os nacionais.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Meus parabéns por mais uma parceria de sucesso, essa editora e suas linhas editorais são excelentes e realmente se preocupam com os leitores. Lhe desejo muito sucesso.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que livro interessante! Lendo a sinopse também não imaginei que seria um livro cheio de reviravoltas, como você falou. Fiquei curiosa a respeito delas, e também sobre como esse problema do passado pode vir a interfiro no presente do padre.

    ResponderExcluir
  11. Olá Raíssa, tudo bem?

    Sou fã de filmes que envolvem exorcismo, como por exemplo, O Exorcismo de Emily Rose e O Exorcista (clássico dos clássicos), por isso não poderia deixar o meu interesse em ler “Diário de Um Exorcista”. Adorei a sua resenha!

    Beijos,

    Gabriel Albuquerque

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Não conhecia o livro e com toda a certeza do mundo, eu não leria kkk' Primeiro porque eu achei a capa aterrorizante, segundo porque qualquer livro/filme que fale de exorcismo, eu pulo fora. Sou medrosa demais para me aventurar em livros assim kkk'
    Beijos
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  13. Definitivamente não é o meu tipo de leitura. Eu passo correndo de livros desse tipo, me arrepia só de pensar!

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir