(Este livro não é recomendado para menores de 18 anos)
♥ O Príncipe do Prazer ♥
Ed: 01 - Essência
Sinopse:
O marquês de Wolverton, Dare para os íntimos, é conhecido em todo o Reino Unido pela sugestiva alcunha de Príncipe do Prazer. Alto, forte, loiro e com penetrantes olhos verdes, dono de um charme arrasador e uma habilidade ímpar de lidar com cada curva do corpo das mulheres, ele tem o figurino perfeito para esse papel. Porém, essa sua afamada expertise nada mais é do que uma fuga da dor de ter sido traído pelo grande amor de sua vida: a bela Julienne. Sua vida tem uma reviravolta quando o caprichoso destino volta a colocá-lo frente a frente com a francesa, agora transformada em atriz famosa. Ao ser convocado para investigar um perigoso traidor da coroa, que trama em favor de Napoleão Bonaparte, ele precisará do talento para a dissimulação de Julienne para desmascarar o criminoso.



"Amor. A emoção que nos últimos sete anos 
ele negara necessitar subitamente o inundava. 
Que tolo ele fora ao pensar que poderia viver sem ela.
Ele era metade de um homem sem ela, uma casca vazia. 
Julianne o completava; ele sabia disso agora." 
pág. 292



FALTOU ALGO!!


Decididamente não sei como ou o que escrever sobre esse livro... rsrs ... Eu curti muito a leitura, porém, quando o terminei fiquei com aquela sensação de que faltou alguma coisa. Não sei dizer ao certo como me sinto em relação a ele, mas que faltou alguma coisa... ah! Faltou!

Esse é meu primeiro contato com a escrita da Nicole Jordan e comecei justamente pelo livro que encerra a série Notorious, publicada completa pelo selo Essência da editora Planeta de Livros, e que está tendo os primeiros volumes reeditados para que as capas sejam mais parecidas com a desse ultimo volume.

Não há segredo, nem mistério sobre o quanto eu gosto de romances de época e o quanto sou chata em relação a qualidade deles. Quando recebi o e-mail da editora informando que já poderíamos selecionar um livro, corri logo nele, pois sua sinopse me lembrou em alguns pontos a série Royal Four da Celeste Bradley, e o livro A Dama e o Escorpião da Samantha Saxon, ambos, série e livro, publicados pela extinta Nova Cultural.

Li esses livros há alguns anos atrás e amei de paixão todos eles, por serem tão envolventes, quentes, românticos e eletrizantes... sim, eletrizantes, pois são recheados de investigações, corrida atrás de vilões muito malvados, raptos angustiantes, tiroteios e etc sem nunca perder a mão do bom e velho romance repleto de erotismo. Acredito que seja esse fato que tenha me deixado com essa sensação de abandono ao terminar o livro da Nicole Jordan.

O romance de Julienne e Dare é intenso, faiscante, explosivo e divertido, mas parou por aí. Ao contrário das minhas atuais queridinhas Lisa Kleypas e Mary Balogh, que me envolvem na escrita e na trama ao ponto de me perder em suas histórias e não ver o tempo passar, Nicole Jordan me fez forçar a leitura por muitas das vezes. 

Sabe quando uma escrita não te prende o suficiente para evitar os pensamentos e do nada você se vê viajando e tem de ler tudo novamente? Então, esse foi um outro problema para mim, além do fato da autora não saber unir o romance a espionagem em si. Tinha horas que eu simplesmente ia pra Nárnia e voltava, porque a trama não tinha muita consistência.

O casal protagonista, já havia tido um romance no passado e tinham suas birras um com o outro e achei que a autora perdeu muito tempo tentando achar um meio dos dois ficarem juntos e se esqueceu que havia um assassino a solta. Ela dá voltas e mais voltas, inventa do cara envenenar a mocinha, largar uma pista, mas isso quase no final do livro. Quando o cara deixa o broche na carruagem do marquês, me animei bastante achando que a coisa ia ficar eletrizante, mas acabou.

É um tal de vai e volta com um monte de suspeito, nenhum com consistência o suficiente para ser uma mente criminosa tão perigosa quanto a que eles estão buscando e termina com uma descoberta um tanto quanto insatisfatória, porque não não tem motivo sólido para ser... Pra encerrar o caso eles inventam uns planos muito bestas que me admira um vilão tão frio que foi perseguido desde o livro anterior ser pego numa pachorra daquelas.

O mistério não me prendeu muito menos me convenceu e olha que não peguei o livro com grandes expectativas. Vi que se parecia com enredos que já havia tido contato e imaginei que seguiria a mesma linha e como todo mundo fala tãããão bem da Jordan... porque não? Mas não rolou.

Ah! Outra coisa que me incomodou foi o fato do marquês trabalhar para o governo como espião, saber que o cara que está procurando está no encalço do primeiro ministro britânico, mas ainda assim arrumar uma semana só pra transar (wtf?). Isso mesmo, você não leu errado... só pra transar alucinadamente, porque ele ficou com crise de ciuminho infantil. (vai vendo as incoerências)
Tudo começa com o envolvimento de Dare e Julienne no passado, a intensa paixão que os une e a necessidade do jovem de largar tudo para viver ao lado da amada enquanto uma trama sórdida é orquestrada por seu avô e por seu rival para por fim da a pior forma possível no romance.

Sem buscar pela verdade ou tentar entender o que realmente aconteceu, Dare sai da vida de Julienne para nunca mais voltar. Durante os sete anos de afastamento ele nutre um severo desprezo pela única mulher que amou e se joga em todo tipo de depravação e libertinagem para tentar suprir a falta de Julienne e amenizar a dor da traição.

Como seus amigos de libertinagem estão agora casados e com herdeiros, Dare já não vê mais tanto prazer em ser o libertino mais aclamado da Inglaterra, até porque não tem mais seus companheiros de farra como companhia, e decide aceitar o trabalho como espião do governo e achar logo o traidor que vem ameaçando a paz duramente conquistada.

Quando se apaixonou por Dare, Julienne sabia que aquela intensa paixão jamais poderia seguir adiante, mas seu amor pelo nobre era muito mais intenso que a dura realidade que não poderiam ser nada mais que amantes. Ela queria se casar com Dare, amava-o, mas sabia também que não era a esposa adequada a posição que ele iria assumir, sabia também que o velho marquês, avô de Dare, faria qualquer coisa para separá-los para sempre.

Sem sua honra, com sua reputação manchada pelas mentiras do velho marquês e com a alma ferida pelas consequências de seus planos torpes, Julienne não tem muitas alternativas para seguir sua vida e cuidar da mãe adoentada. Sem nunca desistir, ela segue adiante com sua vida, entre palcos e prostituição. Agora, sete anos depois, ela é uma aclamada atriz e está novamente diante do único homem capaz de curar e de destruir para sempre seu coração já tão machucado.

Por sua aclamada beleza, ao chegar na cidade, Julienne é envolvida por muitos admiradores e um séquito de nobres aflitos para caírem em suas graças e tomá-la como amante. Um de seus muitos admiradores é o alvo das investigações de Dare e ele não terá outra alternativa a não ser encarar seu passado mais uma vez e se aproximar de Julienne sem perder novamente seu coração para ela. Nesse jogo de gato e rato, nasce uma aposta entre o Príncipe do Prazer e a bela atriz e será impossível para ambos resistir a atração que os uniu no passado.

Se você leu a resenha toda e chegou até aqui, deve estar imaginando que eu não gostei do livro, com tantos contras assinalados por mim, mas não foi bem assim... achei que autora se perdeu sim com a coisa da investigação e não teve muita consistência em outros pontos, enfiou uma espionagem e não trabalhou ela a fundo, mas não vou tirar o crédito do romance. Confesso que o que realmente me levou a continuar a leitura foi o fato de estar curiosa com o que aconteceu com eles no passado do que com o que realmente estava acontecendo no presente retratado no livro.

O envolvimento do casal é lindo, os dramas que Julienne viveu após o abandono de Dare, o sofrimento que ele encontrou ao descobrir toda a verdade sobre o que o levou a se separar da mulher que amava, a dor que sentiu ao saber por tudo o que ela viveu naquele tempo em que ele se entregou a depravação. Foi lindo demais vê-lo achando que não era suficientemente bom para ter o amor dela depois de tudo que ele permitiu que ela vivesse pelo fato dele nunca ter buscado saber a verdade.

O romance foi realmente lindo, acredito que se a autora não tivesse inventado essa coisa de espionagem e tivesse só se focado no drama dos dois já teria uma bela história nas mãos, mas ela pecou nesse quesito. Quis criar uma trama paralela, ou melhor, seguir com a linha trabalhada nos demais livros da série, e se perdeu... eu teria dado três estrelas para o livro por conta disso, mas estaria sendo injusta com a história de amor das personagens se desse menos que quatro, como foi o caso.

Série Notorious:
1 - Sedução
2 - Paixão
3 - Desejo
4 - Êxtase
5 - O Príncipe do Prazer 

book cover of 

The Prince of Pleasure

18 Comentários

  1. Oieee,eu adoro as resenhas publicadas aqui,principalmente do gênero que amo que é romance,pois você é bem sincera ao resenhar e acho isso muito importante!

    Enfim,mesmo sem ter lido o livro consigo entender os dilemas que você citou,como o exemplo da questão da espionagem,do mistério do assassino,tipo sempre quando têm isso em livros de romance eu torço o nariz por que é difícil achar uma autora que além de conseguir balancear bem os elementos de espionagem com os de romance,sem deixar nenhum apagado ou se sobrepor ao outro,é difícil conseguir conciliar para que os dois sejam bons e envolventes na mesma proporção sabe... Dificilmente um mistério em livros de romance nos quase 500 livros que já li eu considerei envolvente,interessante e com final surpreendente,dá para contar nos dedos ás vezes que li algo assim.
    Mas se realmente a autora conseguir conciliar ambos,têm seu mérito garantido comigo!

    Sabe o que nÃo me desce nessa autora falando a verdade? A parte erótica do livro...nÃo,nÃo sou puritana nem nada do tipo,aliÁs amo livros contemporâneos hots,masssss em histórico quando essa carga hot É mais pesada nÃo me agrada...nÃo sei explicar,mais em histórico em gosto dessa parte mais comedida!!

    Se eu não lesse nenhuma resenha,e não conhecesse á autora,sem dúvida eu ficaria com muita vontade de ler,devido á esse enredo descrito na sinopse,de um reencontro de amantes apaixonados,de um mocinho libertino (tenho uma queda,confesso rs)...enfim,mais uma pena não ser tudo isso né?!

    Eu até prefiro quando acho o livro todo ruim do que quando eu gosto mais acho que está faltando um "algo a mais" como você menciona,por que daí eu nÃo sei que nota eu dou (no Skoob digo) e vou fazer resenha e fico me embanando toda kkkk Vira uma confusão!

    Enfim,mais nÃo sabia que estão reeditando a série para lançar com novas capas...que bom então para quem curte a autora e essa sÉrie nÉ?!

    Bjoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani!!

      Eu ia falar do erotismo exagerado da autora na resenha, mas preferi nem complementar com isso para não ficar pior do que parece ser. Também não ligo para que o livro seja erótico, mas automaticamente quando estamos lendo um romance de época a gente espera algo mais sutil, romântico e singelo, então isso também me incomodou um pouco, pois o enfoque dela é mt carregado e destoa um pouco do conteúdo da época... enfim... Eu gostei do livro, apesar de todos os problemas, mas será meu primeiro e ultimo livro dela... infelizmente!

      Raíssa Nantes

      Excluir
  2. Aí você acredita que eu quero esse livro desde o lançamento??? Mas faltou algo??? Aí aí aí aí não gosto disto. Kkkkkkkk
    Amei a resenha, só me deixou com mais vontade ainda de ler.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Não conhecia essa série, tinha ficado interessada mas na parte da espionagem - nunca li nada assim antes -, mas pelo que vc falou essa parte deixou a desejar. Não sei o que pensar sobre a série, não gosto quando o escritor se perde na história, então, não tenho muita certeza se leria esse livro, mas a sua resenha está incrível, bem sincera, do jeito que o leitor gosta. :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oioi!
    Inda nao li nada da Nicole Jordan, mas amo romance de epoca e faço coleção, vou fazer questao de conhecer.
    Que bom que s capas serão mais parecidas com esse ultimo volume, odeio series com as capas diferentes!
    Foi bom conhecer mais da historia do casal e acho que vou amar, mesmo com essas invenções da autora, hehe.
    Vou ler com certeza a Série Notorious!
    Beijos!

    Livros e Sushi • Facebook InstagramTwitter

    ResponderExcluir
  5. Gosto de suas resenhas, por que além de serem bem completas, bem trabalhadas elas também são sinceras.
    Eu sei bem o que é gostar de um livro que não teve uma trama tão envolvente, isso acontece muito, as vezes os personagens são chatos, mas a trama é boa, as vezes tem um misterio bom que queremos desvendar, mas os dialogos são forçados, enfim, acontece.
    Eu leria este livro com certeza, não conhecia ainda a escritora, mas fiquei curiosa pelo trabalho dela. Também amo romances de época, aquele mundo de vestidos longos, castelos, duques e afins sempre me conquistaram.
    Parabéns pela qualidade da resenha.

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, é tão chato quando a série é ótima e a autora vai lá no ultimo livro e deixa a desejar em alguma coisa. Acho isso tão decepcionante. Mas pelo menos o romance foi bom, né?


    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Poxa vida, pela sinopse e até mesmo por alguns pontos da sua resenha, a história parece bem boa, eu gostei bastante, até da capa meio breguinha rs. Uma pena ele não prender e se tornar massante e arrastado muitas vezes. Muito ruim quando a gente gosta de um gênero e o livro não nos impacta como esperado.
    Bjo
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, não conhecia o livro ou a autora, mas a premissa do livro, não me prendeu, não sei porque, e os personagens não me cativaram nem um pouco e pelo que você disse, o livro não parece ser isso tudo e o fato da autora se perder na escrita, é algo que me incomoda nos livros. Boa resenha.
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Amo romance de época e confesso que ainda não conhecia essa série. Ao ler sua resenha fiquei um pouco desanimada pq não consigo me imaginar sendo "força" a ler um romance de época! Rsrs
    Obs: Também amo Lisa e Mary :D
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  10. Adoro ler romances de época mas uma coisa que me incomoda em livros como esse é o excesso de erotismo e menos foco no amor e romance. Gostei da sinceridade na resenha e embora o livro tenha muito pontos negativos, vou dar uma chance e ler mesmo assim.

    ResponderExcluir
  11. Sabe o que mas gostei na resenha, sua sinceridade! É tão ruim quando um livro não atinge suas expectativas e você termina com a sensação de que faltou algo neh?

    ResponderExcluir
  12. Olá!!
    eu sempre gosto muito das sua resenhas, pois como eu, você se apega aos mínimos detalhes!
    Estou com esse livro aqui na lista de leitura também, e estava bem ansiosa para ler. Agora, bem, continuo, mas não irei com tanta sede ao pote. Depois passo aqui para comentar novamente minha opinião!
    Continue a resenhar assim, eu adoro!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  13. Olá

    Não vou dizer que sua resenha me deu um balde de água fria, pq não foi isso. Mas eu acho que não leria o livro, não me atraiu muito.
    Acho que o pecou foi a investigação mesmo. A autora quis dar um atrativo a mais na leitura e acabou se perdendo. Uma pena.
    Gostei muito da sua resenha e da sua sinceridade.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li nenhum livro da Nicole mas fiquei interessada pela sinopse de O príncipe do prazer, gosto de tramas onde os protagonistas tiveram um relacionamento anos atrás, contudo, lendo sua resenha fiquei um pouco desapontada com as atitudes do casal principal, principalmente em relação as atitudes do Dare, e sinceramente, a história de amor de Julienne e Dare não despertou meu interesse... Com tantos detalhes negativos para mim esse é um livro que eu não leria.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Gostei bastante da sua resenha, e dá pra o senso crítico que tem. Esse livro não faz meu gosto, e talvez eu lesse somente pela questão da espionagem e tal, mas foi justamente esta parte que a autora se perdeu, então, pra mim não desce.
    Ótima resenha, foi nos detalhes.

    Abraços,
    www.isaaczedecc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Hello!
    Pelo que vc disse, o livro teria tudo para dar certo... mas realmente, não me conquistou. A sinopse parece prometer alguma coisa e não cumprir, como comentado na resenha.
    Não sei se leria, mas fica a dica né? haha Nunca se sabe.
    Bj

    ResponderExcluir
  17. Já li livros da autora e em geral costumo gostar. Uma pena que aqui ela tenha pecado pelo excesso. Não conhecia o livro e vou dar uma olhada.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir