♥ Uma Memória de Jane Austen ♥
Ed: // - Pedrazul
Sinopse:
O livro contendo as memórias da tia Jane Austen, compilado por James Edward Austen-Leigh, foi publicado no ano de 1870, mais de meio século após a morte da escritora. A biografia, que é a junção das lembranças do sobrinho James Edward e de duas de suas irmãs, Anna Lefroy e Caroline Austen, continua, ainda hoje, mesmo após várias outras biografias lançadas mundo afora, a ser a autoridade principal da veracidade de sua história e a fonte e referência para todas as obras subsequentes. Uma Memória de Jane Austen traz as lembranças de família, a narração de sua vida por parte dos sobrinhos que conviveram com ela na infância e as reminiscências encantadoras de uma época, de seus costumes e tradições. Inclui, também, o registro de quando a autora dava início à carreira, parte de sua correspondência, as quais mostram sua personalidade, o amor pela família, pelos amigos e pelos livros. Lembranças sutis, como a dos chapéus usados por ela, de sua beleza delicada, do tom de sua voz, de sua alegria e de seu papel fundamental na família Austen. Memórias vívidas para milhões de fãs daquela que foi e ainda é a mais querida escritora inglesa de todos os tempos. Esta edição, pela primeira vez no Brasil, reúne, além da biografia escrita por James Edward, o capítulo cancelado de Persuasão e textos inéditos de sua juvenília.


"Sei que o valor desse trabalho a seus olhos deve
depender não de qualquer mérito do mesmo, mas do grau 
de estima que as obras de minha tia ainda geram;"
pág 207



MARAVILHOSO!


Quem me conhece bem, sabe que não sou grande fã de biografias e fujo às léguas de biografias que acredito serem vazias. Como as pessoas estimadas por mim, são grandes líderes (Mandela ou Gandhi) ou grandes escritores já falecidos (Jane Austen, Machado de Assis, Elizabeth Gaskel, dentre outros) e uns poucos ainda vivos (Stephen King), não vejo muito mérito em me perder em páginas sobre a vida de atores ou cantores dos dias atuais.

Sempre quis ler algo a mais do que já havia pesquisado sobre Jane Austen, sempre gostei de seus trabalhos e a forma como eles me inspiram a criar meus próprios enredos épicos, fizeram com que suas obras, além de perdidamente envolventes e apaixonantes, me dessem uma grande aula sobre a Inglaterra do século 18 ou 19 e seus costumes. E essa é a grande mágica que Jane Austen promove na minha vida.

Muitos de vocês não sabem, mas sou aspirante a escritora e meu foco agora é finalizar um romance de época, há muito esquecido em minha gaveta. Como não iria viajar esse final de ano e como me dei poucos livros no decorrer de 2015, decidi me dar de presente dois livros que estava namorando no site da editora Pedrazul: Norte e Sul e Uma Memória de Jane Austen.

Sei que há outras biografias sobre a autora e por essa razão demorei tanto a me decidir por essa que me ganhou por ter sido escrita por seu próprio sobrinho em 1870, algumas décadas após sua morte. Quem melhor do que alguém da família para retratar o gênio que foi Austen? Pois bem... lá fui eu comprar o livro e claro, lê-lo, não estava nos meus planos, mas a curiosidade venceu.

Pois bem, James Edward Austen-Leigh, não conviveu muito com a tia e logo no inicio deixa isso bem claro no livro que é um emaranhado de cartas e curtas lembranças de familiares e amigos que estiveram com ela até os seus últimos momentos. Alguns textos e contos escritos por ela ainda criança, seus últimos romances e o capítulo final de Persuasão que ela retirou e escreveu dois outros capítulos que quem já leu Persuasão conhece bem. 

Apesar da pouca convicção que James nos passa no início do livro, em nada ele deixa a desejar ao retratar além da Jane escritora, a Jane filha, tia, irmã e amiga. Aquela Jane humana e sonhadora que tanto nos cativa. É impossível não se encantar com essa obra e se sentir ainda mais próxima dessa mulher sempre reservada, que optou por nunca se casar e que dedicou toda a sua vida seu amor à escrita.

James relata também algumas mudanças de costume, entre a época em que Jane nasceu e viveu (séc. 18), e a que ele começou a se dedicar a essa biografia (final do séc. 19), para muitos isso pode parecer massante, mas para mim, que sou uma avida amante de história, foi um prato cheio de costumes, maneiras e estilos arquitetônicos. Fiquei totalmente encantada com tudo, as nuances, os gestos, os estilos de vida que marquei tudo que poderia me ser útil nos meus próprios trabalhos de escrita.

Quando chegamos as cartas trocadas entre ela e Cassandra, conseguimos visualizar em Jane, uma moça cheia de cuidados com a família e de um humor ácido que com toda certeza deveria incomodar aos desavisados. Cada pedacinho descrito pelo sobrinho, cada trechinho de uma carta  dela, vai tornando essa mulher admirável em um ser real e me peguei várias vezes ansiando poder trocar algumas cartas com ela também, de escritora para escritora, como ela fazia com uma sobrinha que também se aventurava na escrita.

Ler este livro foi como entrar na intimidade da família Austen, se aconchegar perto da lareira após o jantar e ficar lá, aos pés de Jane ouvindo-a ler os primeiros capítulos de Orgulho e Preconceito, mudando as vozes e arrancando risadas dos presentes. Austen-Leigh trouxe tanto de si para este livro, quanto impregnou nele as memórias de sua tia. Em cada letra, cada frase está impresso um carinho e uma admiração que nos envolve e nos leva para mais perto dessas pessoas, nos tornando tão íntimos de seu convívio que é impossível não se encantar.

Se você é fã da Jane Austen, se admira seu trabalho e quer conhecer um pouquinho mais sobre como ela viveu, escreveu e conviveu com seus pares, vale muito conhecer essa obra que é conhecida como a mãe de todas as biografias já escritas da autora.

Tenho certeza que você não irá se arrepender.

(Este livro não foi publicado em Portugal)

25 Comentários

  1. Oii, também fujo um pouco de biografias. Mas por outro lado, gosto de conhecer a história das pessoas. Contraditório, não? hehehe Tenho vontade de ler os livros dela, mas acho que uma biografia só leria depois, bem depois, se eu criasse um certo afeto pela escritora. Se você se sentiu íntima da família lendo, só posso concluir que esse livro é maravilhoso e envolvente! :)
    -Mari

    ResponderExcluir
  2. Okey, você me convenceu! Eu não sou muito fã de biografias, mas essa me parece especialmente linda, até pq eu sou apaixonada pela Jane. Sempre achei incrível que ela tenha conseguido escrever e lançar seus livros sendo mulher naquela época. E eu adoro romances históricos, os cenários e tudo mais, por isso creio que vou gostar muito de todo o livro assim como vc gostou.
    Ótima dica, obrigada! Está já add no meu Skoob <3

    Blog Mundo de Tinta

    ResponderExcluir
  3. Se eu falar que sou fã da Jane,e que aprecio todos os seus livros principalmente meu queridinho Orgulho e Preconceito.Não sabia sobre essa biografia da mesma e fiquei curiosa acerca dos fatos que aconteceram na vida dela. :) Assim como os demais livros dela esse deve ser surpreendente.
    danisilva7.wix.com/ldsonhos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Também não curto biografias mas sua resenha me deixou curiosa. Adoro os romances da Jane Austen e fiquei bastante curiosa quanto as mudanças do século 18 para o 19.
    Bjs
    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! NOS SIGA E PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Sabe que eu ainda não li nada da Jane Austen? Mas estou querendo mudar isso este ano, inclusive já coloquei alguns livros dela na meta de 2016. Esse livro parece ser bom, conhecer mais sobre uma autora incrível como ela, para quem gosta da autora é leitura obrigatória ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá... não curto leituras de biografias mesmo sendo muito fã rs... nunca li nada da autora, infelizmente, mas assisti aos filmes adaptados de suas obras e sou apaixonada por Orgulho e Preconceito que pretendo ler em um dia não muito distante... que bom que curtiu a leitura dessa biografia, eu não consigo achar graça... xero!

    ResponderExcluir
  7. O problema das biografias é que elas são muito cansativas. Mas como sou encantada pela obra de Jane Austen, fiquei muito interessada assim que me deparei com a sua resenha. Ao lê-la, o interesse só aumentou, pois o seu texto está muito bem escrito e envolvente, . Fiquei com muita vontade de partilhar também da intimidade da família Austen e "ouvir" as leituras de Jane. Dica mais que anotada. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu ainda não li nada dessa autora. Vergonha eu sei. Mas tenho muita curiosidade de conhecer essa escritora e sua obras. Tentei comprar o livro Orgulho e Preconceito mas na época não achei na livraria e depois o tempo passou e não procurei mais. É tão bom quando lemos uma biografia de uma pessoa que a gente admira. Nos sentimos mais próximas a ela.
    Adorei a sua resenha e vou anotar a sua dica.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Não sou fã de Austen, porque minha experiência não foi muito boa. Li Pride and Prejudice (sim, em inglês) e não curti muito. Esse ano estou com intenção de ler em português e avaliar o que acho.
    Gostei muito da sua resenha e aprecio essa dica, vou indicar o livro para uma amiga que é apaixonada.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olha eu até hoje não li nada da Jane Austen.
    Morro de vontade de conhecer os livros dela.
    Eu tenho um volume ÚNICO que provavelmente irei ler assim
    que tiver no clima, porque percebi que a escrita dela é bem clássica
    e isso normalmente me dá bastante sono. Mas eu gostei da sua resenha sobre esse livro. Ainda não o tinha visto e nem lido resenha sobre ele. Adorei sério. Acho que tu abordou muito bem os pontos da estória e gostei da maneira que você foi sincera ao falar do livro =] PARABENS!!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/resenha-delirio.html?m=0

    ResponderExcluir
  11. Eu vou abrir meu coração e dizer que... Ainda não li nenhum livro da Jane, mas juro que é uma das minhas metas desse ano, na verdade quero fazer isso logo.
    Eu tenho outra confissão eu gosto de biografias, desde que sejam de pessoas fascinantes, tipo eu li a biografia do Sidney Sheldon e do Kurt Cobain e amei, é interessante saber como viveu os grandes nomes da humanidade, bem o Sidney ainda ta vivo, mas foi um aprendizado muito grande saber como ele começou.. A Vida dele deu um baita livro.
    Fiquei mega curiosa para ler essa da Jane, ela é uma personalidade tão marcante que só aumenta o desejo de entrar em seu mundo.
    Beijos e parabéns pela resenha.

    Giuliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flor, Sidney Sheldon morreu já faz um tempinho, atualmente é outra pessoa que escreve pelo nome dele. Foi uma decisão dele que seu trabalho continuasse com alguém de sua escolha. Se não me engano ele morreu em 2011 ou 2012... faz pouco tempo, mas ele já se foi.

      Excluir
  12. Olá!

    Não costumo ler biografias, e sendo sincera não tenho o minimo interesse em começar a fazê-lo. Ainda não li nada da autora, mas tenho uma imensa curiosidade desde que li Crepúsculo há anos atrás, porém nunca consigo passar da página 30, este ano coloquei como meta ler pelo menos um clássico.

    Beijos,
    entreoculoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu não gosto nem um pouco de biografias, por mais que eu goste do autor/cantor/ator, não consigo gostar. Mas essa edição é perfeita para os fãs de Jane, né? Muito bacana saber mais sobre ela.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  14. Oi, Acredita que até hoje ainda não li nada da Jane?
    Mas, pretendo mudar isso esse ano. Também não sou muito fã
    de biografias, mas essa despertou minha curiosidade também.
    Além do mais sou encantada com as publicações da Pedrazul que são sempre
    incríveis e de um trabalho gráfico maravilhoso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Eu ainda não fui mordida pela paixão por Jane Austen. A ultima vez que tentei foi a um tempo atrás e quem sabe agora seja novamente a hora de tentar e ver se dessa vez eu me encanto com seus livros.
    Mesmo assim, fiquei super curiosa com esse livro. Não sou de ler muitas biografias, coisa que pretendo mudar esse ano, mas essa me deixou super curiosa e querendo conhecer melhor a Jane. A Pedrazul está arrasando nas publicações hein?
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  16. Oi, sou bem chegada em uma boa biografia, leio devagar mas adoro a experiência de saber mais sobre alguém. Bom, não tinha lido nada sobre esse livro, mas li A melhor amiga de Jane Austen e adorei, no livro é retratado vários fatos verídicos da infância dela e da prima que tinha o mesmo nome, seu primeiro amor e sobre sua família, no caso seus tios que a abrigaram por um tempo. Vale muito a pena a leitura, já que você curte tanto a autora.

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Faz pouco tempo que assisti a adaptação de Orgulho e Preconceito e ainda não tive oportunidade de ler nada da Jane. Contudo posso afirmar que assistir ao filme já me tornou grande admiradora dessa autora. Porém assim como você não costumo ler biografias e mesmo você falando tão bem sobre esse livro, não sei se conseguiria ler. Vou anotar a dica para pensar no assunto futuramente.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  18. Olá!!

    Que resenha linda!!!
    Eu sou comom você, não dou preferencia para biografias, mas existe aquelas que me chamam a atenção. Não sou uma grande fã da Austen, talvez somente por falta de envolvimento, ainda quero ler suas obras.
    Sua resenha ficou muito bem colocada, muita gente não saberia como resenhar um livro biográfico!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
  19. Oi, Raíssa!
    Ainda não li nenhum livro da Jane, mas fiquei curiosa pra ler Orgulho e Preconceito depois de ler uma moderna adaptação nacional chamada Primeiras Impressões da Laís R. de Oliveira que amei. Mas, em relação a Uma memória de Jane Austen, como não leio biografias esse livro não vai pra minha lista de leituras... contudo, não tenho dúvida de que esse livro é uma ótima dica pra quem é fã da Jane e curti esse gênero.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  20. Nunca li nada da Jane Austen, mas tenho muita vontade por ser tão adorada, mesmo não sendo um amante do gênero. Essa autora parece conseguir cativar todo o tipo de leitor e passar uma boa história para todos aqueles que alcançam suas obras. Nesta biografia, me interessei bastante pelos costumes da época e do retrato de Austen com o tratamento à família.

    ResponderExcluir
  21. Leio poucos romances de épocas, mas entre os poucos, a maioria que almejo é da Jane Austen, obras como Orgulho e Preconceito e Persuasão. Meu interesse por esta biografia foi mínimo, porque não sei se vou gostar ou não da escrita da autora, mesmo assim, pontos interessantes ressaltam desta obra incrível.

    ResponderExcluir
  22. Jane Austen ♥. Orgulho e Preconceito foi a minha primeira obra desta escritora maravilhosa e me apaixonei. Continuo apaixonada por ela e quero muito mais livros, inclusive este do seu sobrinho que me interessou ao extremo saber sobre como Jane era com a família, suas preocupações, seu humor e suas cartas.

    ResponderExcluir
  23. Jane Austen ♥. Orgulho e Preconceito foi a minha primeira obra desta escritora maravilhosa e me apaixonei. Continuo apaixonada por ela e quero muito mais livros, inclusive este do seu sobrinho que me interessou ao extremo saber sobre como Jane era com a família, suas preocupações, seu humor e suas cartas.

    ResponderExcluir
  24. Olá :)
    Jane maravilhosa! Já vi um filme sobre a vida dela, mas nunca li o livro. Fiquei bem curiosa, pois aparentemente tem muito mais informações que o livro. Jane é uma mulher ímpar. Se vivesse nos dias atuais, ainda assim sofreria um bullying por ser quem era.
    Amei saber da convivência dela com a família.

    Beijocas,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir