A Mão Esquerda de Deus
Ed: 01 - Suma de Letras
Sinopse: 
Seu nome é Cale. 
Disseram a ele que poderia destruir o mundo. Talvez ele destrua... O Santuário dos Redentores é um lugar desolador. Um lugar onde a esperança e a alegria não são bem-vindas. A maior parte dos meninos que habitam o lugar foi levada para lá muito nova e contra a vontade. Eles padecem sob o regime opressor dos Lordes Redentores, cuja violência e crueldade têm como único propósito honrar a memória do Redentor Enforcado - e passam suas vidas prisioneiros dos corredores labirínticos e tortuosos do Santuário, um lugar com séculos de história e segredos, e que ninguém conhece por completo... No meio de um desses corredores há um menino. Talvez ele tenha 14 anos, talvez tenha 15: ninguém sabe ao certo. Lá dentro, é chamado de Thomas Cale. Seu verdadeiro nome, já esqueceu há muitos anos. Ele já esqueceu de tudo de sua antiga vida. Em breve, será a testemunha de um ato horrendo. E é neste momento que começará a sua extraordinária vida futura.
CONHEÇA O ANJO DA MORTE


"É chegada a hora de toda a carne perecer diante dos meus olhos;
cada homem e cada mulher vivente feito por mim, você os varrerá da Terra. 
Quando tiver cumprido sua missão, o mundo chegará ao fim, 
os escolhidos entrarão  no paraíso e homens e mulheres cessarão de existir."
pág. 325



EXCELENTE!!!


Comprei essa trilogia em 2013, pelo simples fato de que capas com encapuzados me atraem tanto quanto a premissa de justiceiro e anjos da morte. Como sou uma apaixonada por fantasia, isso também pesou muito naquela minha meta de aproveitar essa avalanche geek para poder alimentar meus vícios nerds que por conta da 'modinha' ficaram bem mais em conta para o meu bolso.

Como estou de férias decidi selecionar alguns livros para ler e esse foi um dos primeiros que decidi pegar para ler e me joguei, já estava desejando pegá-lo a muito tempo, mas com as responsabilidades que tenho com as parcerias fui protelando e quando enfim o tive nas mãos me surpreendi. 

Um livro cheio de reviravoltas, mistérios e suspense... é impossível não se jogar de cabeça e devorar cada página... e posso dizer com toda certeza que esse é um daqueles livros que você ama muito, que você fica louca para terminar, mas ao mesmo tempo não quer que ele acabe nunca.

Paul Hoffman tem uma escrita incrível e envolvente, o humor misturado a trama dá um toque delicioso. Seu livro é cheio de passagens inspiradoras, marquei muito quotes. A construção de seus personagens é o que mais me agradou, os meninos são peculiares e incrivelmente inteligentes.

Nesse primeiro volume conheceremos Thomas Cale e seus amigos, Kleist e Henri, três rapazes de que formam uma aliança para escapar do Santuário dos Redentores. 

Aos cinco anos de idade o trio foi enviado para o Santuário, um lugar que devia inspirar espiritualidade, mas que por trás dos grossos muros com mais de trinta metros de altura, molda soldados com brutalidade em nome da fé. Ali, diariamente, entre rezas e treinamentos, os meninos são obrigados a purgarem seus pecados e a se tornarem assassinos brutais na luta contra os Antagonistas. Fome, miséria e violência transforma meninos em homens e alguns deles não conseguem entender o propósito de tal coisa.

Um dia, após o jantar, descumprindo uma das inúmeras proibições dos Redentores, Cale, Kleist e Henri marcam um encontro para ver onde as ideias de Henri Embromador os levaria naquela noite em busca de comida decente. Com medo de serem descobertos o trio decide avançar pelo estranho corredor encontrado por Henri e acabam indo para o outro lado do Santuário, o lado farto dos velhos padres carrascos. É lá que além de comida farta, eles colocam os olhos pela primeira vez nas portadoras do pecado... as mulheres.

É nessa noite que tudo começa a mudar para esses meninos. Cale é o preferido do Redentor Bosco, o comandante de Guerra do Santuário e essa dedicação a ele lhe é muito estranha, seguindo uma das ordens do comandante, Cale presencia uma cena brutal que o leva a matar um dos Redentores e libertar Riba, que foi criada para agradar aos homens que aparecessem no lado feminino do lugar.

Sabendo que no momento em que o corpo do Redentor morto fosse descoberto, ele, Cale, seria procurado para ser executado. Decidido a por seus planos de fuga em ação, ele leva Kleist e Henri consigo, pois sabe que os meninos seriam usados para descobrir seu paradeiro. Mesmo que manter amizades ali dentro fosse proibido, o trio já havia sido visto juntos, então... a partir daquele momento estariam ligados àquele crime.

Os meninos não sabem nada do mundo lá fora. Eles não conhecem outro mundo, regras ou como socializar com outras pessoas e essa fuga desenfreada os levará a imensa capital de Memphis, uma suntuosa cidade cheia de mistérios e intrigas. 

É a partir desse momento que começaremos a conhecer a verdadeira identidade de Cale, um assassino frio e calculista. Um estrategista nato... um achado para os governantes de Memphis que agora estão interessadíssimos em saber o que realmente acontece atrás dos muros dos Redentores. Uma guerra está para acontecer, porém, a luta contra os Antagonistas já não se faz tão importante para os padres do Santuário... muito menos a batalha contra o grande clã dos Materazzi.

Algo muito maior os perturba. Um pecado ainda maior os incomoda... a Humanidade! E por isso eles tem de reaver o menino da profecia... o anjo da morte... a mão esquerda de Deus... o responsável para purgar todo o pecado da face da Terra... Thomas Cale! Ou ao menos é assim que o Redentor Bosco acredita.

O livro é simplesmente brutal! A trama é crua, é chocante.... não temos mocinhos, mas encontraremos muitos vilões. Cale é uma deliciosa mistura de caráter e maldade. Ler esse livro foi uma descoberta maravilhosa... Simplesmente surpreendente! Sem sombra de dúvidas uma escolha excelente... que não poderia deixar de indicar a vocês.

book cover of 

The Left Hand of God

6 Comentários

  1. Quando lançou esse livro, eu fiquei doida. Mas, eu fui esperar abaixar um pouco o preço e o hype e acabei esquecendo dele
    Eu também amo capa com encapuzados. Dá um ar de mistério. Eu sou apaixonada por todos da capa do Assassin's Creed
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi Raíssa!

    Menina, para mim o único ponto negativo das parcerias é esse, querer muito ler um livro que nós mesmas compramos, mas ter que protelar por causa da pilha que vem das editoras. Mesmo assim não abro mão de parceria, é bom demais! Mas enfim, vamos falar sobre o livro! Gente do céu, que tipo de santuário é esse que transforma caras em assassinos? E como assim não podia ter amigos lá dentro, como é que eles conseguiam viver nessas condições? Acho que estou um pouquinho perturbada com a personalidade de Cale... Porque tipo, eu sei que você falou que ele é frio e calculista e super assassino, mas tem cara de que faz as leitoras suspirarem por ele... HAUEHAUEHAEH Fiquei bastante instigada pela trama!

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Raíssa!
    Também curto a premissa de justiceiro e anjos da morte, e concordo que essa capa é show, muito linda e misteriosa! Quanto a sinopse, não curto histórias onde os personagens principais são adolescentes, mas confesso que ao ler sua resenha fiquei bastante curiosa pois apesar da idade dos personagens eles são bastante maduros para suas idade devido ao que eles passaram no santuário, sem falar que gosto de histórias com mistérios e suspense e de humor misturado a trama.
    Valeu pela indicação, dica anotada!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Raíssa!
    Não sou muito chegada em livros assim não, esses caras encapuzados me dão um medinho haha. Não sei, esse livros são tão diferente dos que leio (quer dizer, não são romances haha) que acho que não gosto muito de sair da minha zona de conforto e me aventurar nesse livros.
    Mas ele deve ser bom pra quem gosta desse livros, como você mesma disse, brutais, crueis e chocantes. Este eu passo.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Raissa. A série inteira de A Mão Esquerda De Deus me interessa, fantasia é o meu ponto forte de leitura também, esse gênero me fascina. A estória de um anjo da morte me encantou bastante e fiquei curioso para conhecer a escrita do autor que parece ser bem misterioso, amo!

    ResponderExcluir
  6. Oie
    Sem dúvidas o livro totalmente diferente do que eu estou acostumada mas é bom expandir as leituras de vez em quando.E adorei o fato dos personagens não serem divididos entre vilões e mocinhos,assim a história fica bem mais interessante.E esse mundo criado pelo autor também me interessou bastante,fico me perguntando como eu não tinha conhecimento dessa trilogia maravilhosa até agora.Vou acompanhar suas resenhas dos próximos livros e tomara que sejam tão bons quanto esse.

    ResponderExcluir