♥ Cante para Eu Dormir ♥
Ed: 01 - Pandorga
Sinopse:
Cante para eu dormir revelará a dura realidade da vida, a energia firme da amizade e mostrará que o verdadeiro amor transcende tudo. O livro conta a história de Beth, uma garota que sofre bulling e passa toda sua infância sendo rejeitada por sua aparência. As únicas pessoas a aceitá-la são sua mãe e seu melhor amigo, Scott. Mas tudo isso fica para trás quando ela é convidada para ser a vocalista do coral da escola e recebe a transformação que lhe dará a oportunidade de conhecer um amor que vai além de tudo, até mesmo da própria vida. Derek é tão lindo, tão doce, tão fantástico que Beth acha que não merece, mas quer experimentar, mesmo estando á milhas de distância. Porém, existem segredos não revelados entre eles. A história reúne as mais profundas emoções humanas: decepções, tristezas, alegrias, amores e paixão, muita paixão, que ficará gravada em cada coração por muito tempo, mesmo depois do término da leitura.


"Eu sei o que é beleza agora, por causa dele. Sei o que é amor graças a ele. 
Sei que posso ser forte. Por favor, Deus, ajude-me a ser forte."
pág 344



SIMPLESMENTE EMOCIONANTE!!!


Ganhei esse livro no top comentarista do blog Meu Amor pelos Livros há um tempo atrás (muito tempo atrás), mas por ter duas coisinhas que evito em um livro fui protelando, até que não consegui mais e peguei ele para ler.

Não é segredo para vocês, que corro mil léguas submarinas e terrestres de livros com adolescentes, normalmente abro exceções apenas para livros de fantasia, e quando essa composição vem acompanhada de tragédias, doenças, dramalhões... oxi... é pra mim o mesmo que um vampiro segurando uma cruz de prata. Então, sempre opto por evitar, mas no caso de Cante para eu Dormir, a curiosidade e a excelente critica que teve me impeliram a cair de cabeça nessa leitura.

Assim que abri o livro me deparei com uma dedicatória intrigante por parte da autora e logo após dar uma verificada na nota escrita por ela,  me descobri bem mais animada com a leitura. O livro foi escrito em homenagem a um rapaz chamado Matt, que como descobriremos com o decorrer da leitura, faleceu da mesma doença que nos leva a chorar mares de lágrimas. 

Eu achei que estaria imune às lágrimas porque, realmente, já estava de saco cheio com a Beth, não gosto de homem grudento, mulher então é pior ainda e quando ela virou um chiclete na vida do Derek começou a me dar raiva. O cara super fofo e ela com umas cobranças tão idiotas, que por várias vezes me fez abandonar a leitura do livro, mas eu persisti e cá estou eu.

O livro é escrito sob o ponto de vista de Beth, uma menina que cresceu acreditando que não era bonita, uma verdadeira Fera. Sem vaidade nenhuma, ela cresce sofrendo todo o tipo de bulling no colégio, seu único ponto forte, segundo ela... é a voz. Beth adora cantar e participa do coro do colégio e em um outro coral na cidade vizinha, onde canta como contralto.

Aos dezessete anos, Beth, A Feia... ops!... A Fera, está descobrindo o poder dos hormônios e estranhamente começa a sentir coisas por seu melhor amigo, Scott, só que ela se acha feia demais para ele, indigna. Ela não quer destruir a amizade que eles tem, mas também não quer se furtar das descoberta que poderia fazer ao lado dele.

No coral, a regente busca entrar numa competição na Suíça, porém a solista do grupo não está preparada para tal, ou melhor, não está pronta para cantar a música que poderá levar o grupo para os alpes suíços.  Determinada a não atrasar os ensaios, Beth pede para cantar o solo que Meadow não consegue sustentar e surpreende a todos com a clareza de sua voz, mas uma voz angelical, merecia um visual digno de uma solista.

Enquanto rabisca suas músicas, muda o visual e tenta lidar com os avanços de Scott, Beth, conhece virtualmente Derek, o belo solista de um dos corais mais famosos da competição em que irão participar. Para ela a aproximação do rapaz só pode ser algum tipo de piada, rapazes como ele só chegavam perto dela para humilhá-la, então prefere não falar com ele.

Antes de ir para a Suíça, ela descobre que na família do pai, que nunca conheceu, há uma anomalia genética, então faz exames pouco antes de embarcar para a Europa. Já na Suíça, ela não consegue entender o fascínio do misterioso Derek por ela que abre seu coração quando lhe diz: 'Você canta para eu dormir.'. 

Como uma borboleta saindo do casulo, Beth se entrega ao romance com o rapaz canadense, sem medir as consequências. O namoro continua após o termino das olimpíadas, mas as atitudes esquivas do rapaz começam a deixá-la ainda mais confusa... Ela não quer abrir mão de seu romance com Derek, mas ele tem um segredo e encontra-se cada vez mais magro, mais pálido... e ela começa a achar que ele realmente tenha algum problema com drogas, como sugeriu Blake, amigo do coral que o rapaz participa. 

Tentando entender o namorado e lidando com os avanços de Scott, Beth terá a surpreendente revelação sobre o que mantem Derek afastado dela. Ele está doente, muito doente. Derek tem uma anomalia genética chamada Fibrose Cística que o mantém internado por vários dias em um hospital em Londres, Canadá. Ao contrário do que Beth e os pais dele gostariam de admitir, Derek está com os dias contados... e todos eles terão de lidar com sua partida.

O envolvimento de Beth com Derek é muito bonito e intenso, assim como o dela com Scott é fofo e meigo. A escrita da Angela Morrison é envolvente e emocionante e é impossível não se sensibilizar com o sofrimento de todos os envolvidos nessa trama. Seu amor por Derek é intenso, apaixonante, mas será apenas passageiro... uma escola para alguém que julgou nunca ser digna de nenhum tipo de amor. Como em PS Eu Te Amo, Derek será apenas uma página na vida que Beth acabou de descobrir.

É impossível não se emocionar com Derek e seu sofrimento, mas é ainda mais difícil não se emocionar com seu ultimo e belo pedido. Lindo! Lindo! Lindo! Já esperava chorar com o enredo, mas não esperava ser surpreendida pela intensidade de tudo que se desenrola no final.

Então, se não teme grandes emoções... pegue a caixa de lenços e se entregue a mais pura, intensa e bela estória de amor!

book cover of 

Sing Me to Sleep
(Este livro não foi publicado em Portugal)

7 Comentários

  1. Engole esse choro menina... tá ficando muito mulherzinha heim???
    Que bom que gostou, sua resenha me fez recordar a emoção da leitura...
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Raíssa!

    Nossa sem ora, livros com adolescentes e doenças até exala clichê, é muito difícil achar um que realmente seja diferente, mas enfim. Eu não aguento esse tipo de personagem que a Beth é, que fica se achando feia o tempo inteiro e se faz de coitadinha, não tem coisa mais irritante. Fibrose Cística é uma doença tão terrível quanto o câncer, porque a primeira coisa que a gente pensa é que a pessoa vai morrer (geralmente é o que acontece mesmo). Imagino o tanto que Beth e Derek sofreram juntos... Ainda mais ela, depois que finalmente encontra o amor. O título em si já é doído... Quero muito mesmo ler, adoro um bom drama, por mais clichê que pareça.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Raíssa!
    Assim como você também passo longe de histórias de adolescentes acompanhadas de traumas, por esse motivo não leria Canta pra eu dormir, sem falar que não fiquei interessada na história nem mesmo depois de ler sua resenha. Aliás, se eu fosse ler esse livro em vez de caixa de lenços eu iria precisar de lençóis pois sou uma manteiga derretida rsrs.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Eu tava julgando o livro pela capa (achando ruim) mas comecei a ler a resenha que você descreveu, bom você mudou totalmente a minha opinião sobre o livro a sua resenha mim salvou!kkkkk A história mim deixou ansiosa para devorar o livro

    ResponderExcluir
  5. Meu. Deus. Do. Céu esse livro é o meu grande amor <3. Senhor Jesus sou muito apaixonada por ele que é um dos meus favoritos, não consigo nem explicar. As vezes tinha raiva da Beth, tinha momentos que ela ficava muito chata sobre os sumiços do Derek mas ate da pra entende la ja que não sabia o que acontecia com ele. Ah, e também ficava com raiva com raiva porque ela não entendia os reais sentimentos do Scott, estava sempre ali tão na cara dela!
    Mas apesar de tudo isso ainda amo de paixão e não tem como não chorar no final é a coisa mais linda e triste, foi tão lindo que chorei tanto que me minha cabeça doeu. Só de lembrar ja me emociono. Indico esse livro para todos.

    ResponderExcluir
  6. Raissa, quando vi o título do livro Cante Para Eu Dormir logo pensei em uma estória de amor entre uma mãe e um filho, talvez por remeter-me aquelas velhas cenas de minha mãe cantando na hora do sono. Então, parti para a resenha, me surpreendi ao descobrir que a menina sofria bullying e recebia apenas dois amores. Estou bem curioso para saber como a autora trata deste assunto tão delicado e com o desenrolar final desta estória.

    ResponderExcluir
  7. Oie
    Eu tenho esse livro e achei a capa bem bonitinha e tudo mais mas nunca parei pra ler uma resenha ou sobre o que especificamente ele se tratava.E vendo essas mãos na capa achei que a história se passasse com personagens mais novos,com em média 12,13 anos,esse foi um dos motivos de eu adiar tanto a leitura.E já estou preparando meus lencinhos por que pelo que você contou vou sofrer e chorar com a morte de Derek.E agora o título faz mais sentido,antes eu ficava sem entender o por que dele.

    ResponderExcluir