(Este livro não é recomendado para menores de 18 anos)
♥ Pulsação ♥
Ed: 01 - Arqueiro
Sinopse:
Emily Cooper sempre pensou que iria se casar e viver ao lado de Dillon Parker. Porém, após conhecer Gavin Blake, toda essa certeza foi por água abaixo. Arrebatada pelo sexy empresário, ela se entregou a uma paixão avassaladora, mas que logo foi abalada por uma dolorosa revelação. Mesmo com o fim do tórrido relacionamento, Emily percebe que está disposta a arriscar tudo para ficar com o homem que domina seus pensamentos e sonhos desde o dia em que se conheceram. Agora ela só pode se apegar à esperança de que Gavin ainda a deseje, apesar de todos os seus erros e defeitos. Com o coração partido, Gavin se isola da sociedade e se fecha em um mundo autodestrutivo. Emily não está acostumada a ser forte, mas terá que encontrar dentro de si a coragem e a confiança necessárias para lutar por seu amor e trazer Gavin de volta.


"Ele a encontrara aos pedaços, definhando, e remendara seu coração,
enfaixando-lhe a alma com a sua presença. E, durante tudo aquilo,
lhe mostrara o que era o amor de verdade."
pág 325



E cá estou eu pronta para falar do ultimo volume da duologia Collide de Gail McHugh. Demorei, mas consegui e como havia dito da resenha anterior (leia aqui) as escolhas de Emily seriam determinantes para o desenrolar dessa trama que me corroeu a alma, e as unhas, enquanto esperava seu segundo volume e eu não estava enganada.

Um pouco mais calma em relação as burradas da Em, tentei não pegar o livro com raiva dela, mas foi em vão. Para não dar spoiler, só vou repetir o que disse na resenha anterior... a escolha que ela fez no final do livro anterior fez com que muita merda acontecesse nesse volume, mas, como estava no script, tudo saiu maravilhosamente bem e lindo, lindoo... lindo... e liiiinddoooo.

Apesar do dramalhão característico do mais do mesmo que tem permeado os romances hoje em dia  a receita é a mesma conhecida por muitos (milionário + mocinha sofrida + amor a primeira vista = amor eterno), porém o que diferencia essa duologia das outras tantas que temos por aqui é o fato de Gail McHugh escrever um romance típico muito envolvente e emocionante. Apesar de todos os pormenores entre mim e sua protagonista é impossível não se apaixonar pelo Gavin ou sofrer com nosso casal 'sofrência' da vez.

*** A partir desse ponto pode haver spoiler *** 
Se não leu o primeiro volume... pule para as considerações finais da resenha.

No livro anterior, apesar de toda a insistência de Gavin para que Emily desistisse de seu casamento com Dillon, ela decidiu seguir a diante com o compromisso com o outro, partindo assim o coração de Gavin, que decide ir ao México para tentar apagar a mulher que ama de sua vida para sempre.

Sabendo da péssima escolha e tendo a certeza de que não conseguiria viver ao lado de Dillon amando Gavin, Emily decidi largar tudo e ir atrás de Gavin, mas tudo parece em vão... ela não faz ideia de onde ele esteja e todos os seus telefonemas são ignorados. Obviamente, Dillon não deixaria que ela simplesmente partisse sem dar o seu showzinho básico e dar uns sopapos na nossa protagonista. Sofrendo com suas escolhas e sabendo que ele nunca mais a perdoaria, Em está decidida a encontrá-lo e lhe dizer o quanto o ama, só precisava saber onde encontrá-lo.

Vencendo seu medo de voar, Emily, embarca em direção ao México com a ajuda de Colton, irmão de Gavin, determinada a esclarecer as coisas, mesmo que ela fosse rejeitada ao final. Gavin está realmente péssimo, vive bêbado e na gandaia. Transa com tudo quanto é mulher tentando esquecer Emily, que ele acredita já estar casada com Dillon e quando a vê diante de sua casa simplesmente entra em curto. Nada daquilo fazia sentido para ele.

Após ouvir o que Emily tinha a dizer, Gavin se vê remoendo seu próprio remorso, pelas ações intempestivas que havia tomada na ultimas semanas após chegar ao México. Perdoado, pela mulher que ama,  ele está determinado a cuidar dela para todo o sempre... ao menos era o que ele acreditava que aconteceria se a presença de Dillon ainda não ameaçasse a tênue linha que ligava o relacionamento deles.

Todos haviam escondido dele, a agressão que Emily havia sofrido enquanto ele, Gavin, enchia a cara em algum lugar no México. Puto da vida, ele decide partir a cara de Dillon ao meio, mas muitas outras ameaças surgem. Dillon não está disposto a permitir que aquela relação terminasse com o tão sonhado felizes para sempre de nossos protagonistas. 

Decidido a destruir a felicidade de Em e Gavin, Dillon os cerca de todas as formas com ameaças e chantagens mesquinhas... e quando Emily descobre que está grávida, o inferno se torna ainda maior. Sem saber quem é o pai de seu filho, ela e Gavin, tem de aturar a presença de Dillon em suas vidas por um bom tempo.

Seria o destino assim tão cruel ao ponto de criar um laço eterno com Dillon? Tudo indica que sim... 

Tentando lidar com as sentimentos conflitantes, Em, tenta aceitar a maternidade e o amor incondicional que Gavin está disposto a dar a ela e ao filho que espera, mas não será fácil para eles lidar com a presença presunçosa de Dillon em suas vidas. Gavin já amava aquela criança, mesmo sem saber se era ou não o pai biológico, mas não estava certo se resistiria a uma provável ligação eterna com o pilantra. 

*** Fim do Spoiler ***

A vida do nosso casal continua às voltas, cheia de amor e incertezas. Já descrentes e sem esperança, ambos sabem que a única coisa que poderia fortificá-los nesse momento, é o amor que os une e estão dispostos a tudo para que nada destrua a relação que conseguiram firmar.

Repleto de momentos fofos e quentes, Pulsação chega para fechar a história de forma envolvente e emocionante. Gavin é passional, arrebatador e ao lado dele Em, não é assim tão pateta. Tantas coisas irão interferir na relação deles nesse volume que é impossível não devorar cada página com o coração na mão. Mesmo sabendo o que vai acontecer e que tudo ficará bem para eles, a autora consegue te deixar  em suspense e te surpreende com seu desenrolar. 

Se seus sentimentos foram chacoalhados com a leitura de Tensão... segurem seus forninhos, pois Pulsação continuará a torturá-los até o derradeiro final feliz. 

É simplesmente impossível não se envolver e se emocionar com essa história.

book cover of 

Pulse
(Esta série não foi publicada em Portugal)

6 Comentários

  1. Oie
    Eu ainda não li essa duologia mas não pude deixar de conferir os spoilers,sou muito curiosa.E é bom saber que mesmo sendo mais do mesmo a escrita da autora nos faz vivenciar os problemas dos personagens e torcer por eles.De acordo com o que vi por ai a Em é bem irritante em alguns momentos mas Gavin compensa isso kk.Espero conseguir ler em breve,já estou até sentindo raiva do Dillon.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Raíssa!
    Quando li a sinopse do livro anterior dessa duologia descartei logo de cara por se tratar de um triângulo amoroso, não curto e não leio de jeito nenhum história que tenha triângulo amoroso! Mesmo depois de ler tantos elogios a respeito do Gavin, as burradas que a protagonista cometeu são pra mim muito difíceis de aturar, e se eu não gosto dos personagens principais, não leio o livro.
    Mas sem dúvida esse é um casal que sofre bastante, hein?! O detalhe da gravidez bastante difícil de superar, principalmente se o bebê for do odioso do Dillon...
    Bjos!

    ResponderExcluir
  3. oi!
    já adianto que livros +18 não fazem, de jeito nenhum, o estilo de livro que eu gosto de ler.
    eu não conhecia o primeiro livro e nem este.
    a história parece legal, com esse monte de conflitos, confusões, amores, brigas, intrigas e UFAAAA. por mais que sua resenha tenha sido positiva, eu ainda não consigo sentir vontade em ler livros do gênero.
    fico feliz por sua experiência com os livros terem sido boas.

    bjs

    ResponderExcluir
  4. A série Tensão não me agrada nem um pouco, nenhum livro que contenha gêneros como, sedução, erotismo, YA e, como já citado, romances históricos estão fora da minha lista de desejados. Não consigo ler de maneira alguma livros desse gênero, talvez meu preconceito literário já venha desde cedo. Mas, quem sabe um dia mais pra frente isso não mude.

    ResponderExcluir
  5. Adoro romances desse tipo. São extremamente fofos apesar de serem, em sua maioria, clichês. Quero ler agoooooora <3

    ResponderExcluir
  6. Gosto de alguns livros +18 apesar de na grande maioria serem, do um jeito ou de outro, todos iguais. Já li essa duologia e gostei mas não achei que era "ó meu deus, melhor livro!" na verdade achei legal mas nada muito grande.
    O Gavin é um homem maravilhoso nesse livro, sempre apoiando a Em mesmo quando o bebe podia não ser dele, e o final é bem bonitinho embora previsivel. Mas eu nunca largo meu NA haha.

    ResponderExcluir