♥ Dez Coisas que Aprendi sobre o Amor ♥
Ed: 01  - Novo Conceito
LANÇAMENTO EM AGOSTO/15
Sinopse:

A história fala sobre duas pessoas completamente diferentes e, ao mesmo tempo, que complementam-se: Daniel, um mendigo que lista diariamente os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu; e Alice, que não se sente à vontade entre a família que a cerca e também tem a sua lista, de coisas que a tornam feliz ou triste. O que eles tem em comum, devem estar me perguntando? O amor, é claro, esse sentimento que se torna um dos personagens principais, presente em toda a história. 



 Uma vez que tenha me apaixonado, acho quase impossível me desapaixonar; 
aprendi isso sobre mim mesmo. Não é algo que torne a vida mais fácil.
Pág. 15



Recebi esta manhã, os quatro primeiros capítulos de Dez Coisas que Aprendi sobre o Amor, lançamento da editora Novo Conceito para Agosto e resolvi aproveitar aquela horinha que sobra no horário de almoço no trabalho para dar aquela conferida na história e, claro, mostrar a vocês as dez coisa que eu sei, ou entendo, sobre amor.
 
Nesse primeiros capítulos fui apresentada a Alice e Daniel, um morador de rua, os capítulos são intercalados sobre seus anseios, seus medos, sonhos. Ora estamos com Alice, ora com Daniel... Duas pessoas que aparentam não ter nada em comum, mas que podem ter muito mais do que esses breves capítulos me mostraram.

Alice sempre se sentiu diferente das irmãs, sempre teve aquela sensação de não ser bem vinda no seio de sua família e por essa razão ela vive pelo mundo, viajando para lugares exóticos. Sua volta para a Inglaterra se deve pela frágil saúde de seu pai, um homem frio e distante, que prefere não falar do passado. O motivo de seu retorno a Inglaterra, é por conta da doença no pâncreas que está levando a vida de seu amado pai.

Daniel é um tanto quanto misterioso, não se sabe ao certo, sobre o que está falando em seus devaneios nesses primeiros capítulos, mas o pouco que temos, ele busca por alguém, alguém muito importante... o fruto de um amor de seu passado. Ele sabe o nome da filha, mas não faz ideia de onde encontrá-la e vagando pelas ruas inglesas ele busca encontrar essa pessoa que ele nunca conhecera, mas que sempre amara.

Há algo em comum entre eles, há algo que os une de alguma forma e isso me deixou muito curiosa com os capítulos seguintes, aos quais ainda não tivesse acesso. ***Algo me diz que a Alice é filha do nosso Andarilho, mas estou só supondo isso.. rsrs***. Sarah Butler tem uma escrita  leve, com um toque poético na medida certa, tornando a narração, em primeira pessoa, muito envolvente. Fiquei muito comovida com leitura desses capítulos. ***TPM??***

Ao contrário das degustações encaminhadas anteriormente, cujos dramas sofridos eram envoltos em doenças e perdas, nos arrancando lágrimas diante de tragédias. Encontraremos agora, duas pessoas opostas que buscam algo que as complemente, buscam algo que todos nós passamos a vida procurando, o amor... em todos os sentidos que essa palavra possa ter. O amor da família, de um filho, de um irmão... um amor para a vida toda.

Agora vamos às dez coisas que sei sobre o amor, ou que aprendi sobre o amor:

10 coisas que EU SEI sobre o amor.
1 - Que amar a mim mesma é o primeiro passo para amar outrem;
2 - Que a  amizade fortalece a intimidade e o companheirismo;
3 - Que deixar ir é a maior declaração de amor;
4 - Que saber ceder nem sempre é sinal de fraqueza;
5 - Que sorrir é sempre o melhor remédio;
6 - Que às vezes o silêncio é o melhor conselho;
7 - Que nas pequenas coisas está a grandeza do sentimento;
8 - Que a sinceridade fortifica a confiança;
9 - Que juntos podemos vencer qualquer adversidade;
10 - Não há nada melhor que amar e ser amado.

E então? O que acharam? Quais são as 10 coisas que vocês sabem sobre o amor... deixem aí nos comentários.


7 Comentários

  1. Hummm, esse livro parece bom! Confesso que um dos aspectos que mais me chamou atenção na história, foi o fato da Alice sempre estar viajando, principalmente para lugares mais exóticos. É um desejo que eu tenho e acho que todo mundo tem, né?
    Ah, não vou poder responder sua pergunta. :T Até hoje eu não sei, pra ser sincera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é bem andarilha também, mas no caso dela, ela está fugindo... como disse na resenha, ela não se sente parte da família que vive, rejeitada, seria a melhor palavra... então ela anda por ai tentando se encontrar... estou muito curiosa com o livro e espero lê-lo em breve, ao contrário dos demais... esse quando chegar será lido na sequência... rsrs

      Excluir
  2. Gostei das primeiras impressões desse livro, parece ser muito bom, uma história para refletir sobre o amor, do jeito que gosto. Vou aguardar ansiosa por agosto para ter a resenha completa dele, Raíssa.
    Não sei quais são as dez coisas que conheço sobre o amor, mas concordo em gênero, número e grau com você nas frases 1 e 3, principalmente na 3.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse, quando chegar, vou por na fila pra ler... fiquei bem curiosa é mais o tipo de livro que gosto de ler... rsrs

      Excluir
  3. A Editora Novo Conceito sempre tem ótimos lançamentos, e esse não parece ser diferente, a história parece ser muito interessante pela sua primeira impressão, gostei muito da sua lista.
    Beijos!!!

    http://follow-and-breath.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Raíssa!
    Também recebi essa degustação e já me apaixonei pela história! Parece ser sensível, mas profunda ao mesmo tempo. Agora vamos aguardar para saber mais.
    Beijos
    ps: gostei da resenha de suas primeiras impressões.

    http://tudoqueeuli.blogspot.com

    ResponderExcluir