♥ A Saga de um Andarilho pelas Estrelas ♥
Ed: 01 - Ed. Multifoco

Sinopse:
Utopia pós-moderna, “A saga de um andarilho pelas estrelas” conta a história de um homem que abandona a Terra e viaja pelas estrelas, onde conhece civilizações extraordinárias. Mas o universo guarda infinitas surpresas e alguns planetas podem ser muito perigosos. O enredo é repleto de momentos cômicos e desconcertantes que acabam por inspirar reflexões sobre a vida e a existência. O livro é escrito em prosa em dez capítulos. Oito sonetos também acompanham a narrativa.


"- Que importa meu nome? (..) Não é sobre mim que vocês querem saber. É sobre o Universo."
pág. 09



Eis que enfim venho trazer a vocês a resenha desse livro que tive a oportunidade de ler em parceria com o autor Jean Pires. A lição descrita nas páginas desse livro é muito interessante e muitas coisas podemos analisar das andanças de nosso Andarilho com o que fazemos hoje aqui ainda na terra, porém, não sei se por conta da diagramação encalacrada, ou por conta das folhas brancas do livro, ou ainda pela narração escolhida pelo autor, mas a leitura se fez muito custosa para mim. O livro tem pouquíssimas páginas (158), mas não conseguia ler mais de 3 páginas ao dia.

Tudo começa com uma coletiva de impressa com o misterioso homem que caiu do céu. Ele se auto intitula Andarilho das Estrelas, um homem que resolveu largar tudo na Terra e ir vagar pelas estrelas. O mundo inteiro está louco para saber o que ele foi fazer no espaço e ele insiste ter uma bombástica revelação para a humanidade. Perguntas e mais perguntas pipocam por todo local, jornalista de batem para um local melhor para ver esse misterioso homem e ter uma pergunta respondida e é aí que ele começa a narrar sua aventura. Como desbravou os céus, como foi além da nossa Galáxia e conheceu outros povos, outra culturas e outras tecnologias.

Não há muito o que falar sobre o enredo, pois toda a narração da personagem nos desvenda o desenrolar de sua viagem e as aventuras insanas dele. Por muitas das vezes você se pega pensando se ele realmente viveu tudo isso ou é tudo fruto na mente dele, após passar pelas privações de água e comida no espaço. Momentos de lucidez e insanidade permeiam as páginas do livro e cabe a você leitor desvendar o que venha a ser toda essa aventura.

Até ai tudo bem com o enredo, o problema para mim começou quando dentro de sua narração uma miscelânea de diálogos dentro de diálogo, comentários avulsos sobre outro tema dentro de um assunto completamente diferente... Uma mistura muito louca, que me fazia voltar pra ler novamente pra ver onde é que eu estava ou para entender o que é que estava acontecendo. 

A trama foi muito bem escrita, quanto ao português, não há o que falar. O enredo escolhido, foi perfeito, realmente o autor tinha em mãos uma ótima aventura para contar, mas essa falta de organização, a falta de métrica no livro, ou falta de revisão por conta da editora, deixa tudo cansativo demais e isso faz com que o leitor passe batido nas tiradas engraçadas do livro. 
 
Há páginas e mais páginas sem um único paragrafo... haja fôlego! (rsrs)

Tirando toda essa 'sofrência' do couro, o livro é excelente! O apelo ao cuidado com a natureza, o alerta quanto a cegueira humana, sua ambição em sempre querer mais, sugando cada dia mais daquela que já definha há muito tempo, a nossa querida Terra. A abordagem do tema foi ótima, o contato com cada civilização alienígena diferente foi um baita aprendizado sobre cada um dos atos e consequências humanas e muitos momentos reflexivos também sobre a nossa própria existências e etc.

Entre trancos e barrancos a leitura é muito reflexiva e para saber qual o apelo que ele tinha a fazer para a Humanidade, você só saberá lendo essa louca aventura para o espaço.

Obra de autor brasileiro.

8 Comentários

  1. Raíssa, eu não me interessei pelo livro.
    O tema já não é um que me agrada e essa falta de cuidado com a organização me deixou meio perturbada.
    Gosto de textos bem estruturados, então pulo esse.

    ResponderExcluir
  2. Oi Ra nao curto mto esse tipo de aventura hahahah
    mais parece ser bem interessante acho que pra quem gosta do genero ele deve ser legal
    nao curto mto, mais ameei a resenha como sempre.. bjoos

    ResponderExcluir
  3. Ola a capa esta bem legal, parece ser bom essa aventura fora da terra haha
    so me parece meio muitoo maluquinho hahaha queria saber qual é essa revelaçao que ele tem a humanidade shaushau mto boa a resenha parabeeens

    ResponderExcluir
  4. Amoo essas aventuras pelas galaxias, amoo saber mais sobre a austrologia, sempre aprendemos mais com esses tipos de livros, e e isso que gosto de extrair deles, o conhecimentoo, gostei mtoo ja entrou para a minha lista.

    ResponderExcluir
  5. O livro não me chamou atenção em nada, Raíssa. Não gostei dessa premissa de um aventureiro que mora no céu e cai na Terra, que conheceu outras galáxias e povos. Não curto livros de ficção científica, eles nunca me prendem na história.

    ResponderExcluir
  6. Não gostei muito da história, aliás, livros que abordam o universo são tão zZzZzZz. Essa sua observação a respeito da estrutura do enredo também me desanimou mais ainda. Acho terrível ter que interromper a leitura para entender o que está se passando. Não funcionaria pra mim.

    ResponderExcluir
  7. Eu gostei da capa e da um pouco da ideia do livro mas não sei se o leria. Esses livros que são meio louquinhos que fazem pensar tanto não me agradam ainda mais essa parte da estrutura do texto que você falou. Não gosto muito do gênero, acho que prefiro ficar com meus romances mesmo.

    ResponderExcluir