♥ As Pontes de Madison ♥
Ed: - Única

Sinopse: O ano é 1965, e a cidade de Iowa, interior dos Estados Unidos, parece estar ainda mais quente nesse verão. Francesca Johnson, uma mãe de família que vive uma vida pacata do campo, não espera nada além dessa temporada do que o retorno dos filhos e do marido, que viajaram. Sua tranquilidade, porém, será interrompida com a chegada de Robert Kincaid, um fotógrafo de espírito aventureiro que recebeu a missão de registrar as belíssimas pontes de Madison County. Francesca e Robert comprovaram para o mundo que o valor das coisas está realmente na intensidade que elas carregam e não no tempo que duram. Casada, mãe, Francesca não deveria ter sentimentos tão fortes por esse fotógrafo. Assim como ele, um homem tão livre, nunca se viu tão preso a alguém que acabou de conhecer. E é justamente assim que as paixões intensas funcionam: é como ser atingido por um raio quando menos se espera, e, de repente, seu corpo e sua existência estão preenchidos de energia, sem ter como voltar atrás para o estado anterior. E perdemos todo e qualquer pudor ao ver que é possível, uma vez mais, encontrar espaço para dançar. As pontes de Madison dá voz aos anseios de homens e mulheres de todo mundo e mostra, por meio desse encontro fortuito e avassalador, o que é amar e ser amado de forma tão ardente que a vida nunca mais será a mesma.


"Em um universo de ambiguidade, esse tipo de certeza só surge uma vez,
não importa quantas vidas você viva."
pág. 142


Quando a editora Única anunciou uma edição comemorativa de vinte anos de um dos filmes mais famosos de todos os tempos, não pude deixar passar a chance de ler essa história que emocionou gerações até os dias de hoje. Já havia visto o filme quando era menina, mas sempre fui muito fã da Merryl (diva) Streep, então não conta muita, e confesso que o filme, apesar de ser realmente muito bom, não teve mais o mesmo efeito que li esse livro.

Eu fiz questão de ao terminar de ler, correr para assistir o filme e digo com todas as letras que a emoção de mais de uma década atrás vendo o filme foi por água abaixo, mas falarei do filme em outra postagem para não me delongar demais aqui, já que tanto obra literária quanto obra cinematográfica tem seu charme e seu valor nessa história de amor... rsrs

Robert James Waller, começa o livro nos retratando que os filhos de Francesca o procuraram para que conhecesse a história de amor de sua mãe com um misterioso homem, mas não fui procurar a veracidade do fato, não por preguiça, mas para não estragar a mitologia que criei sobre essa trama que me fez chorar como uma menininha abandonada, roubar meu ar e me fazer soluçar pelo tamanho das escolhas e da intensidade do que é vivido pelos protagonistas dessa bela história de amor.

Eu prefiro acreditar que esse amor foi real, e o autor nos leva a crer nisso, que essas duas pessoas se encontraram e descobriram a enormidade do ser criado pelo 'nós', quando somos unos em um amor capaz de sobreviver a distância, os anos, as vidas vividas e as que ainda virão a viver. Utópico? Talvez, mas gosto de imaginar que há algo assim em algum lugar nos esperando despertar e ver para, enfim, viver um amor com toda essa intensidade.

Seguindo...

Robert Kincaid sempre foi um homem misterioso, que criou e viveu seu próprio mundo desde o momento que nasceu. Divorciado, há nove anos, sente-se solitário, sabe e sente que a solidão está cada dia mais incomoda. Nunca se iludiu com o amor e nunca procurou por ele, mas sempre soube que faltava algo em sua vida andarilha. Aos cinquenta e poucos anos, lá está ele novamente em seu velho Harry cruzando os Estados Unidos em direção ao Nordeste, a caminho de Iowa para fotografar as pontes cobertas de Madson. A única coisa concreta que tem em sua vida é o trabalho como fotografo e conhecer Francesca, poderá mudar o rumo de tudo aquilo que sempre viveu e conheceu até então.

Francesca vive um casamento infeliz, não há mais prazer no convívio, não há mais romance, há apenas uma singela camaradagem e ela sabe que desde o momento que se casou com Richard e abriu mão de tudo que sempre sonhou algo dentro dela havia morrido para sempre. Sentada no pequeno balanço de sua varanda ela vê uma velha picape surgir na estrada que liga sua propriedade a estrada principal, atenta ao forasteiro que salta do veículo, algo dentro dela desperta, salta, ousa e sem ao menos pensar nas consequências segue com Robert Kincaid até a ponte próxima a propriedade de sua família.

Robert, não está interessado em aventuras, ou romance, mas há algo em Francesca, há um mistério, um sopro de vida que o encanta e mesmo sabendo estar pisando em terreno sensível decide aceitar o convite para o jantar após a breve ida até a ponte que pretendia fotografar na manhã seguinte.

Com família longe, o jantar se torna uma breve caminhada ao anoitecer e esta caminhada uma taça de conhaque antes do derradeiro adeus. Mesmo sentindo-se atraídos, eles lutam pelo que surge entre eles. Há em Robert um sabor de liberdade indescritível para o engaiolado pássaro que é Francesca, que buscou a segurança e se viu aprisionada por ela.

Mas ela desejava mais, uma breve ousadia e outro convite para jantar surge e evitar aquilo que estava traçado a muitos anos será impossível a eles.

Intenso! Emocionante! Envolvente!

Eu diria outros tantos adjetivos a esse livro, mas algo ainda ficaria de fora. Não é apenas um romance, é uma história de sonhos, liberdade, buscas, aprendizagens, encontros e escolhas. Uma lição para todo o sempre! Francesca não apenas fez a escolha mais sensata, ela escolheu seus filhos e sua família, mas sem nunca deixar de amar aquele que homem que sua alma ansiou e sonhou por toda uma vida. Eles tardaram a se encontrar, encontraram-se em um momento da vida que as escolhas já haviam sido feitas, caminhos já haviam sido traçados e ambos souberam lidar com isso, sem jamais negar ou duvidar do que haviam vivido e sentido. Simplesmente, LINDO! 

Não posso dizer nada mais sem me deixar envolver pela emoção que toma toda vez que lembro dessa trama... Sendo assim... LEIA!! Entregue-se e emocione-se!

book cover of 

The Bridges of Madison County

12 Comentários

  1. Eu não fazia ideia que o filme vinha de um livro.
    Faz muito tempo que assisti e nem lembro, mas adorei essa história de amor e fiquei com vontade tanto de ler como de assistir ao filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que li o livro, fui ver o filme... e ele já não foi lá essas coisas... rsrs... O livro é emocionante demais... muito lindo! Vale muito a pena lê-lo

      Excluir
  2. Eu vi o filme há anos atrás, e lembro que gostei muito, além de ter me emocionado. O livro ainda não li, mas com certeza é ainda melhor que o filme.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, fiquei muito emocionada com sua resenha, Raíssa. faz tempo que assisti esse filme, e lembro que gostei bastante, me fez refletir sobre escolhas de vida. Por ter gostado muito do filme é que quis ler o livro, e depois dessa sua resenha, tenho mais certeza que quero lê-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena cada segundo gasto lendo... e cada lágrima também... :)

      Excluir
  4. Eu só ouvi falar do filme, jamais passaria pela minha cabeça que na verdade trata-se da adaptação de um livro. Bom, eu ainda não vi o filme, ler o livro seria uma boa oportunidade, porque assim poderia assistir ao filme com mais clareza. Essa história parece ser muito bonita, daquelas que te faz acreditar que independente da idade, nós podemos viver um romance de filme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é ótimo... ouso dizer ainda melhor que o filme... muito mais... kkk

      Excluir
  5. Fiquei supresa com essa resenha, pois vi esse livro na Bienal no ano passado, é julguei pela capa pensando "só pela capa deve ser chato" agora com essa resenha to louca pra ler esse livro e assistir o filme. Beijos amei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Depois de ler o livro... vc só verá o filme por conta da Merryl... kkkkkk

      Excluir
  6. Não sabia que o filme tinha livro, e tambem nunca assisti o filme (agora fiquei curiosa e que assistir). Eu julgaria esse livro pelo capa mas com a sua resenha me fez mudar de ideia e ver que parece ser bem melhor do que eu imaginava. Preciso lê-lo pois estou muito curiosa do final, ja estou ate formando uns na minha cabeça haha
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prepare os lencinhos... o final é emocionante ♥

      Excluir