♥ O Voo da Estirpe ♥ - Ed: 02 - MODO Editora 
Clarice - sua mente refratária não para, buscando pelas lembranças ou sentimentos. Um dia ela se lembrará como tudo aconteceu, caso consiga acordar e se lembrar... Seu corpo está inerte. Aparentemente morta, trazia a pele fria pelo desamparo e solidão. Na boca, um tubo alimentava-a de forma robótica. No nariz, um ar mecânico enchia seus pulmões. No coração – a lembrança viva de Klaus. Na mente, experiências no estado quase-morte confundiam sua realidade, ela não sabia mais em qual parte da vida vivia - dentro ou fora do coma. Onde está ou esteve Klaus? Ele existe ou está morto ou é fruto de sua imaginação? Clarice mergulhará para buscar tais respostas; atravessará as barreiras e limites da compreensão para - encontrá-lo ou reencontrá-lo? Cabe ao leitor descobrir se é verdade ou fantasia os momentos de Clarice... Quem é Clarice?Os mortos estão entre nós? 
O voo da estirpe

Adriana Vargas anda me surpreendendo constantemente com seus livros e talvez essa seja a resenha mais entusiástica que escrevo de algo que li dela. Em todos eu tentei ser imparcial, não falar muito, mas esse aqui não tem como, vai rolar *spoiler, pois necessito abrir meu coraçãozinho. Então se você não curte *spoiler, nem continue lendo após o aviso.

 O Voo da Estirpe é aquele típico livro ame ou odeie e no meu caso, ele é o típico caso de #amodeio. Achei a mocinha tremendamente egoísta, do tipo que acha que só os problemas dela são maiores que os dos outros e o que ela fez com o Klaus, me deu vontade de entrar no livro e desligar os aparelhos que mantinham essa alma egoísta viva e matar ela de vez. Dane-se que ela estava em coma e que tudo não tenha passado de um sonho ligado a vidas passadas e almas perdidas, que tipo de pessoa é ela que até em sonho é capaz de fazer o que fez com uma pessoa que não pediu nada dela a não ser a sua presença em seus últimos momentos de vida?

Enfim... apesar das minhas criticas à personagem não consegui largar o livro que teve um deslanchar emocionante e um final surpreendente. Klaus inspira vida, mesmo estando a beira da morte e Clarice com toda a sua chatices, seus medos e auto flagelos, aprende com ele a ver as coisas de outra forma. Não achei correto o que ela fez, mas ao menos ela foi capaz de aprender com seus erros.

O Voo da Estirpe é apenas o primeiro livro de uma duologia escrita pela autora tendo como segundo livro O Túnel do Tempo. Ambas as obras são independentes, mas ler os dois dará um panorama maior da trama, creio eu.

Vamos ao que interessa. A partir daqui não há mais volta, está aberta a sessão de *spoilers, não vejo muito como spoiler, até porque o que vou contar ajudará a deixar claro o que vai rolar no livro sem necessariamente expor as emoções que contidas nele, mas como eu não ligo muito pra isso e até gosto de saber o que vai rolar em um livro, não sei como funciona essa coisa de delatar uma trama, então é melhor se prevenir caso você não goste muito deles.

Clarice é uma mulher solitária, cheia de medos, receios e egocentrismos. Perdeu o único homem a quem amou de verdade para a melhor amiga e desde então, dedica seus dias solitários a observar as pessoas a sua volta, mantendo-se afastada de tudo e todos. Escreve contos para um jornal local e mesmo se sentindo solitária. Literalmente vive no mundinho medíocre que criou e acha tudo isso muito interessante.

Passa dias sonhando com um amor, uma companhia, mas também não se dá ao trabalho de mudar a própria situação. Na verdade ela reclama, reclama, reclama, mas não muda. É quando um misterioso homem surge em sua vida, ele veste um casaco marrom e a intriga, numa perseguição ela é atropelada e entra em coma, só que Clarice não sabe disso, nem você enquanto lê o livro.

Esse homem misterioso é Klaus, um belo sedutor decidido a mostrar para Clarice os caminhos que ela deve seguir. Sem saber que está em coma, Clarice decide procurar o homem com quem passou uma tórrida noite de amor e descobre que ele está na fase terminal de um tumor no cérebro.

Klaus é um espirito livre, que aprendeu com sua doença e suas dores a importância de viver cada dia de uma forma única e inesquecível. Está disposto a resgatar a alma de Clarice, porém ela terá de abrir o coração para ele antes que o tempo de ambos se acabe.

Clarice tem medo de amar, tem medo de sofrer após a partida de de Klaus, mas após se deparar com a deprimente situação em que aquele homem se encontra ela decide enfim se abrir ao belo sentimento que há entre eles.

Só que Klaus não está ali apenas para trazê-la de volta a vida no mundo real, ele está em seus sonhos para lhe mostrar a verdade, a verdade sobre ambos o destino que os aguarda e que os aguardou por toda a eternidade.

O sonho de Clarice é a reprodução do que ela e Klaus viveram um dia, há muitos anos atrás e ele estava ali para guiá-la de volta a vida, sua missão era trazê-la de volta a realidade para que enfim eles concretizassem aquele amor fadado a caminhar de mãos dadas pela eternidade.

Em seu último suspiro Klaus instrui Clarice, ela precisa saber o que a aguarda, precisa conhecer a verdade e precisa saber quem a guiará até seu amado. Ela tem de encontrar Enzo, pois ele mostrará o caminho até Klaus.

Mas quem é Enzo? Como ela o encontrará? E mais uma vez Klaus lhe mostrará o caminho que deve percorrer dentro de seu sonho, para buscar as respostas que precisa. Clarice tem de se encontrar, se conhecer e se libertar com as experiências adquiridas com Klaus, pois sua libertação a trará de volta a vida, ela tem de se decidir e sua escolha é entre a vida ou a morte.

O livro nos mostra a libertação de uma alma, o renascer de uma pessoa perdida e a grandeza de um amor eterno. Estou perdidamente apaixonada por Klaus, encantada com Enzo e só lendo você poderá entender a grandiosidade da existência de ambos na vida de Clarice.

Vejo-os como anjos, guias, cura e libertação, possuídos por um sentimento único, puro e poderoso o amor por Clarice. Convido-os a embarcar nesse voo e se embriagar nas lições dadas por esses rapazes tão especiais criados pela Adriana, garanto que você irá se emocionar e se apaixonar novamente pela vida.

Compre: AQUI 

13 Comentários

  1. Tipo assim...adorei a sinopse...mas acabei não lendo a resenha por causa do alerta de spoiler! rsrsrsrs
    Achei superinteressante e tenho vontade de ler...por isso não tive coragem de continuar a ler a resenha...pois gosto de surpresas...
    assim que conseguir ler, volto e comento o que achei e sobre a sua resenha!rsrs
    beijosss

    ResponderExcluir
  2. Meu bem, vc como sempre arrebatando meu coração de escritora indecente. Guria talentosa, se prepara para Enzo kkkkkkkk. E terá mais odios cultivados em O Tunel do tempo,kkkkkkkk, Adoro essas minhas leitoras.

    ResponderExcluir
  3. Ai meu Odin! Mais ódio? Vou cometer um livrocídio... kkkkkkkkkkkkk
    Já vou preparar meu coração, para aguentar o coração partido do Enzo...
    Ô dó... ô menino bonzinho e lindo e romântico e tudo de bom...
    Fico feliz que tenha gostado Adriana, ainda estou remoendo inconformada as Clarissices da Clarice, será que tudo que ela viveu não valeu de nada? Curiosíssima com O Túnel do Tempo agora... rsrs

    ResponderExcluir
  4. Oi Raíssa, ai que ódio que eu não li ainda. Acho que vou colocá-lo aqui do meu lado para acelerar a leitura.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  5. Ta precisando de um puxão de orelhas, D. Rose.

    ResponderExcluir
  6. Hahaha eu não tenho problemas com spoiler, então vou ler a resenha o/

    Hehehe Raíssa indignada com a "mocinha".

    Caraca caraca caraca, eu nem imaginava que seria uma história assim *_* Só que pelo visto em algumas partes meu coraçãozinho vai ficar apertadinho e em outras muito revoltado com a Clarice hehehe

    Fiquei muito a fim de conhecer o Enzo e o Klaus *_* Colocar na minha lista de livros que pretendo comprar ou ganhar *_* Realmente um história diferente, curti muito!

    Adoro as suas resenhas!

    Beijos
    Babih Hilla.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito da sinopse
    Será que Klaus existe ou ela é uma louca de pedra? kkkkkkkkk
    Tenho certeza que será uma linda história,já entrou pra minha lista!

    ResponderExcluir
  8. Eu ainda não li "O Voo da Estirpe", mas como já li o segundo dessa duologia e gostei bastante, acho que se eu ler o primeiro vou gostar ainda mais da história e dos personagens.
    Já peguei a Clarice numa fase menos egocêntrica, então não conheço esse lado "chatinho" dela.

    beijos
    http://www.confraria-cultural.com/

    ResponderExcluir
  9. Hahahaha que isso menina querendo matar a mocinha, hehehe, mas realmente ela parece que causa esse tipo de reação na gente, eu ainda não li esse livro, na verdade eu ainda não li nada da Adriana Vargas, ok me condene hehehe, mas tenho muito curiosidade em conhecer suas obras, não li a resenha toda, pois não gosto muito de spoiler, pois eles me deixam louca para começar a ler o livro naquele instante, mas pelo que vi, o livro é muito bom, e eu vou amar, e odiar como você hehehe adorei a resenha, parabéns, e a capa do livro é linda né.
    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  10. UAU! Que história, hein? Adorei a resenha, a história, a capa. Só fiquei receosa a respeito da protagonista, acho que também iria odiá-la. Haha Realmente fiquei muito curiosa a respeito do desfecho desse livro. Outro aspecto que gostei, foi o fato dos livros poderem ser lidos independentemente.

    ResponderExcluir
  11. Não li a resenha por conta da palavrinha mágica "spoiler", apesar de vc ressaltar que isso ajudaria os leitores no entendimento da trama, mas como pretendo ainda lê-lo prefiro não arriscar... ainda bem que vc avisa que tem spoiler pq esses dias li um do tamanho da Terra num blog aí.

    ResponderExcluir
  12. Ainda não conhecia essa duologia, mas o enredo da história não me chamou tanta atenção. Parece ser bom, mas ainda não lerei por enquanto.

    ResponderExcluir
  13. Eu realmente estou me apaixondo por autores nacionais eles
    realmente fazem um otimos trabalhos em historia !
    Não conhecia este livro ainda mais achei que tem
    uma historia que chama atenção e despertar um curiosidade na leitura

    ResponderExcluir