♥ Amante Eterno ♥ Ed:  - Universo dos Livros
Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra. Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo para todos à sua volta. Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater a sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama...
Amante Eterno
(Este livro é recomendado para maiores de 18 anos)

Dizem que após o primeiro não conseguimos mais ficar sem os Irmãos e acho que essa é a mais pura verdade da vida. Não consigo aceitar que demorei tanto para tê-los e após o termino de Amante Eterno, já estou com louca para ler o próximo, que contará a estória do Zsadist que me surpreendeu neste segundo volume da série.

Antes que eu continue a falar sobre a Irmandade, já vou avisando que haverão muitos spoilers nas palavras subsequentes, não há como falar desse guerreiros sem que haja spoiler. Eles são deliciosamente criveis e intensos para que todas as suas ações sejam encobertas. Então se você não leu Amante Sombrio, clique no título para conhecer o livro anterior e ter um primeiro contato com alguns termos criados pela autora, a guerra citada anteriormente continua nesse livro.

Novamente J. R. Ward me surpreendeu, se eu já me vi perdidamente apaixonada pelo Wrath (que será meu amor eterno) acabei sendo arrebatada pelo Rhage e sua besta. No volume anterior eu achei ele muito fofo e divertido. O estilo bonachão que não deveria ter de conviver com uma maldição, porém esse é o grande 'Q' da questão. Se não bastassem os problemas que ele tem normalmente com o dragão que ele tem dentro dele, ele se encontra irremediavelmente apaixonado por uma mulher em estado terminal.

Mary, é uma mocinha encantadora, só no mundo, tem leucemia e não perde tempo com mimimi. Mary cuidou sozinha da mãe e a viu morrer, anos depois lutou sozinha contra a leucemia e conseguiu estabilizá-la, porém quando ela acha que enfim poderá ter uma vida normal ela tem de fazer novos exames e desta vez não há quimioterapia que vá ajudá-la. Mary tem poucos meses de vida e lida de forma lógica com todas as revelações que surgirão no decorrer da trama.

Não houve uma parte sequer deste livro que não me tenha arrancado lágrimas. A autora mescla o drama e o romance pessoal das personagens principais com as outras personagens envolvidas na trama de forma que você já tem uma ideia sobre qual dos Irmãos será o livro seguinte.

Como disse, Amante Eterno é o segundo livro de uma série que agora tem 12 livros, sendo que o último foi lançado esse mês no exterior e conta mais uma estória do Wrath agora como Rei, tentando resolver as coisas. Cada um dos livros apresenta mais de 500 páginas, porém a leitura é tão fácil e tão prazerosa que  você acaba lendo cada um deles como se tivesse menos de 200. Enfim os Irmãos são:
  1. Amante Sombrio; 
  2. Amante Eterno; 
  3. Amante Desperto; 
  4. Amante Revelado; 
  5. Amante Liberto; 
  6. Amante Consagrado; 
  7. Amante Vingado; 
  8. Amante Meu; 
  9. Amante Libertada; 
  10. Amante Renascido; 
  11. Amante Finalmente;
  12. The King (2014)
*** AQUI PODE CONTER SPOILERS - CUIDADO! ***

Rhage é insuportavelmente lindo. Louro, alto, atlético, tudo que uma mulher poderia desejar em sua cama e muito mais. Ele é o Rei dos Sonhos Eróticos de qualquer mulher, porém, ao contrário do que todos acham, ele não gosta de ser lindo, ele não curte ser pegador e tem medo de se apaixonar e machucar a mulher que ama com sua maldição. Ele vive esse tormento, esse medo eterno de que ele pode machucar as pessoas a quem ama e para controlar a besta sai para as noitadas para tentar dominar sua maldição com sexo vazio.
 
Em uma dessas noites de alívio ele acaba se transformando no dragão e para seu desespero sua recuperação é muito lenta. É quando em um de seus momentos de cegueira ele sente o cheiro de Mary, uma humana de voz límpida e hipnótica para ele. Ensandecido, ele precisa de mais, porém a está assustando. Não sabe o porque de uma humana estar dentro do QG dos irmãos, muito menos porque estar perto daquela desconhecida lhe era tão prazeroso e inquietante. Ele precisa de mais daquela mulher e será capaz de fazer tudo para conseguir mais algumas horas com ela.

Mary, dedicou sua vida a saúde da mãe, ao trabalho com crianças autistas e agora além do trabalho no escritório de advocacia entrega suas noites ao trabalho voluntário em uma rede de atendimento telefônico a suicidas. Ela passou sozinha pelo intenso tratamento de leucemia e sabe o quanto as pessoas necessitam de esperança e bons motivos para viver e seu objetivo é mostrar isso a elas. 

Todas as noites ela recebe uma ligação silenciosa, onde apenas ela conversa. Todas as ligações daquele número são sempre dessa forma, porém ela não se sente intimidada, mesmo que a policia tenha ido averiguar o telefone publico de onde elas vinham ela não tinha medo da pessoa que estava ligando para ela.

É quando ela recebe a visita do seu misterioso e silente telefonema. John Mathew é um simpático rapaz que tomou para si a responsabilidade de cuidar de Mary, ele é mudo, não é do tipo muito forte e tem seu próprio inferno pessoal. Mary e John, não sabem a verdade, mas Bella a vizinha de Mary sabe que John é um jovem vampiro em fase transição. Ela também é uma vampira e toma como responsabilidade informar a Irmandade sobre o rapaz com alma de guerreiro.

Só que para falar com John eles precisam de Mary como tradutora de sinais e ela acaba indo parar dentro do lugar mais estranho que já havia visto. Não se parecia em nada com uma academia de artes marciais, mas se aqueles homens enormes fossem ajudar o jovem John, então ela seria capaz de relevar a estranheza para poder cooperar com uma melhora de vida para o jovem.

Enquanto esperava para ser apresentada ao comandante do local ela é abordada por uma muralha de músculos. Um homem belíssimo que a prende na parede e a obriga a falar coisas sem nexo. Aquilo era muito estranho, porém mais estranho ainda era não se recordar do ocorrido e ter de ir a um encontro às escuras com o misterioso amigo de Bella.

Mary nunca foi uma mulher bela, sempre fora normal, de rosto normal, beleza mediana. Não tinha nada que pudesse atrair um homem com duzentos quilos de puro músculo e sex appeal. Sem falar que os tratamentos da leucemia não haviam ajudado em sua beleza, presenteando-a com cicatrizes pelo corpo, uma pele sem viço e um cabelo castanho sem brilho. Então, quando aquele belo homem descomunal vem adentrando o restaurante, ela nem perde tempo achando que ele era o seu encontro daquela noite... não poderia estar mais enganada. Rhage só tinha olhos para ela.

Alguma coisa na voz de Mary acalmava a besta dentro de Rhage, alguma coisa em Mary acalmava o próprio Rhage e mesmo sabendo que ele não deveria ficar com ela, ele precisa vê-la mais e mais vezes. Logo de inicio Mary fica um pouco arredia, claro que ela deseja aquele homem lindo de viver eternamente, porém o que um homem como aquele iria querer com ela?

Porém quando as coisas com os redutores se complicam não resta a Rhage outra opção a não ser tomar Mary sob sua proteção. Ela já sabe sobre o fato dele ser um vampiro e ele será capaz de dar a vida para salvá-la de seus inimigos.

Durante o decorrer da trama Rhage e Mary vão se descobrindo, se amando, aprendendo a lidar com o mundo lá fora e os problemas entre eles. Rhage, apesar da fachada de garanhão, é romântico, dedicado, protetor que em um momento de desespero faz uma barganha com a Virgem Escriba para que a mulher que ele ama possa viver, mesmo que sem ele.

Chorei horrores com o livro como a parte da primeira noite da Mary e do Rhage que ela se esconde dele por ter vergonha do corpo coberto pelas marcas do tratamento; ou ainda, na parte em que o Wrath o abraça e diz que tem orgulho de chamar Rhage de Irmão. Ri litros com os momentos 'clube-do-bolinha' entre os Irmãos, essa camaradagem, esse espírito de honra que eles irradiam me emociona, me diverte, me encanta. O cuidado, a preocupação que cada um tem com aqueles que lhes são caros é algo muito legal que mexe muito comigo e talvez seja esse o encanto que encontro nas páginas dos livros da Irmandade, não é o erotismo que me atraí no livro, apesar de haver muito, é essa coisa, essa química que há entre todos eles que me hipnotiza. 

Acho que minha resenha resumi o que eu sinto por essa série e com tudo que eu disse já deixei claro que recomendo a leitura de cada um dos Irmãos.

É simplesmente impossível não se encantar com essa Irmandade! 

É impossível não amá-los intensamente! Eles são deliciosamente encantadores!

book cover of 

Lover Eternal

8 Comentários

  1. Do primeiro até a metade do terceiro eu achei a série fodástica, ótima, linda, tudo, mas, a partir daí, aconteceram coisas chatas que eu achei que a autora poderia contornar em vez de colocara tragédia em tudo... algumas tragédias eram impossíveis de se mudar pq histórias ficariam sem sentido, mas alguma ali Ward poderia ter deixado passar.

    ResponderExcluir
  2. Eles são deliciosos mesmo, kkkk, preciso voltar a ler esta série, parei no volume 4.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Preciso ler e vc sabe bem o porque!!!

    ResponderExcluir
  4. Bom, como não li o primeiro,mas gostei muito da resenha! A trama parece ser muito boa...e muito emocionante
    É uma coleção bem grande essa...tanto em quantidade de títulos quanto em páginas né!

    Achei legal a história dos dois...e fiquei curiosa por essa batalha de vampiros...
    vou ter que ir atrás do primeiro para poder continuar a história sem em perder...rsrs

    Bjsss

    ResponderExcluir
  5. primeiramente, desculpa pela demora de ler esta resenha, fikei mal a semana toda D: muito ruim mesmo :s estava tão ruim e nem queria ver o computador tão cedo SHAUIHSUIAHSUIAHUISHAUISHUIAHSUIAHUIHSAU mas assim q cheguei no trabalho e liguei o pc fui direto na sua resenha *-----*
    sempre me encantando com cada livro q vc descreve *-* ficando com agua na boca *-* parece muito fascinante a história, estou um pouco lenta por causa dda gripe, acho q por isso algumas coisas não entendi, mas enfim, creio q vou entender melhor qndo ler o livro *----* pois é o q eu quero DDD: mas por enqnto é apenas vontade e desejo :/
    confesso q esses tipos de vampiros não me atrai muito #VouApanharAgora
    HSUIAHUSIHAUISHUAIHSUIAHUISHAUHSUAIHSUIHUAISA
    quero ler pela história, pelo romance é até pelo erotismo, shauihsuiahuishauishuiahsuaihsuahsuai creio q até eu chegar nessa série já vou ter lido muito erotismo, mas por enqnto sou virgem dessa categoria :x HSUIAHUHSUIAHUISHAUIHSUAHUSHAUIHSUIAHSUIAHSUIAHSA
    Bom é isso!!!1 Ameeei a Resenhaaa!!! Pode me marcar sempre qndo lançar uma resenha nova *----* vou amaaar!!!!!

    Beijãooooooo

    ResponderExcluir
  6. Adoro ver a euforia da maioria de vocês aqui no blog.
    Fico muito feliz *_______*

    ResponderExcluir
  7. O povo faz a maior propaganda dessa série que eu ainda não li. Peguei o livro, várias vezes, na mão na biblioteca, mas faltou algo para eu levar pra casa hehehe.

    "Ri litros com os momentos 'clube-do-bolinha' entre os Irmãos [...]", eu amoo livros que tem isso, tem uma série da Nora Roberts assim, é muito amor *_*

    Mas, se arrancou muitas lágrimas eu fico com um pouco de receio hehe (tenho pavor disso hehe).

    Adoro suas resenhas >.< empolgantes e bem detalhadas >.<

    Beijos
    Babih Hilla.

    ResponderExcluir
  8. Perca esse medo Babih... a melhor coisa que um leitor pode conseguir de um livro além do conhecimento e entretenimento são as emoções contidas nele... se o livro não mexe cmg, seja chorando ou dando raiva, pra mim não presta... kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir