♥ Tigana ♥ - Ed: 01 - Saída de Emergência
Tigana é uma obra rara e encantadora onde mito e magia se tornam reais e entram nas nossas vidas. Esta é a história de uma nação oprimida que luta para ser livre depois de cair nas mãos de conquistadores implacáveis. É a história de um povo tão amaldiçoado pelas negras feitiçarias do rei Brandin que o próprio nome da sua bela terra não pode ser lembrado ou pronunciado. Mas anos após a devastação da sua capital, um pequeno grupo de sobreviventes, liderado pelo príncipe Alessan, inicia uma cruzada perigosa para destronar os reis despóticos que governam a Península da Palma, numa tentativa de recuperar um nome banido: Tigana. Num mundo ricamente detalhado, onde impera a violência das paixões, este épico sublime sobre um povo determinado em alcançar os seus sonhos mudou para sempre as fronteiras da fantasia.
Tigana

Momentos como este me fazem pensar em como poderei falar de um livro da intensidade de Tigana. Um livro que foi além do imaginável e ganhou outro prisma diante da minha visão de sua trama. Feliz, ou infelizmente, Tigana, que lá fora fora lançado em um único volume, foi dividido em duas partes aqui no Brasil, portanto muitas coisas que ainda estão um pouco vagas ao termino desse livro só serão esclarecidas no ultimo volume que ainda está para ser lançado. 

As duas partes da trama foram divididas em:
  1. Tigana: A Lâmina na Alma;
  2. Tigana: A Voz da Vingança; (que será lançado esse ano pela Saída de Emergência)

Guy Gavriel Kay escreveu uma fantasia épica repleta de nuances mágicas, bem fora do que estamos acostumados a encontrar, um livro adulto, de personagens fortes e expressivos. Apesar da trama ser muito descritiva e dos poucos diálogos não pude conter minha ânsia para saber cada vez mais sobre esse mundo e seus protagonistas tão determinados a salvar não apenas a memória de uma cidade, mas a dignidade de uma nação. A intensidade de seus personagens faz com que você sinta na pele seus sentimentos mais controversos e até mesmo seu orgulho e seu amor pela cidade natal.

A estória é narrada diante da visão de vários personagens diferentes. Começa dezoito anos antes da busca pela liberdade e vai de um personagem a outro sem perder o foco do que está se desenrolando, nos mostrando personagens cada vez mais fortes e decididos. Os tiranos, por mais  bárbaros e sanguinários que sejam lá no fundo tem sua humanidade, seus amores, suas dores. Nossos heróis por sua vez, não tem nada de heróis, são tão humanos e falhos quanto nossos 'vilões' o que torna todos os personagens da trama críveis.

Acredito ainda que Tigana vai muito além da liberdade de um povo ou o renascimento de um nome. Em suas entrelinhas temos temas muito mais complexos e, talvez, ainda mais importantes que a liberdade da cidade esquecida. Honra, amizade, esperança, determinação, sacrifícios e  fé. Muita fé nos é passada pelas páginas deste livro, e não é a fé que estamos acostumados, é uma fé muito mais importante, um poder imensurável que só pode vir de dentro de você, da sua determinação e da sua vontade de fazer algo.

No passado Tigana foi uma gloriosa província da península de Palma onde homens orgulhosos tinham prazer em serem chamados de tiganeses. Porém quando se viram ameaçados pelo mago Brandin de Ygrath tomaram as armas e venceram a primeira grande batalha matando assim o filho do mago tirano. Tomado pela ira e pela sede de vingança, Brandin resolve tomar Tigana e apagar a memória daqueles que mataram seu filho. Calar o orgulho e matar todos aqueles que mataram seu amado filho.

Dezoito anos após Tigana ter sido apagada da memória de praticamente todos os habitantes da península. Dois homens que tem guardados dentro de si a verdade, buscam por homens e mulheres capazes de ouvir o nome de sua cidade natal. Eles buscam pessoas, que como eles, anseiam pela liberdade e o renascimento de Tigana, são eles Alessan e Baerd, filhos dos dois homens apresentados no inicio do livro.

Tudo começa a se desenrolar no velório do velho duque de Sandre que não aguentava a tirania de Alberico de Barbadior, outro mago que lidera com tirania as demais terras de Palma, mantendo assim uma tênue linha entre os poderes dele e os de Brandin de Ygrath. Derrubar um deles do trono é permitir que o outro domine e todos estão de acordo que exterminar ambas as mãos tirânicas da península é a única solução para uma península livre. E ambos os tiranos vão vendo seus dias de tirania terminarem de forma lenta e tão poderosa quanto a magia que há neles.

Enquanto segredos vão sendo revelados, mortos ressurgem das tumbas e uma cidade volta a pulsar em segredo na memória de alguns poucos patriotas e toda a trama vai se desenrolando de forma coerente e arrebatadora. A cada virar de página é uma surpresa diferente, um detalhe a mais que espero ser maestralmente atado no final do último livro. 

Que eu esperava uma ótima leitura já era sabido desde que li sobre o livro na primeira edição da Revista BANG!, mas nada pode me preparar para o que as páginas desse livro tinham guardadas para mim. Estou simplesmente arrebatada pela trama e mal vejo a hora de ver onde essa rebelião terminará. 

Eu gostaria de revelar cada um desses segredos a vocês, mas acho que a magia deste livro está na surpresa de cada descoberta entre essas páginas o bem escritas e amarradas. 

Se prepare também e deixe que o nome de Tigana seja como lâmina em sua alma... E que venha A Voz da Vingança, pois já estou preparada para ouvi-la

book cover of 

Tigana

11 Comentários

  1. Nossa...muito bom saber que esse livro causou tanto agrado. Estava lendo sobre ele e não imaginava que teria essa repercussão. Não é o tipo de livro que estou acostumada a ler...magias e tal...mas a sua resenha me deixou muito curiosa...
    Quem sabe uma leitura nova para mim. Obrigada pela dica!
    :)

    ResponderExcluir
  2. Nossa é muito bom Adriana, é um pouco complicado o inicio pois é cheio de nomes diferentes num mundo completamente diferente do nosso, mas quando enfim a leitura engrena é uma surpresa atrás da outro, é uma pena que só terá sua continuação daqui 3 ou 4 meses... estou ansiosa para saber como irá terminar.
    Boa leitura :)

    ResponderExcluir
  3. Ai está um livro que eu queria conferir a resenha
    para ver se é a história é boa, pois o nome chama
    muita atenção.

    Por que eles dividem as obras? T_T Mais lucro? Deixarem
    os leitores exasperados e ansiosos? Conveniência?

    Poucos diálogos? Hum... não curto livro muito
    descritivo.

    Tiranos com certa humanina acabam, muitas vezes, sendo
    mais interessantes que os próprios "mocinhos".

    Achei bem interessante até, só um pouco preocupada
    com os poucos diálogos hehe não tenho muita paciência
    com muita descrição.

    Beijos
    Babih Hilla.

    ResponderExcluir
  4. As descrições são necessárias, pois apresentam o mundo criado, as crenças, a cultura do lugar... rsrs... mas em nada faz da leitura cansativa, pois o mundo criado pelo Guy é muito dinamico e cheio de mistérios... eu tbm não gosto mt de descrições, porém o livro me encantou.

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que você não revelou nada mesmo, pois fiquei muito curiosa e empolgada para ler este livro. A capa me lembrou muito a de Assassin's Creed, comecei a ler a postagem pensando nesta série.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Ai Rose o livro é muito bem... nossa *_*
    Se eu pudesse falaria muito mais, mas não dá... rsrs

    ResponderExcluir
  7. Parece ser muito bom, mas não é um livro q me chama atenção :s gosto é gosto né? HSAUIHSUAIHSUIAHSUAHUSHAUSHAUI *----*

    ResponderExcluir
  8. Verdade Stella cada um tem um gosto e isso que é legal, mas o livro é ótimo mesmo ♥ rsrs...

    ResponderExcluir
  9. Pelo que pude notar a historia e bem rica d detalhes e contextos, gostei espero poder ler logo !

    ResponderExcluir
  10. Este é um dos livros que a principio não me chamaria a atenção (magia), mas em função das boas descrições, acredito que seria seduzida pela narrativa. Você economizou informações nesta resenha heim? Fiquei curiosa!!!!! bj

    ResponderExcluir
  11. Olha, comecei esse ontem e, apesar de ainda estar no comecinho, to gostando muito e curiosíssima pelos segredos que vc mencionou, mas que, graças a Deus, não revelou hahahahahahahah

    ResponderExcluir