♥ Ladrões de Elite ♥ Ed: 1ª - Arqueiro 
Quando tinha 5 anos, Katarina Bishop distraiu os guardas da Torre de Londres para que o pai pudesse roubá-la. Aos 7, ela ouviu o tio Eddie planejar a interceptação de 80% do caviar do planeta. Quando fez 15 anos, Katarina armou um golpe por conta própria - um esquema para entrar no melhor colégio interno dos Estados Unidos e deixar para trás os negócios da família. Só que trocar de ramo e ter uma vida normal acabou sendo mais difícil do que Kat esperava. Hale, seu amigo charmoso, bilionário e antigo comparsa, logo aparece para levá-la de volta à realidade da qual ela havia se esforçado tanto para fugir. Mas é por um bom motivo: uma inestimável coleção de arte de um temido mafioso foi roubada e ele quer recuperá-la, custe o que custar. Somente um mestre do crime poderia ter realizado essa proeza e o pai de Kat é o único suspeito, embora insista em negar qualquer envolvimento. Encurralado entre a Interpol e um inimigo assustador, ele precisa da ajuda da filha. Para Kat, só existe uma saída: encontrar os quadros e roubá-los de volta. Não importa se parece impossível, se ela não tem pistas do ladrão e se o prazo é de apenas duas semanas. Com uma equipe de adolescentes talentosos e uma mãozinha da sorte, Kat está determinada a realizar o maior golpe da história da família e provar que jamais a abandonou.
Ladrões de Elite

Fui completamente enganada pela capa deste livro, juro! Achei o nome super legal e fui ler a sinopse e me encantei, mas não fazia a menor ideia de que se tratava de livros sobre adolescentes (eca). A sinopse faz alusão ao fato de Kat, uma ladra, ser ajudada por um grupo de adolescentes, mas não que ela era uma menina de quinze anos que encabeçava o grupo, porém o livro é bom, muito bom e já vou explicar o porque.

O livro não se trata daquela mesma fórmula de sempre (adolescentes + colégio + Bulliyng = Romance Retardado), sim, algumas coisas são surreais nesse livro, mas o desenrolar é interessante e quando grandes obras de arte desaparecidas na Segunda Guerra Mundial entram em cena, aí sim minha atenção na trama triplicou.

Ally Carter é autora da série Garotas Gallagher, que foi comprada pela Disney e irar virar filme,  Ladrões de Elite também teve seus direitos adquiridos pela Warner e tem lançamento previsto para 2014 do filme (espero que eles não transformem os personagens dessa trama naqueles adolescentes retardados das séries de TV norte americanas).

Heist Society ou Ladrões de Elite é uma série literária composta de quatro livros, tendo apenas o primeiro volume editado no Brasil pela Arqueiro, por enquanto. A ordem de leitura é:
  1. Ladrões de Elite
  2. Uncommon Criminals; (não publicado no Brasil)
  3. Perfect Scoundrels; (não publicado no Brasil)
  4. Double Crossed; (não publicado no Brasil)
Eu realmente achei o livro muito bom, super diferente do que estou acostumada a pegar para ler e no quesito ladroagem esses meninos aqui são expertos. Algumas coisas, no enredo ficaram meio desconexos, como o fato de um cara com o Hale, bem nascido e bilionário, ter entrado para esse grupo, mas isso acho que será respondido nos demais livros e pode ser relevado pelo fato dele ter uma quedinha pela Kitty Kat. Mas meu cérebro ficou meio que em curto com o fato dessas sete crianças andarem pelo mundo totalmente sozinhas e o fato dos pais deles aceitarem numa boa a mentira que eles inventam, isso para mim foi um pouco surreal, relevei, continuei lendo e tive uma grata surpresa.

Kat é filha de ladrões, nascida numa conceituada família.. adivinhem só... de ladrões. Só que Kat está cansada de ser ladra e decide levar uma vida normal, nem que para isso ela tenha de fazer um último golpe para entrar em um conceituado colégio interno. Três meses após entrar no colégio ela é injustamente acusada de ter roubado o carro do diretor e tê-lo atirado no chafariz da escola. Ela tem certeza que aquilo tudo foi uma armação para tirá-la de lá e ver Hale, seu belo amigo dentro da limusine que ela usará para partir só confirma suas dúvidas.

A questão vai muito além de uma simples trama para a sua expulsão, a família precisa de Kat, seu pai está sendo acusado injustamente de um roubo e só Kat poderá ajudá-lo. Cinco quadros desaparecidos desde a Segunda Guerra Mundial, foram roubados da fortaleza de um temido mafioso italiano e Kat tem treze dias para fazer o pai devolvê-las ao dono.

Kat tem certeza da inocência do pai e só lhe resta uma alternativa, roubar do verdadeiro ladrão para devolver ao mafioso, só que essa pessoa é um mistério, um nome, um mito que será capaz de esconder dentro do museu mais bem guardado de toda a Inglaterra, obras únicas, desaparecidas e incrivelmente valiosas. Kat e seus amigos terão um árduo trabalho, pois ninguém nunca invadiu o Henley, até o dia em que Romani, o misterioso ladrão deixou lá dentro as peças que ela procura para livrar o pai da morte certa.

O dia da entrega está próximo, Kat terá de ir contra o próprio tio e contra os princípios da família, sem falar na Interpol que está no encalço deles e provavelmente infiltrado dentro de sua própria equipe.

Ladrões de Elite se mostrou uma deliciosa distração, é divertido, fácil e rápido de ler, é perfeito para quem está querendo começar a cultivar o hábito da leitura, pois tem uma linguagem fácil e uma trama muito bem trabalhada. Que venham os outros livros dessa série (espero que a Arqueiro os publique), pois estou louca para saber em quais aventuras esse jovem grupo irá se meter.

capa do livro Heist Society

6 Comentários

  1. Assim como vc, também achei que fosse totalmente diferente esse livro. Lendo sua resenha, percebi que estava enganada.
    Achei estranho o fato de crianças serem grandes ladrões e fazer grandes roubos...mas como vc disse que é bom...não custa experimentar uma leitura diferente e quem sabe, mudar minha opinião também!

    ResponderExcluir
  2. Algumas coisas são bem furadas, mas a trama é legal... É leve e divertido, ótimo pra quem ta começando a ler, pois é bem facil de ler...

    ResponderExcluir
  3. Kitt Kat, esse nome me lembra chocolate...

    Eu estava louca para ler este livro, mas perdi
    um pouco a vontade após ler a sua resenha, realmente
    algumas coisas parecem surreais.

    Mas gostaria de saber como acaba essa história hehe

    Faz um tempinho que esse livro foi lançado aqui e ainda
    não ouvi rumores da continuação.

    Adoro essa capa.

    Beijos
    Babih Hilla.

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkk.... eu tbm me lembrei do chocolate, mas o livro não é ruim. Não é uma grande obra, mas é um bom entretenimento; Infelizmente nem a editora sabe quando vai comprar a continuação;;; rsrs

    ResponderExcluir
  5. HSUAHSUIAHUISHAUISHUIAHSUIAHSUIA ééé espero mesmo q o filme não seja com aqueles atores mirins que nem sabem atuar direito :p HSUIAHUISHAUISHUAIHSUIAHSUIAHUSIHAUISHUAIHAUI nossa a capa do livro também não me chamou a atenção, acho q esse livro é perfeito para o ditado "nunca julgue o livro pela capa" SUIAHUSIAHUISHAUIHSUIAHUSIHAUISHAUI q história fascinante, por mais q não tenha me chama muita atenção fica a curiosidade de saber como ela conseguirá inocentar seu pai, para mim o que conta, além da história é a criatividade do autor para escrever o fim, só me sinto satisfeita se o fim me surpreeender *------* mas para um começo de história já está na minha lista *------*

    ResponderExcluir
  6. Eu fui super enrolada pela capa desse livro, peguei ele pra ler 2x e desisti pq vi que era de adolescentes, mas me forcei um pouco mais e me surpreendi, é uma ótima pedida pra quem ta começando a ler agora... Não é o melhor livro que li na minha vida, mas é bem legal a forma como eles desvendam tudo apesar das coisas ilógicas que acontecem :)

    ResponderExcluir