♥ Carrie, A Estranha ♥ Reedição de Bolso da Ponto de Leitura
Carrie, a Estranha narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente. Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos. Com tantos ingredientes de suspense, Carrie, a Estranha logo se transformou num enorme sucesso internacional e passou a integrar a mitologia americana. Ao ser transportado para as telas, em 1976, pelas mãos de Brian de Palma, teve a atriz Sissy Spacek e John Travolta em seus papéis principais.

Bem, para quem nunca havia lido nada de King e o pouco que conhecia vinha de uma vasta lista de filmes assistidos várias vezes, em menos de três meses já tenho uma coleção razoável de livros dele e uma paixão infinda pelo jeito despojado e inebriante que ele tem para escrever.

Já havia assistido o filme da Carrie (primeira versão) várias vezes e sempre curti muito, não apenas pelo fato de sentir minha alma lavada com a morte de todos aqueles animais que a zuaram e a humilharam, acho que todos que sofreram de Bulliyng na escola sabem o que ela passou e sentem um pouco de empatia por ela e até mesmo desejariam seus poderes de telecinesia, não para destruir a cidade, mas para pelo menos assustar aqueles que te sacanearam na escola. Eu gostaria e muito de ter os poderes da Carrie, porém não gostaria da loucura e a esta eu culpo a mãe de Carrie, uma carola louca, fanática, nojenta que destruiu o que a filha tinha de humanidade em nome da religião.

Então, com a estreia da nova versão (que não convenceu a ninguém), decidi ler o livro (estava na hora). O livro tem apenas 290 páginas, é bem curtinho, porém é maravilhosamente bem escrito. King escreveu este livro em uma fase turbulenta de sua vida (ele conta um pouco sobre no prefácio do livro), na verdade Carrie era um conto, algo curto que pudesse ajudá-lo a comprar remédios para seus dois filhos pequenos, porém ele não conseguia sintetizar as lembranças de seu passado em algumas poucas linhas e um livro estava fora de cogitação. King jogou no lixo os primeiros manuscritos de Carrie, A Estranha e foi sua esposa quem resgatou a ideia em meio as guimbas de cigarro e o incentivou a continuar, então, nasceu sua primeira publicação, seu primeiro livro, o livro que o levou do apertado e quente trailer de uma lavanderia para o topo da lista dos autores mais vendidos dos EUA.

Se King chegou as nossas estantes... devemos muito a sua esposa Thabita. Muito obrigada!

Stephen trouxe muito da sua vida para o livro, como a data de nascimento dele para o nascimento da própria Carrie, a imagem de duas amigas 'estranhas' dos tempos do colégio, o Estado onde vive com a família, até mesmo a profissão que exercia enquanto escrevia o livro. O livro é escrito de uma forma que leva o leitor a acreditar que os relatos são verídicos e por muitas das vezes  você se vê realmente acreditando no que está acontecendo, pois o livro é uma profusão de testemunhos, relatos e investigações, King se põe na forma de um jornalista preocupado com a incidência da telecinesia no país, tendo como fonte mais explicita a destruição da cidade de Chamberlaine.

Carrie é uma menina diferente das outras, não por que quer, mas porque sua mãe, uma fanática religiosa não lhe permite ser normal. Por essa razão, veste-se com roupas estranhas e se mantém afastada do 'pecado', sendo assim é impossível para ela não ser alvo de piadas dos demais colegas de escola. Os anos passam e Carrie se vê cada vez mais neurótica e deslocada socialmente, nada a impede de ter um ataque histérico quando fica menstruada pela primeira vez diante de todas as meninas da escola. Desde criança Carrie sabe que tem poderes estranhos e com a chegada da sua maturidade ela se sente ainda mais forte. 

Sue, uma das meninas que a sacanearam, se sente mal e faz com que seu namorado Tommy convide Carrie para o baile de primavera e assim o faz. Porém Chris, uma garota insuportável e a cabeça de todos os maus feitos dentro do colégio quer se vingar de Carrie (razão que terão de ler para saber... rsrs) e arma com seu namorado mal elemento de darem um banho de sangue em Carrie e Tommy.

Enfim, chega o dia do baile, tudo parece perfeito, Carrie se sente aceita e incrivelmente normal e nada, nem ninguém poderia prever o que estava para acontecer. Eleitos, rei e rainha do baile, Tommy e Carrie jamais poderiam imaginas que aquela seria a última noite de suas jovens vidas.

Histeria e loucura te prendem o folego. Tudo acontece muito rápido. O caos e a morte estão por todos os lados e é impossível largar o livro. E confesso de todos os livros que já li, nenhum nunca me fez sonhar com a situação... Sabe aquelas dormitadas que você dá durante a tarde enquanto lê, não porque o livro ta ruim, mas porque é uma delicia e relaxa? Eu me via fazendo isso e tendo sonhos sobre a trama deste livro e me imaginava como isso poderia acabar, não eram assustadoras as minhas ilusões, porém me via repleta de tensão quando despertava, era tão real que eu mal distinguia o sonho da realidade e ficava me perguntando, "como assim é só um livro?". Loucura? Pode até ser, nunca fui muito normal das ideias mesmo.

Acho que nem preciso dizer que recomendo este livro né? 

book cover of 

Carrie

12 Comentários

  1. Estou a séculos pra ler e assistir os filmes. Estou enrolando pra ver os filmes porque quero ler o livro antes, mas desanimo de ler o livro porque o outro que li do autor (A hora do vampiro) foi tão mais ou menos... Só que ainda não desisti da Carrie, e a sua resenha me animou.

    ResponderExcluir
  2. Sim, eu tb gostaria de ter o poder de telecinesia e não seria só para assustar os desafetos!!! E concordo com vc tb quando diz que pra quem nunca tinha lido nada do "rei", sua coleção e conhecimento do mesmo só cresce. Acho que este é um dos livros mais curtos que ele escreveu e que teve uma repercussão sem precedentes. Quero muito ler e assistir aos filmes, ainda que as criticas quanto a segunda adaptação para o cinema tenha deixado os seguidores do autor bem desanimados. beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu vi o filme 'A Hora do Vampiro' e não gostei Ana, mas o King é assim, um vc não gosta e os outros pode ser que goste, realmente Carrie é mt bom e acho que não irá se arrepender...
    Boa semana!!!

    ResponderExcluir
  4. Viu só Ivi? To fazendo a lição de casa direitinho :p
    Eu até queria ver a segunda adaptação, mas depois das criticas estou temerosa, tanto porque a primeira versão eu AMEI e tenho medo de destruir a perfeição do primeiro, porém me sinto tentada a ver por conta dos efeitos especiais... rsrs
    Boa semana!!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu assisti o filme e gostei,de verdade é bem fraquinho,mas atende minhas expectativas.Nunca li nada do Stephen,apenas os livros do filho dele Joe Hill que manda muito bem, Carrie esta na minha lista e vou ler sim.Gostei da resenha e da vontade de ler mesmo. E sobre essa sensação de sentir que o livro é real já aconteceu comigo nos livros do John Verdon.

    ResponderExcluir
  6. Eu aprendi a assistir filmes baseados em livros e seus remakes sem esperar muito sobre eles, é mais dificil se sentir frustrado, mas estranhamente com Carrie eu estou cismada, é algo que conheço desde criança e realmente falam horrores do remake, bem tenho de ver para tirar minha próprias conclusões né?
    Eu não conheço o trabalho do filho do king, mas li algo na Revista Bang! e me interessei, porém o King foi o primeiro autor a me fazer viajar realmente nos livros dele com essa coisas de sonhar... é tanta gente falando que dorme e sonha com os livros que lê que estava quase me sentindo um alien... rsrs... agora não to assim tão destoante do povo :)

    ResponderExcluir
  7. Vi a primeira versão de Carrie e não quis assistir as outras. E, apesar de amar Seu King, não tenho vontade de ler o livro... sei lá, achei a primeira versão perfeita e quero relembrá-la sempre assim, com a mesma perfeição de todas as vezes que assisto, sem nenhuma memória intrometida.

    ResponderExcluir
  8. Se gostou do filme acho que deveria ler, já que o livro é bem mais completo que o filme que foi baseado nele. Eu gostei de ler e não estragou em nada a minha opinião sobre a primeira versão do filme, é realmente muito bom e de certa forma mais completo :)

    ResponderExcluir
  9. Eu já tinha visto o filme a primeira versão e acho que tem outra fora essa q esta ai sendo lançada, eu confesso que não sei se tenho coragem de ler seus livros apesar deter curiosidade e esse em questão vc aticou ainda pra saber o q a menina aprontou com ela.Um dia quem sabe. Tb acho que a culpa dela ser e sentir "esquisita" foi culpa da mãe, no filme ela sim eraa loca pra mim.

    ResponderExcluir
  10. Nossa...os filmes dele são fantásticos! Adoro...
    Vi Carrie várias vezes...só falta ver o remake que fizeram agora...mas ouvi dizer que não é "aquilo tudo"....
    mas nunca tive a oportunidade de ler um livro dele...tenho muita curiosidade em ver como ele relata os acontecimentos em seu livro...imaginar as cenas...tenho certeza que não desaponta!

    ResponderExcluir
  11. VAMOS TODOS AGRADECER A ESPOSA DE STEPHEN KING *------* /OOOO/ HSUIASUAHUSIAHUISHASHAUIHSUIHSUA nunca havia lido um livro dele, comprei uma para minha irmãzinha shashuahsuiahsuahuisahuishuaihsuai e estou para lê-lo a um tempo já :s, mas esse nossa, depois de vc contar q teve sonhos :o eu quero ler, gosto de livros q trazem a realidade a tona, q nos fazem sentir q é real e q estamos na história, sei q muitos livros dão essa sensação, mas pela sua descrição, creio q esse livro é O livro HSAUISHUAIHSUIAHSUIAHUISHAUISHUIAHUSA mal vejo a hora de ter dinheiro D: HSAIHSUIAHSUIAHSUIHUAISHIUAHUISHAI adoreeeeeei!!!!! beijooos

    ResponderExcluir
  12. kkkkkkkkk... O livro é bom demais da conta!!! Passei tanto tempo sem ler os livros dele por causa dos preconceitos da minha mãe (e também porque eu e ela temos gostos mt parecidos. Eu sempre achei que se ela não gostava eu não iria gostar também, mas descobri que é preconceito que ela não leu nada dele só cismou msm) Me apaixonei pelo cara! Tudo que eu vejo que me chama atenção dele eu to comprando ♥ Amor a primeira lida *______*

    ResponderExcluir