Boa tarde queridos!

Hoje vou fazer algo inédito aqui no blog. Vou falar de gêneros ou sub-gêneros literários. Quem em conhece sabe que dou pouca atenção ao gênero de algum livro, não fico atrás de saber o que ele é, sobre o que se trata, que estilo ele tem igual ao de outro livro e etc... Para mim pouco importa sobre o que ele é, contando que ele me atraia e eu goste, tá valendo...

Tudo para mim se resumi em Romance, Romance Histórico, Contemporâneos, Fantasia, Sobrenatural, Policial, Thriller, Erótico, Nacional e Infanto-Juvenil,. Com essas definições simples eu defino minha vida de leitora e os livros da minha estante. 

Porém hoje eu decidi falar de um sub-gênero de ficção-cientifica que me atraiu bastante, e que para minha lista básica ainda não tinha uma definição clara... o steampunk. Não havia lido nada do gênero, por isso a minha ignorância sobre o assunto, porém quando peguei A Corte do Ar para ler e fui entrando na trama e ficando cada vez mais interessada decidi pesquisar e descobri coisas bem legais.

Quem me conhece sabe que curto muito mais livros históricos e fantástico do que os mais modernos. Não curto ficção-cientifica, porém encontrei um subgênero que supre a minha necessidade por romances históricos, fantásticos e que de brinde me faz relevar os temas futurísticos da ficção-cientifica... Este sub-gênero é o steampunk. Que, ao contrário do que eu imaginava, está em todos os lugares... até mesmo na minha estante filmes de prediletos. (abaixo ilustro três dos filmes que amo e que carregam a pegada steampunk)

(Van Hellsing também entra nesse estilo :3)

Steampunk, são obras ambientadas no passado, ou num universo semelhante a uma época anterior da história humana, no qual os paradigmas tecnológicos modernos ocorreram mais cedo do que na História real, mas foram obtidos por meio da ciência já disponível naquela época - como, por exemplo, computadores de madeira e aviões movidos a vapor.


A ficção steampunk está foca sobre a tecnologia real, teórica ou cinemática da era vitoriana (1837-1901), inclusive motores a vapor, aparelhos mecânicos, e a Máquina diferencial. Apesar de muitas obras steampunk serem ambientadas em cenários vitorianos, o gênero tem se expandido até para cenários medievais e geralmente passeia pelos domínios do terror e da fantasia. Várias sociedades secretas e teorias conspiratórias são geralmente apresentadas, e alguns steampunks incluem elementos significativos de fantasia. Além disso, há frequentemente influências lovecraftianas, ocultistas e góticas.

Beemote

As origens do steampunk remontam às obras pioneiras de ficção científica de Júlio Verne, H.G. Wells, Mark Twain e Mary Shelley, entre outros. Cada um destes autores escreveu obras apresentando tecnologia avançada e ambientada no século XIX ou início do século XX. Apesar de estes livros poderem ser classificados como steampunk hoje em dia, isto não é um rótulo exatamente correto, já que eles eram, na época de sua publicação, ambientados na época contemporânea (com exceção de Um Ianque de Connecticut na Corte do Rei Artur, de Twain).


Hoje em dia, para quem curte cosplay já é possível encontrar acessórios e tudo o mais para compor o visual (cada coisa linda :3). O steampunk ficou comumente conhecido por conta dos jogos de RPG, depois invadiu o cinema e agora chega nas estantes do mundo todo com a nova febre de 2014 que são os livros fantásticos, que estão vindo com tudo por conta do mega-sucesso de Game Of Thrones.

Três editoras que sei que estarão trazendo mais desse estilo para o Brasil são: Galera Record, Saída de Emergência e Dark Side. Então se você não sabia o que era e agora se interessou ainda mais pelo estilo fique de olho nas novidades dessas três editoras, outras devem seguir a mesma linha, porém só conheço essas três que são focadas nos gêneros fantásticos da literatura. O cinema e os jogos estão sempre trabalhando essa temática, então é mais fácil encontrar mais sobre esse estilo neles do que nos livros.

Com as minhas dúvidas e as suas sanadas espero ter ajudado a algum interessado. Não sou especialista em nada, mas achei a novidade legal e resolvi dividi-la com vocês. Se alguém quiser completar alguma coisa que me é desconhecida ou que eu fiquei com preguiça de procurar (rsrs) só deixar um comentário. 

Brevemente saíra resenha de A Corte do Ar, se tudo der certo no final de semana, então fiquem de olho! ;)

Beijos ~Raíssa

Um Comentário

  1. Gosto desse genero, se eu morra-se no Japão sairia vestida com roupas desse estilo u.u #crazy



    xx

    ResponderExcluir