♥ A Maldição do Tigre ♥ - Ed: 1 - Arqueiro
Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.
A Maldição do Tigre

Confesso que comprei por causa da arte de capa que foi uma obra de arte digna de um quadro, porque a temática em si não me chamou assim tanta atenção e porque minha mãe estava louca para ler. Por causa da minha mãe comprei todos e dei de presente para ela que devorou tudo em tão pouco tempo que me deixou surpresa. Ela simplesmente adorou, mas não vou falar o que ela achou.

Essa série da Colleen Houck no Brasil é intitulada como Saga do Tigre e é composta por quatro livros, todos publicados lindamente pela Arqueiro:
  1. A Maldição do Tigre;
  2. O Resgate do Tigre;
  3. A Viagem do Tigre;
  4. O Destino do Tigre.

Achei algumas coisas muito vagas e sem explicação, mas nada que afetasse minha leitura dessa deliciosa aventura. Por diversas vezes morri de inveja da Kelsey. As cenas em que ela e o tigre trocam afagos como se ele fosse um simples gatinho doméstico me matava de inveja. Sim, eu quero um Ren para mim. Sou louca por felinos... Queria ter todos para mim, principalmente os da Kelsey!

Enfim, voltemos ao livro. A Kelsey em algumas horas que dava na paciência, mas eu relevei porque me colocava no lugar dela e na idade dela e me vi fazendo as mesmas coisas. Maldições, deuses, tigres lindamente humanos e sexys, com certeza eu também sairia do meu eixo orbital e faria coisas nada a ver. De uma forma bem interessante ela vai entrando na trama e amadurecendo, o que faz a leitura bem fluida. Como já disse a autora pecou em alguns detalhes, mas não foi nada realmente importante e que não seja respondido nos demais livros (minha mãe me entregou as demais histórias depois que eu implorei, chorei e esperneei)

O livro é contado em primeira pessoa, ou seja pela própria Kelsey, e já somos logo apresentados a sua condição de recém saída do ensino médio, órfã e precisando de dinheiro para ir para a faculdade no próximo semestre. Quando ela perdeu os pais já era adolescente então isso de certa forma explica porque de seus tutores deixarem que ela faça o que bem entender. É diferente lidar com uma criancinha órfã e com uma mocinha, quase mulher. 

Kelsey então consegue um emprego no circo que chegou na cidade e vai para lá cuidar do tigre e da bilheteria. Uma faz tudo, não é o emprego dos seus sonhos, mas já é alguma renda que entra para a sua faculdade. Durante os dias de trabalho ela passa a cuidar do tigre, um dócil tigre indiano branco de intensos olhos azuis. 

Ela não tem medo do felino e logo passa a maior parte dos seus dias ao lado da jaula dele, até que um estranho senhor aparece e compra seu belo amigo. Ela e Ren tem uma estranha ligação e ela sente que precisa ajudá-lo e logo aceita a proposta de ir para a Índia conduzi-lo para em segurança até seu habitat natural. Segundo as informações do Sr. Kadam, Ren está sendo conduzido para uma reserva de tigres e não há nada que temer... a não ser ficar perdida na selva indiana e ter como guia apenas seu belo amigo felino.

Tudo parece muito surreal e descobrir que Ren na verdade é um amaldiçoado, porém belíssimo, príncipe indiano a deixa chocada. Mas não tão chocada quanto saber que ela é a escolhida pela deusa Durga para salvá-lo de seu triste destino. Enquanto eles buscam as armas corretas para libertar Ren, muitos mistérios vão surgindo a frente, assim como um vilão decidido a não permitir que essa maldição seja quebrada. Durante essa fantástica aventura Ren começa a ter mais tempos como humano e o magnetismo que o liga a Kelsey vai aumentando... e não vou falar muito senão entrego todo o enredo, tenho de me conter.

Colleen Houck nos brinda com uma aventura deliciosa, mas que não deixa a desejar no quesito romance fofo.(suspiros eternos) Com toda a certeza estou apaixonada por esse livro e já estou prevendo ler os demais o mais breve possível. Indico o livro para aqueles que gostam de aventuras fantásticas, pois esse livro é um banquete do mais puro e refinado cardápio fantástico, assim como uma apresentação bem detalhada e explicativa da cultura indiana. Adorei a temática totalmente nova. Esse novo toque na literatura sobrenatural com certeza revirou um pouco esse baú já um tanto saturado de lobisomens, vampiros, bruxos, demônios, anjos e etc.

Quem puder leia! Com certeza será uma leitura surpreendente!


P.S: A capa nacional é linda e é ainda mais bela fisicamente com todo aquele brilho e lados cromados. O pessoal da arte da Arqueiro está parabéns! Estou até querendo plastificar os exemplares que tenho para manter a beleza do trabalho.

book cover of 

Tiger's Curse

7 Comentários

  1. Sim, a capa deste livro é perfeita, linda demais e na minha opinião, a do primeiro volume da série é a mais bonita de todos os 4 livros. Para mim, a leitura não satisfez, mas agora depois de ler a sua resenha e você falar que alguns pontos vagos são resolvidos na sequencia, me deixou curiosa... Ai, preciso ler agora!!!

    ResponderExcluir
  2. Segundo minha mãe pra fechar bem a história tem de ler os quatro livros. Eu sinceramente odeio essa coisa de continuação, tipo, pra saber o final tem de ler até o ultimo, mas diz a mamis que tudo vai se encaixando direitinho... vamos ver... ela é meio suspeita para dizer...

    ResponderExcluir
  3. Vou te dizer que também me apaixonei pela capa, é o tipico livro que eu compraria sem nem ler a sinopse.
    Todos falam e suspiram muito com a saga... To esperando o preço baixar um cadinho pra poder comprar! Hahaha

    Beijos
    soueupri.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. A minha vontade de ler o livro também é mais pela capa que pela história haha! Mas parece ser legal, ainda quero lê-los, a saga tem tantos fãs que pelos um pouco acho que vou gostar.
    beijos :)

    ResponderExcluir
  5. Eu perdi um pouco do meu interesse por esta série, mas quero ler mais para frente.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Tinha visto ele em uma livraria virtual. Achei que era somente mais um livro de shifters e nem mesmo li a sinopse(Adoro livros fantásticos, mas estou um pouco cansada desses ´´transformers´´). Se arrependimento matasse estava mortinha.
    A Kelsey é bem desinteressante(todas as personagens com menos de 21 anos me lembra a Bela de Crepúsculo, essa garota me traumatizou...), mas a mitologia/cultura indiana, sim, é! Acho que o príncipe, todo o ´´panteão indiano´´ e a promessa de surpresa compensa.
    Mais um para acrescentar à minha pratileira! ...(u_u)...

    ResponderExcluir
  7. Também tenho trauma da tal da Bella a Kelsey é como toda garota, mas não tão parva qnt a Bella. Não tem medo de encarar as coisas, e também estou um tanto cheia de metamordos e coisas do tipo, mas por serem tigres resolvi abrir uma exceção na minha antipatia por adolescentes e transformers... rsrs... e não me arrependi...

    ResponderExcluir