♥ A Magia de um Beijo ♥ - Ed: 324
Clássicos Históricos
Nova Cultural
Paris 
Numa noite de luar, ele lhe roubou um beijo inocente… Em seus sonhos, Lirienne revive a noite em que um nobre mascarado lhe roubou um beijo. Ela sabe que tudo que lhe resra são as lembranças de Phillipe… até o dia em que ele lhe propõe casamento, apenas no papel, em troca de moradia e uma renda que garantirá aos pais de Lirienne uma vida digna. Lirrienne concorda com aquela união sem amor, embora ainda anseie pelo toque dos lábios de Phillipe.
omo aristocrata, Phillipe de Villeneuve sabe que está a poucos passos da guilhotina. O Casamento com uma plebéia favorecerá sua posição de lealdade à causa revolucionária e lhe permitirá descobrir o traidor que entregou seu irmão à multidão enfurecida. Mas Phillipe não contava com a reviravolta do destino que o levaria à America, nem com a paixão irrefreável que sentira nos braços de sua esposa de mentira!
 A MAGIA DE UM BEIJO

Sexta-feira resolvi dar uma passada no sebo aqui da minha cidade e acabei comprando esse romance. Como tinha aulas teóricas na auto escola, quem já fez sabe que é pura enrolação, então resolvi tirá-lo da bolsa e lê-lo. Não havia lido a sinopse da editora, como estou naquela fase 'comprar tudo da falecida Nova Cultural que eu não tenho' peguei e foi uma grata surpresa a leitura dele.

Não é o melhor livro do mundo, mas a história é fofa e as personagens vão crescendo com o decorrer do enredo a olhos vistos. Fiquei tão encantada com essa leitura leve, que o li de uma única vez e já estou desde o final de semana querendo resenhá-lo a vocês.

Gosto muito da escrita da Jo Ann Ferguson, ela pecou ao criar uma personagem analfabeta e algumas páginas a seguir fazer com que a mocinha lesse o nome do barco em que viajariam, mas esse furo não atrapalha em nada o desenvolver do drama dos protagonistas.

Tudo começa pouco antes da queda da Bastilha, na França, quando a jovem criada da cozinha foge dos dormitórios e se aventura na escuridão para visualizar o grande baile na mansão em que trabalha. Após quase ser vítima de um estupro, ela se vê resgatada pelo belo lorde Phillipe, que assombrará por muito tempo seus sonhos juvenis.

Lirienne, anos depois é criada pessoal de Charmaine uma nobre de índole duvidosa, cujo um dos amantes é o nobre que um dia roubara-lhe o sono. Sem entender ao certo o que acontecia em Paris, ela se encontra frente a frente com Phillipe que lhe pede em casamento. Tudo não passa de um plano entre ele e sua patroa, cujo único objetivo é livrar o pescoço nobre de Phillipe da guilhotina. Mesmo não sendo o casamento que Lirienne sempre sonhou, ela decide aceitar os termos e encontra nessa proposta uma forma de libertar os pais do trabalho escravo na casa dos Fortier.

Phillipe é cegamente apaixonado por Charmaine, a mulher que um dia se recusara a ser sua esposa para casar com um nobre velho e rico. Com a morte de seu irmão mais velho, Phillipe, herdou as terras e quer vingança. Porém não vai ser assim tão fácil quando se tem muitas pessoas interessadas na sua morte.

Acreditando que seu único inimigo fosse a plebe, ele se casa com Lirienne e segue para vingar a morte do irmão. Porém, alguém os denuncia e só lhes resta uma fuga desenfreada para a Filadélfia, nos Estados Unidos. No decorrer da viagem, nada mais resta aos dois a se unir e levar o casamento a sério. Há muita atração entre ambos. 

Apesar de saber que Phillipe não a ama, Lirienne acredita que pode conquistá-lo e assim o faz, mostrando a ele quem é e o tipo de mulher com quem ele se casara. Entre as reviravoltas, Phillipe conhece a miséria ao lado de Lirienne e apenas o apoio dela será capaz de ajudá-lo a se reerguer, ao menos é o que ele acreditava até descobrir que seu real inimigo estava ali, na Filadélfia e o chamava de amigo.

Como já disse anteriormente, a trama não é intricada, ficaram alguns buracos, mas vindo de uma edição da Nova Cultural não é uma novidade. Mas a trama é gostosa e te prende. Você se pega devorando cada capítulo para ver o que vai contecer com os personagens.

Gostei de Phillipe, pois ele não é tão babaca quanto aparenta. Ele respeita Lirienne e a defende quando todos se voltam contra ela. Foi manipulado em algumas partes, duvidou de Lirienne em outras, mas soube reconhecer isso e mudou de atitude. 

Lirienne apesar da paixonite infantil é uma mulher decidida, é forte e quando eles estão na miséria ela praticamente arca com tudo sozinha. Não deixa a peteca cair nunca tem um otimismo fora de série. 

Me encantei com o drama pessoal de cada um, me envolvi com as tormentas que passaram. Simplesmente amei o livro e recomendo para aqueles que procuram uma leitura leve e evolvente.

(A capa em inglês não está com muito foco, pois a imagem que encontrei era pequena)
Destiny's Kiss

5 Comentários

  1. Você sabe que meu interesse por romances de banca se tornou quase descontrolado depois que te conheci né? kkkk Enfim, adorei a premissa do livro, apesar dos furos (a analfabeta que sabe ler é óteeeeema) e gosto quando os personagens vão crescendo ao longo do enredo, babacas que não são babacas me ganham fácil, fácil... O problema de ler uma resenha de um livro assim é que depois fica impossível encontrar o mesmo pra ler... Mas adorei!!! bjs

    ResponderExcluir
  2. Raíssa, gostei desse seu jeito de despertar a curiosidade dos seus telespectadores kkkkk. olha posso dizer que você tem ótimo gosto para livros e que batem muito com os meus. Meus livros prediletos são os de romances, como é gostoso um livro desses, tão envolvente que te desliga desse mundo e faz com que seus sonhos de alguma forma, você possa vive-los. Fiquei com uma vontade enorme de mergulhar nesse história, pois acabei de sair de um romance ( Livro ) e estou alimentado pelo meu interesse.

    ResponderExcluir
  3. Esse é o tipico tipo de livro pela qual eu sou surpreendida rsrs. Gostei da premissa, parece ser bem legal :)
    Beijos!!

    ResponderExcluir