(Os Melhores de 2009 - Revisado)
Quem me conhece sabe que eu amo tudo relacionado a lenda de Arthur e seus cavaleiros e sinceramente essa foi a versão que eu mais gostei. Não é uma historia parada que fica sempre naquela coisa de Lancelot e Guinevere a vida toda. Tem magia, amor, respeito, lealdade, e claro a conhecida traição e muito mais eu amei. Toda a trama se desenrola de forma madura e emocionante

Guinevere e Lancelot, se vêem pela primeira vez ainda crianças e mesmo que Merlin tente impedir a roda da vida os une de forma mágica. Guinevere cresce e se torna uma bela mulher. Guerreira é sonhadora não permite que ninguém a comande.

Ela é dona de seu próprio destino e mesmo sabendo que o famoso Rei Arthur procura uma esposa não faz questão das boas maneiras quando ele surge na propriedade da família com seu irmão.

Arthur se encanta com a menina petulante logo que chega. O caráter forte e a paixão pelos cavalos levam a Arthur pedi-la em casamento. Sabia que ele era um pouco mais velho e que não havia amor naquela união, mas Guinevere apresentava qualidades dignas de uma rainha. Arthur não esperava que seu querido amigo e fiel guardião, Lancelot, fosse se apaixonar por Guinevere e ela por ele.

Mesmo não querendo o casamento Guinevere tem muito respeito para com Arthur, não o ama, mas gosta muito do homem bom e justo com quem se casara. Fugir do inesperado desejo que a unia a Lancelot é uma obrigação para ela, mesmo sem amor ela tem um dever com seu marido.

O desejo é mútuo e eles lutam sobre o que está acontecendo, mas a roda da vida os unira e nem mesmo os deuses poderiam separá-los. Nem mesmo Morgana a meia-irmã de Arthur que trama destruir não apenas Arthur, mas também Guinevere.

Depois de algum tempo casada Guinevere não engravida e Arthur nota o interesse de Lancelot pela esposa. Mesmo amando a esposa ele sabe que não poderá engravidá-la e o suposto caso de Guinevere e Lancelot pode arruinar suas chances na realeza. Arthur então fala com os dois e propõe a Lancelot uma tarde de amor com Guinevere, mas após esse momento ele teria de partir de Camelot para sempre.

Guinevere sabia que não podia se entregar a Lancelot, pois seria ainda mais difícil se manter afastada dele, mas o desejo e o amor pelo guerreiro é mais forte que a razão e eles vivem os momentos mágicos juntos.

Após a partida de Lancelot, Guinevere descobre que está grávida e meses depois ela perde o bebê. A partir daí tudo piora na vida dos componentes desse triangulo amoroso. Arthur descobre um filho bastardo, Lancelot volta e Guinevere não se conforma com a perda do bebê.

Achei o romance lindo. Arthur é um cara maduro que mesmo gostando da esposa deixa que ela viva o amor, que deveria ser dele, com outro. E o mais lindo de tudo, antes de morrer ele entrega Guinevere para Lancelot e exige que eles se casem. Simplesmente EMOCIONANTE!

Gif


♥ O Destino de Camelot 
Ed: 280 
Clássicos Históricos Especial 
Nova Cultural

Bretanha, 490 d.C. Um dilema atroz... Um coração dilacerado... Uma paixão perigosa... Jovem, bonita e determinada, Guinevere foi escolhida pelo rei Arthur para ser sua esposa e futura rainha da Bretanha. A relutância inicial de Guinevere em aceitar a honraria logo deu lugar ao desejo que lhe despertava o novo rei, amante hábil que a deleitava com carícias sensuais... mas que ela em breve descobriria não serem um privilégio exclusivamente seu. Guinevere não esperava que outro homem arrebatasse seu coração com um beijo furtivo, nem que esse homem fosse justamente Lancelot, o guerreiro de maior confiança de Arthur. Numa era de constantes conflitos entre o bem e o mal, e num reino regido pela magia e por rígidos códigos de ética, o dilema de uma mulher dividida entre a lealdade ao marido infiel e a paixão por um homem que ela não pode ter, ameaça tornar-se uma arma tão traiçoeira quanto a mais mortal das espadas...

Deixe um comentário