Série Lobas Selvagens - Conto UM
 (...) Alexis fechou os olhos. Sentiu aquele suave roçar em seus lábios. Ele movia os lábios sobre os dela, com os beijos mais suaves e gentis que se podia imaginar. (...) Então as mãos desceram para a sua cintura e a puxaram para um contato firme contra o corpo musculoso, fazendo Alexis gemer.
Respeite a Lei:
LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. 
(Clique no Link e Conheça a Lei dos Direitos Autorais)
♥ ♥ ♥

Mal havia chegado ao baile dos Meenchestain, e Lady Alexis Kinross já estava entediada até a alma.

Era uma mulher inteligente, á frente do seu tempo, e não lhe agradava aquela atmosfera de hedonismo e arrogância que pairava no ambiente. Ir a bailes era um tormento, mas era necessário cumprir com suas obrigações sociais. Se ser submetida áquelas conversas maçantes e ter seus pés massacrados por cavalheiros que necessitavam com urgência de aulas de dança, que fosse. Mas, não iria ficar muito tempo por ali. Mais alguns minutos e iria embora.

Estava descansando de mais uma sessão de tortura, quando avistou lorde Adoulfos Chatelieaux vindo em sua direção.

-Oh não! Desse jeito vou acabar aleijada dos pés!
 
 Levantou-se da cadeira onde estava descansando e apressou-se em abandonar o local. Precisava sair dali.Em sua pressa, não olhou para onde estava indo e, de repente, bateu contra o que parecia ser uma parede.

- Eu a machuquei milady?

- O- Oquê?

Ao tentar se proteger do evidente impacto, Alexis tinha colocado as mãos para frente, e só então, notou que não tinha colidido com uma parede, bem, só se fosse uma parede de músculos. Ainda um pouco atordoada notou que suas mãos estavam no corpo do cavalheiro á sua frente. Corando levemente, tentou se aprumar e murmurou:

-Oh, queira desculpar-me! - Não por isso, bela dama. Sinta-se á vontade para correr para meus braços sempre que desejar! mais rápido possível!

Atordoada demais por aquelas palavras e por aquela voz sensual, e pelas sensações nada convenientes a uma lady respeitável, Alexis apressou-se em dizer:

_ Queira desculpar-me mas, realmente preciso ir. Com licença! Apressada e afogueada demais, Alexis afastou-se daquele homem perturbador.

 ♥ ♥ ♥

Lorde Richard Monforth, décimo Marquês de Delicious ficou parado, observando aquela estonteante beldade se afastar.

Ainda podia sentir a maciez da sua pele, devido ao contato, ao segurá-la para que não caísse. A lady devia estar com muita pressa mesmo. Nem sequer tivera tempo e se apresentar! De repente, sentiu dentro de si uma urgência em descobrir quem era ela. “Qual seria a cor dos seus olhos?", pensou. Precisava descobrir. E iria descobrir ou não se chamava Richard Monforth!

Nos dias que se seguiram, lorde Delicious aceitou todos os convites que recebia, na esperança de reencontrar aquela lady que não saia de seus pensamentos. Até que, duas semanas depois, teve sucesso!

Estava no baile de lady Snoberfield quando ele a avistou entrando no salão. Ela era de tirar o fôlego! Linda naquela vestido vermelho que realçava suas feições delicadas.

Notou que após cumprimentar os anfitriões e tomar um pouco de ponche, ela foi acomodar-se perto das senhoras, e imediatamente foi cercada por um grupo de dândis, buscando chamar sua atenção.

Aquela cena fez o sangue em suas veias ferver. Eles não sabiam que aquela mulher lhe pertencia? Riu dos próprios pensamentos. È claro que não sabiam, mas ele iria corrigir isso naquele exato momento.

Olhando novamente para lady Alexis, ele decidiu agir. Aproximando-se do grupo de cavalheiros que cercavam a estonteante beldade, até ficar diante dela.

- Creio que esta é a nossa dança milady.

E antes que ela pudesse dizer algo, ele já a estava levando para o meio do salão.... Alexis ficou chocada! Ele teve a audácia de tirá-la para dançar sem ao menos serem apresentados formalmente! Se bem que ela adorou esse traço de ousadia dele. Todos os cavalheiros que conheciam eram sempre tão enfadonhos! Sinceramente tinha de se conter para não cair da cadeira ao ouvi- los discorrer sobre vários temas entediantes.

Mas aquele homem era diferente! Desde o seu encontro espalhafatoso no baile dos Mienchestain, ele não saia dos seus pensamentos. Relembrar a sensação de suas mãos naquele corpo másculo lhe causava palpitaçoes e um calor exacerbado!!!!!!!!!

Em todos os eventos que comparecia, prescutava os arredores, tentando avistá-lo. E, finalmente ele estava ali; ao alcance de suas mãos... literalmente.

Mas ela era uma lady afinal, uma comportada dama da sociedade, de linhagem e reputação ilibada e tinha de se comportar como tal.

- Sua atitude rude e chocante ofende a mim e a todos presentes nesse recinto, sir!

-Queira desculpar-me lady Alexis, mas não encontrei outa maneira de me aproximar de milady.

-Creio que não fomos apresentados, Sir...

- Lorde. Lorde Richard de Monforth, Marquês de Delicious, a seu dispor, milady!

Nooooosa! Monforth hein? Dava pra sentir mesmo aquelas mãos fortes enlaçando sua cintura, com um que de possessividade, puxando-a cada vez mais para perto, de maneira quase escandalosa. Delicious... bem..bem..bem... ele fazia jus ao nome, era mesmo uma delícia!

-Milorde, não creio que devêssemos ficar assim tão próximos!

-Queira perdoar-me milady. Confesso que desde nosso inusitado encontro há uma quinzena no baile de lorde Mienchestain, não consigo tirá-la de meus pensamentos.

-Estou lisonjeada milorde. Mas não creio que uma simples mulher possa ser o centro dos pensamentos de um homem como milorde. Há tantos outros assuntos...

-Nenhum tão fascinante quanto milady. Quero saber tudo a seu respeito. O que lhe agrada, qual sua cor favorita, o que te faz sorri... E quero segurá-la em meus braços pra sempre...

-Milorde me lisonjeia...

"Noossa, ela é deliciosa", pensou Richard.

Os dois continuaram dançando e flertando abertamente. Em dado momento, Alexis ergueu a cabeça para fitá-lo, embora isso não fosse de bom tom, mas, báh, ela nunca foi muito de seguir as regras.

E o que viu a deixou completamente fora de prumo. Ele exibia um sorriso devastador que lhe amolecia as pernas, até parecerem gelatina. E o olhar exibia um brilho selvagem de puro e inegável desejo, que fazia eco aos sus próprios sentimentos.

Oh céus! E agora? O que fazer? 

Alexis sentiu as mãos de Delicious em suas costas e foi como se uma corrente elétrica perpassasse por todo seu corpo!

-Milady, gostaria de visitá-la amanhã. Me concederá tal alegria?

Completamente desnorteada ela balbuciou:

-Oh... Sim... eu acho que...

-Então amanhã eu irei visitá-la e a levarei em um passeio em minha nova carruagem.

Curvando-se beijou a sua mão e ela pôde sentir o calor que emanava dele através do tecido da luva.

Alexis observou lorde Delicious se afastar.

Oh, céus! O que ela faria no dia seguinte? Como pudera concordar com aquilo? Como poderia encontrar e encarar aquele homem novamente, se a mera proximidade com ele despertava nela desejos tão selvagens? Estava perdida...

♥ ♥ ♥ 

No dia seguinte lorde Delicious chegou pontualmente no horário marcado, trazendo flores e doces para Alexis.

Ela agradeceu a gentileza e fitou aquele belo espécime com um traje impecável. Aquele tipo másculo, alto, ombros largos, boca sexy pedindo infindáveis beijos, aquele sorriso devastador... e , céus! aquelas calças justas marcando aquelas coxas poderosas!

Deus, como ele era bonito! E deleitoso! Era até uma indecência um homem ser tão bonito assim! De onde vem esses pensamentos lascivos quando vejo este homem?Definitivamente, Alexis pensou, estou perdida!

Ela relutou em sair, mas por fim aceitou, afinal, não era como se ela fosse se jogar sobre lorde Delicious e atacá-lo em plena luz do dia. Ou era? Bom, ela decidiu, que, por mais tentada que estivesse iria se comportar, não importa o quanto custasse.

O passeio foi maravilhoso, apesar de atraírem olhares curiosos. Conversaram bastante e descobriram vários interesses em comum. Lorde Delicious ria das histórias engraçadas de Alexis. O tempo passou tão rápido que eles nem notaram. Antes de se despedir, ele perguntou:

 -Milady irá ao baile dos Fountaine?

-Creio que sim!

-Ficaria imensamente feliz se reservasse uma dança para mim.

-Com prazer, lorde Delicious.

♥ ♥ ♥

Naquela noite, Alexis esmerou-se ao se arrumar. Estava excitada ante a perspectiva de impressionar e cativar lorde Delicious.

Chegando ao baile, a inquietação mal permitia que desfrutasse da companhia das amigas.

-Oh Alexis, o que acontece? Você parece muito nervosa. - Perguntou Dannielle de Beauvoire.

-Não é nada amiga.

-Nada? Como nada? Você nem está prestando atenção ao que falamos, acusou Isabelle D'Bochelli.

-Oh, meninas,já disse, nada acontece!

-Não tente esconder o ouro- sussurrou Francinne Ashton - Ah, eu vi outro dia no baile dos Mienchestain, você dançava com um cavalheiro muito atraente._ Aparteou Mandy Weastcoasth.

-Atraente é pouco! Ele é muito lindo! - falou Denni, animada como sempre.

- Um cavalheiro lindo, jovem e você nem nos apresentou? Não acredito! E a gente aqui tendo de suportar lorde Adoulfos! Oh Pai!

- Deixe de drama Isabelle! Lorde Adoulfos não é tão ruim! - exclamou Alexis já exasperada com a demora de lorde Delicious e a curiosidade das amigas.

- Não é tão ruim? - indagou Francinne - Então explique o seu aparente sumiço quando deveria dançar com ele!

-Ah... é que... bem...

-Ah, esqueçam o lorde Adoulfos! Quero saber do bonitão? Dá para fazer um estudo detalhado dele?

-Dannielle!!!!!!!!! - falaram todas juntas.

-Ah meninas, vocês sabem que, embora não seja algo que uma mulher de nossa sociedade faça, eu adoro biologia. Se pudesse seria médica...

-Sei. - disse Alexis!

-Verdade, retrucou Danniele, e você não respondeu a pergunta.

-Tá bom, tá bom... trata-se de Lorde Richard Monforth, Marquês de Delicious.

-Marquês de Delicious!!!!!!!!!!!! exclamaram todas ao mesmo tempo.

-Shhh, falem baixo.

-Alexis, queridinha, não perdeste tempo hein? - cutucou Mandy.

-Não entendi amiga.

-Não entendeu? Ele é 'O' partido desta temporada._ falou Deni.

-E bota partido nisso! Ai! Ele é um sonho! Lindo! Divino.. - começou Francinne a devanear.

-Sim, e irá dançar COMIGO! esclareceu nossa possessiva lady.

- Temos alguém com ciúmes. - falou a Denni.

-Não importa, eu só queria estudar a estrutura do...

-Oh Dannielle, pelo amor de Deus! - exasperou-se Isabelle.

-Falando em delicias... - sussurrou a intrépida Mandy. - Olha quem está vindo ai.

Todas se viraram para apreciar aquele lorde másculo, com aquele andar sensual aproximar-se delas.

Finalmente Alexis, após tanto esperar, avistou o objeto de intenso interesse. Ele exibia um de seus sorrisos devastadores, e cumprimentou a suas amigas, que não puderam deixar de suspirar, afinal lorde Delicious era uma delícia.

-Queira desculpar-me milady, mas fui retido por lorde Adoulfos. Mas em momento algum milady deixou meus pensamentos. Milady está deslumbrante.

-Ah!!!!!!!!! - exclamaram suas amigas.

Alexis sentia-se flutuando. E flutuando foi, conduzida ao centro do salão por aquele homem espetacular. E pensar que, apesar de suas amigas serem todas lindas, ele nem reparou nelas. Seus olhares eram apenas para ela, Alexis!

-É um deleite para mim poder dançar com milady!

-Por favor, deixemos as formalidades, me chame de Alexis.

-Um nome incomum... como a dona. Mas me agrada imensamente. Alexis... Nesse caso, pode me chamar de Richard.

-Prefiro chamá-lo de Delicious!- respondeu ela, maliciosamente. Ele arqueou as sobrancelhas e gargalhou.

_ Como queira... Alexis!

Continuaram dançando, rindo e sentindo- se afetados por aquela proximidade.

-Eu adoro dançar com você. Senti-la em meus braços. - murmurou com voz levemente enrouquecida.

-E eu adoro sentir seus braços em mim!

-Você é bem direta, não?

-Não tanto quanto eu gostaria. Mas como milorde, quer dizer, você irá descobrir, não sou muito convencional.

-Adoro essa faceta de sua personalidade. E acho você deliciosa! - sussurou em seu ouvido.

Ela teve o bom senso de enrubescer. Nossa audaciosa lady esta a beira do colapso.

-Gostaria de tomar um pouco de ar?

-Sim, aqui dentro está um pouco abafado e quente.

"Oh sim, pensou lorde Delicious, mas não tão quente quanto eu gostaria"

Ele conduziu Alexis para o terraço da propriedade, onde a brisa fresca trazia o delicado aroma de flores, e via-se o céu sem nuvens e estrelado.

-Que bela noite.

-Certamente. Há muito que não vemos um tempo tão bom. Aqui a temperatura está bem agradável.

"Fale por si mesma, querida", pensou lorde Delicious, "estou pegando fogo!"

De súbito, ele acariciou-a no rosto. Alexis ficou imóvel, tentando memorizar aquela sensação. em seguida, ele tocou o cacho que escapulira dos grampos e ajeitou atrás da orelha, fitando-a intensamente. As mãos enormes envolveram o rosto delicado. Mover-se, pensar, respirar... era impossível.

Os lábios rosados dela o atraíam, e ele não conseguiu esperar nem mais um segundo. Então ele aproximou os lábios dos seus.

Alexis fechou os olhos. Sentiu aquele suave roçar em seus lábios. Ele movia os lábios sobre os dela, com os beijos mais suaves e gentis que se podia imaginar. E Alexis se viu correspondendo. Então as mãos desceram para a sua cintura e a puxaram para um contato firme contra o corpo musculoso, fazendo Alexis gemer. Instantaneamente, ele aproveitou-se da boca entreaberta e inseriu a língua. Gemendo novamente, Alexis sentiu um estranho calor começar a aquecê-la por dentro, e passou os braços ao redor do pescoço de Richard para trazê-lo mais para perto de si.

 _ Oh Deus... - Alexis murmurou zonza de paixão.

Lorde Delicious, interrompeu o beijo e como que saindo de um transe, jogou a cabeça para trás, cerrando os dentes e respirando profundamente, enquanto tentava recuperar o controle.

-Perdoe-me Alexis. Não tive a intenção de atacá-la e...

-Acho que você não me ouviu reclamando, ouviu Richard?

-Bem, não, mas...

-É melhor voltarmos para o baile.

-Sim.

Minutos depois, eles estavam de volta ao salão de baile e antes de ir embora Delicious murmurou:

-Sonhe comigo Alexis. Eu sonharei com você.

♥ ♥ ♥

No dia seguinte lorde Delicious levou nossa ansiosa lady para um passeio no parque, afinal não era muito seguro ficarem sozinhos, principalmente depois do interlúdio da noite anterior.

-Suas amigas não vieram ao parque hoje?

-Não sei. Não consegui falar com elas até o fim do baile. Ainda vamos nos falar, creio eu.

-Podeira convidá-las para nos acompanhar.

-Está com medo de mim Richard? Eu não mordo...

-Não tenho medo de você querida, e sim, por você. São coisas diversas.

-Medo por mim? Seja mais específico.

-Se eu for mais específico, acabarei com você, aqui no chão desse parque, e sua reputação será arruinada. Por Deus, Alexis, não posso ficar perto de você, que desejo tocá-la. Não consegui dormir essa noite pensando naquele beijo.

-Também pensei muito sobre isso.
-Agora entende minha preocupação? temo não me controlar perto de você. Acho que estou perdendo o juízo.

-Então somos ambos.

♥ ♥ ♥

Nos dois dias que se seguiram, eles não puderam se ver, devido a compromissos de última hora de Richard. E para Alexis nenhum evento tinha graça. Sentia-se solitária, mesmo em companhia das amigas.

-Vamos queridinha nos conte tudo, absolutamente tudo, falou Isabelle.

-Isso mesmo. - acudiu Francinne - Você foi dançar com o delicioso marquês e desapareceu.

-Eu acho que nossa amiga e o marquês estavam estudando idiomas.

-Você não tem jeito mesmo,hein Dannielle!!! - censurou Denni

-Meninas, vocês são terríveis! - responde nossa lady assanhadinha.

-Terrível eu? Sou uma lady graciosa que deseja apenas ter sua curiosidade satisfeita - Isabelle se defendeu.

-Não aconteceu nada demais. Apenas dançamos, depois tomamos um pouco de ar, como tantos casais faziam no mesmo recinto. - (nem sobre tortura revelaria que estavam na parte mais escura do terraço e afastado dos outros).

-Sei. E meu nome é Sir. Robert Lancaster. - ironizou Mandy.

-Quem? - perguntaram em uníssono.

- Ai gente, não é ninguém.

-Se não é ninguém, por que você está mencionando? - perguntou Francinne aborrecida, porque também queria os detalhes.

-Ora meninas, nossa amiga é... como direi... não muito convencional. Então pensem: ela dançou com o solteiro mais lindo e cobiçado da temporada, sai com ele para um passeio noturno.... demora pra voltar e... quando volta está corada como se tivesse corrido, um pouco descabelada e com o vestido um tanto quanto amassado, e ela quer me fazer acreditar que nada, NADA aconteceu? Não me venha com essa, afinal somos amigas, e assim como não me chamo sir Robert Lancaster, não acredito que nada aconteceu.

-Está bem, está bem, eu confesso...

-Mas só confessa depois que pressionamos, assim não vale Lex. Somos amigas e confidentes.

-Ai meninas, é que é tão embaraçoso... ele me atrai imensamente e o sentimento é mútuo. Mas simplesmente quando estou perto dele me sinto como uma loba selvagem pronta pra atacar.

-Sim...sim, prossiga - pediu Isabelle - E sem interrupções meninas, não quero perder um detalhe que seja. - Enquanto não encontro meu príncipe vou acompanhar a história de minha amiga.

-Sim, conta logo - pediu Denni

-Como sabem, dançamos e depois fomos ao jardim. E ele me beijou.

-E você gostou? - perguntou Francinne entusiamada.

-Ai que pergunta Fran, é claro que ela gostou. Senão não ficaria naquele estado, kkkkkkkk, - soltou Mandy.

-Eu falei que eles estavam estudando idiomas - esclareceu Dannielle.

-Verdade amiga. - completou Francinne. - Para falar precisamos da língua, e eles usaram muito, kkkkkkkkk

-Oh céus, a Francinne também? - reclamou a Denni. Denielle. - Pare de influenciar nossa amiga.

-Quem? Eu? Imagina!

-Mas me fala Lex, é sério? Vocês dois? Porque se não for, me apresenta viu?

-Ai Mandy, você é terível também, e depois me recriminam por causa do comentário da língua, reclamou Francinne.

Cairam na gargalhada. Eram assim sempre que estavam juntas: uma apoiando a outra. E as amigas ajudaram Alexis a esquecer a tristeza que sentia por estar longe de lorde Delicious.

Um conto de:

Continua...
Postado por:

2 Comentários

  1. Mas que pouca vergonha é essa?????? Adoreiiii!!! kkk "...ele fazia jus ao nome, era mesmo uma delícia! :D

    ResponderExcluir
  2. Alexis menina, que grata surpresa! Nem imaginava que você escrevia... E um conto delicioso, tanto quanto o nosso Marquês Delícious... kkkk
    Estou adorando esta nova faceta de Alexis. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir