O SEGREDO DAS GÊMEAS - Donna Fletcher

Postado por: Raíssa Nantes 05 janeiro 2010 2 comentários

ED. 274
Clássicos Históricos Especial
Nova Cultural

Escócia, 1558

Duas mulheres, um segredo... e uma armadilha para o amor!

Fiona MacElder recusa-se a casar com um homem que ela não ama, apenas para garantir poder e posse de terras a seu clã. Por sorte, ela conta com o apoio de Aliss, sua irmã gêmea. E quando Tarr de Hellewyk chega para reivindicar a noiva que lhe foi prometida, Fiona e Aliss se unem, determinadas a não revelar quem é quem. Guerreiro destemido, Tarr se defronta com uma batalha difícil de vencer, pois é incapaz de distinguir entre aquelas duas jovens, idênticas na beleza, no espírito rebelde e na teimosia, qual delas deve levar para o leito nupcial. Enquanto a atração de Fiona cresce pelo guerreiro poderoso por quem jurou não se apaixonar, um inimigo feroz a espreita. Será que a ameaça cada vez mais próxima convencerá Fiona a seguir a voz de seu coração?

PALAVRA DE VICIADA:


Adorei esse livro... Ri aos montes... Fiona é uma comedia e Tarr não fica atrás. Ele sabe quem é quem quando troca o primeiro beijo com a gêmea certa e entra na brincadeira delas. Elas salvam a vida de um cara muito gato que, juro, eu achei que fosse o par romântico da Aliss, mas não ele é irmão delas... nossa!!! O livro é legal mesmo.


O QUE ROLA:

Tarr procura uma noiva forte e decidida e sua melhor escolha é Fiona. Conhecida por saber lutar, caçar, etc. ele a escolhe como noiva, mas como saber quem é a verdadeira Fiona? Só entrando no plano das irmãs.
Fiona está decidida a fugir do casamento com Tarr a qualquer custo, nem que ela tenha de transformar sua vida um inferno. Fiona não queria se casar sem amor. Oras! Essa era sua única exigência. Passara a maior parte da sua vida cuidando da irmã e não tivera tempo para sonhar com o amor, mesmo achando o sentimento frívolo e falso ela quer de todas as formas descobrir o poder que esse sentimento tinha. E não seria se casando por conveniência com Tarr que ela iria descobrir o amor... Bem, ele era bonito, charmoso e um guerreiro valoroso. Seria ela capaz de resistir as investidas do noivo e terminar com aquele jogo ridículo para viver uma intensa paixão nos braços de Tarr? E como reagiriam seus pais biológicos recém descobertos?


Gente é muito bom. Super recomendado! Amei o pedido do Tarr. Veja a seguir:
(...)
_ Somos muito parecidos, eu e você. _ prosseguiu Tarr. _ Ambos possuímos naturezas apaixonadas. Não quero saber quando ou como comecei a amá-la, só sei que a amo de verdade. _ sorriu. _ E a cada vez darei uma resposta diferente. Neste instante, por exemplo, te amo porque está firme me ouvindo, seus olhos cheios de ansiedade, seus lábios macios me tentando.
Balançou a cabeça e deteve-se a poucos centímetros dela.
_ Te amo, Fiona MacElder ou Blackshaw. Não sei mais o que te dizer, porem saiba que repetirei essas palavras até o final de nossas vidas.(...) Case-se comigo porque eu a amo e porque você me ama. É simples.
Fiona sentia dor na nuca de tanto enrijecer o corpo, e quase caiu quando Tarr a tomou nos braços.
_ Sempre estarei por perto para ampará-la e não deixar que caia. _ sussurrou-lhe ao ouvido. _ E sei que fará o mesmo por mim.
Uma lagrima deslizou pelo rosto de Fiona, e Tarr a enxugou com carinho.
_ Não posso prometer que sempre enxugarei seu pranto, mas juro que não chorara por minha culpa. E quando chorar, estarei ao seu lado para consolar. (...) Acredite em mim, quando digo que a adoro.
Fiona não hesitou e o beijou. Tomou a iniciativa porque precisava se assegurar que não estava sonhando, já era a declaração de amor pela qual sempre esperava.

Fala serio esse é “O” cara sensível. Ah! Se todos os homens fossem assim! Se lessem nossas almas e se declarassem dessa maneira! Sinceramente não sei qual parte eu gostei mais. O livro é deliciosamente divertido e romântico, mas essa foi a parte que eu mais gostei, marcou muito para mim. A Fiona é o tipo de mocinha que eu curto: forte, decidida, capaz de morrer para defender quem ela ama... E o Tarr é o tipo do cara que faria tudo para ter a mulher que ele quer ao seu lado, nem que tivesse de entrar no sórdido jogo da troca das gêmeas. (Suspiros) Muito Lindo!




2 comentários:

jana-arts disse...

Olá,
Eu estou curiosa para ler este livro, deve ser bem interessante.Eu já li o Diabo Irlandes, da mesma autora.
Baixei no blog http://tudoderomances.blogspot.com.brÉ muito bacana essa estória.eu recomendo se você não leu.
Beijos e tudo de bom.

ALEXIS disse...

ADORO O TARR! APESAR DE SER UM POUCO MANDÃO, ELE É BEM HUMORADO, SEXY E MOSTRA-SE SENSÍVEL EM RELAÇÃO A FIONA! ESSA DECLARAÇÃO DELE FOI O GOLPE DE MISERICORDIA PRA MIM! SE JÁ ESTAVA CAIDINHA POR ELE NO COMEÇO DO LIVRO, QUANDO ELE ME SAI COM ESSAS PALAVRAS, AI..AI, MEU POBRE CORAÇÃO SE RENDEU TOTAL!
E NO FIM DAS CONTAS AMAMOS UM ESCOCES DE KILT E COM UM BELO ESPADÃO! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Postar um comentário

ATENÇÃO:

♥ Todos os Comentários serão MODERADOS!
♥ Não serão aceitos:
- comentários indecorosos;
- comentários que contenham: links de blogs, pedidos de divulgação;
- comentários informando rompimento de links, NÃO FORNEÇO MAIS LINKS PARA E-BOOKS. Se o que tentou baixar está rompido, só lamento, procure em outro blog.

Em suma, comente apenas o que diz respeito a postagem!

♥ Quer divulgar seu blog, seu livro, seu sebo e etc?
- Entre em contato com livros.romanticos09@gmail.com
- Ou leia minhas propostas de divulgação em DIVULGUE.

Grata.

Raíssa Nantes ♥


Raíssa Nantes. Tecnologia do Blogger.

Outros Blogs

Autores Parceiros

Editoras Parceiras

Afiliado:

WOOK - www.wook.pt

Arquivo

Já passaram por aqui...